Seculo

 

Ministério da Saúde destina mais R$ 32,7 milhões para hospitais no Espírito Santo


23/12/2013 às 17:54

O Ministério da Saúde liberou, nesta segunda-feira (20), mais de R$ 32,77 milhões para a manutenção de 22 Santas Casas e hospitais filantrópicos em 18 municípios do Espírito Santo. A medida faz parte de uma série de medidas para manutenção e expansão do atendimento a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). A expectativa é de que a primeira parcela dos repasses seja paga até o próximo dia 31.

De acordo com informações do Ministério, serão repassados mais de R$ 1,6 bilhão para hospitais de todo o país, beneficiando 762 instituições filantrópicas de 604 cidades em 23 estados, incluindo 19 capitais – entre elas, a do Espírito Santo. A Portaria nº 3.166, que prevê a destinação dos recursos, foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (23).

No Espírito Santo, serão contempladas as instituições geridas pelos municípios e pelo Estado: Conferência São Vicente de Paula, em Afonso Cláudio; Hospital de Alegre; Movimento de Educação Promocional do Espírito Santo, em Anchieta; Santa Casa Castelense, em Castelo; Hospital Arthur Gerhardt, em Domingos Martins; Santa Casa de Misericórdia, em Guaçuí; Santa Casa, em Iúna; Fundação Beneficente Rio Doce, em Linhares; Hospital Apóstolo Pedro, em Mimoso do Sul; Hospital São Marcos, em Nova Venécia; Hospital Concórdia, em Santa Maria de Jetibá; Hospital São José, em Colatina; HECI de Itapemirim; Hospital Madre Regina Protman, em Santa Teresa; e Hospital Maternidade de São Mateus.

No município de Cachoeiro de Itapemirim, três hospitais serão beneficiados pelos repasses (Hospital Infantil Francisco de Assis, Hospital Evangélico e a Santa Casa de Misericórdia). Na Grande Vitória, vão receber os repasses: o Hospital Evangélico, em Vila Velha; Santa Casa de Misericórdia, Hospital Santa Rita de Cássia; e a maternidade Pró Matre, em Vitória.

Segundo o Ministério, o benefício vai permitir a elevação do percentual mínimo de 26% para 50% do valor do incentivo pago aos estabelecimentos filantrópicos, dando a possibilidade da assinatura de contratos e atualização dos contratos antigos. Em junho deste ano, o governo já havia anunciado um conjunto de ações para a recuperação econômica desses hospitais, como o programa de apoio financeiro (Prosus) a essas unidades.

O abatimento da dívida, começando pelas mais antigas, será feita primeiramente dos débitos inscritos na Dívida Ativa da União, seguido pelos débitos no âmbito da Receita Federal.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Secom
'Esquenta'

Com a a abertura das convenções partidárias, nesta sexta-feira, o mercado ganhou maior intensidade com o racha na base de Hartung

OPINIÃO
Editorial
Mais uma porta na cara
O racismo institucional do Palácio Anchieta ficou ainda mais claro com a presença do jornalista Willian Waack, demitido da Rede Globo por comentários racistas
Erfen Santos
O Cidadão Ilustre
O filme suscita reflexões pertinentes sobre prêmios literários como o Nobel, que rejeitou grandes escritores
Geraldo Hasse
Notícias do fundo do poço
Se não ceder às pressões externas, a Petrobras pode voltar a liderar a economia
JR Mignone
A importância das eleições
Cada empresa de comunicação tem de se esmerar nas campanhas, sem partido ou cores políticas
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Além das lágrimas
MAIS LIDAS

'Esquenta'

Largada embolada

Comando da PM não comparece em audiência de conciliação no Tribunal de Justiça

Projeto que obriga barreiras de proteção na Terceira Ponte tem parecer favorável na Ales

Mistério Público investiga Secretaria de Saúde de Cariacica por irregularidades em prestações de contas