Seculo

 

HQ Veneno Paraíso mistura cores e texturas sinestésicas


24/01/2014 às 10:51
Veneno Paraíso é uma explosão de cores, rabiscos, formas, texturas e letras. Mas todo esse caos é organizado para contar a história de um casal peculiar que nos é apresentado antes do livro começar. Ela é Penélope, dançarina de boate, olhos de ressaca e cabelos inconstantes. Ele, não se sabe o nome, mas é jornalista, alto, magro demais e cabelos bagunçados por debaixo do chapéu. 
 
A história em quadrinhos, que não é estruturada em quadros, obedece às próprias regras e extrapola a página formando verdadeiros painéis independentes. Os quadros se misturam e o texto é como um guia em primeira pessoa, que, no caso, é a voz e os pensamentos do jornalista. 
 
As responsáveis pelas ilustrações são as artistas Isabela Bimbatto e Ayla Lourenço. O roteiro ficou por conta do escritor João Chagas. Apesar de ser um pequeno episódio, as imagens são tão vivas que realmente passam a impressão de movimento, como num filme. A riqueza de detalhes lhe força a ficar muito tempo nas páginas, para observar cada nuance desse filme psicodélico – ou seria melhor sonho psicodélico.  
 
As texturas e cores das ilustrações dão uma sensação de sinestesia. Apesar do colorido, a HQ tem um clima pesado e um suspense, que transfere bem a tensão entre o casal. Entretanto, a cada página esse clima se mantém ou muda completamente, assim como a personagem Penélope, que tem a personalidade tão variável quanto as cores do seu cabelo. 
 
Penélope é cativante e sensual. A princípio parece não se interessar pelo jornalista e muito menos pela sua entrevista, sempre respondendo um “dissimulado não sei”. Mas não demora muito para ela tomar conta da situação e fazer com que as coisas sejam do seu jeito. 
 
Ao final, a história se assemelha mais a uma lembrança, que não tem ordem e nem dimensão e é preenchida pela imaginação.
 
 
Serviço
Veneno Paraíso
Ayla Lourenço, Isabella Bimbatto
e João Chagas
Secult
33 páginas
Contato: ayla.lou@gmail.com

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Facebook/Eliana
Território político

Inferno astral do prefeito de Linhares, Guerino Zanon, deixa o campo aberto para a deputada estadual Eliana Dadalto

OPINIÃO
Editorial
'Gestão compartilhada'
Ofensiva de Luciano Rezende contra movimento dos professores revela autoritarismo e inabilidade política
Piero Ruschi
Pets: uma questão de responsabilidade socioambiental
Felizes as pessoas que podem ter um animal de estimação! Felizes os animais de estimação que têm um dono responsável!
Gustavo Bastos
Para que Filosofia?
''é melhor existir do que o nada''
Bruno Toledo
Por que negar os Direitos Humanos?
Não há nada de novo nesse discurso verde e amarelo que toma as ruas. É a simples manutenção das bases oligárquicas do Brasil
JR Mignone
O voto facultativo
Atual insatisfação com a política seria uma chance para começar a estudar a implantação do voto facultativo?
Roberto Junquilho
Que novo é esse?
O presidenciável do PRB, Flávio Rocha, apresenta velhas fórmulas de gestão e envolve jovens lideranças
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Para, relógio
MAIS LIDAS

Procon multa imobiliária e construtora responsáveis por condomínio em Setiba

Justiça realiza audiência do processo contra seminarista de Boa Esperança

TJES adia pela quinta vez processo de Dr. Hércules sobre dívida de campanha

Sindipol denuncia 'mentiras' do governo sobre médicos legistas

Ministério da Segurança Pública anuncia mutirão para reduzir população carcerária