Seculo

 

TJES vai publicar o resultado final do concurso para juiz até o dia 18


04/02/2014 às 17:10

O Tribunal de Justiça do Estado (TJES) adiou pela segunda vez a publicação do resultado final do concurso público para juiz substituto. A lista de aprovados deverá ser publicada somente no próximo dia 18. A expectativa inicial era de que a relação dos nomes dos 20 futuros magistrados fosse divulgada até esta terça-feira (4). De acordo com o presidente da banca da seleção, desembargador Fábio Clem de Oliveira, o adiamento se deve à abertura de novo prazo para interposição de recursos contra os procedimentos da prova oral.

De acordo com o Edital nº 32, publicado no Diário da Justiça, os candidatos interessados poderão, entre quarta-feira (4) e quinta-feira (5), interpor recurso contra a forma ou procedimentos da banca examinadora durante a arguição da provas da quarta etapa. Segundo o edital, no entanto, eles não poderão pedir a revisão das notas atribuídas. A sessão pública de julgamento dos recursos está marcada para o próximo dia 14, na sede do TJES.

Segundo informações do TJES, o resultado final do concurso será publicado no Diário Oficial do Estado e no Diário da Justiça Eletrônico, além de divulgado na página do concurso na internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/tj_esjuiz2011.

O presidente do tribunal, desembargador Sérgio Bizzotto Pessoa de Mendonça, anunciou que pretende nomear os 20 juízes aprovados na seleção ainda em fevereiro. Os novos magistrados devem contribuir para a redução do atual déficit de juízes estaduais, que já ultrapassa 140 vagas. A intenção do chefe do Judiciário capixaba é anunciar um novo concurso público para o cargo, logo após a conclusão da atual seleção.

O concurso público para juiz teve início em 2006, mas foi alvo de vários adiamentos por conta das suspeitas de fraudes, após a deflagração da Operação Naufrágio, no fim de 2008. O déficit de juízes foi destacado por Bizzotto como um dos principais desafios de sua gestão. Atualmente, 20 comarcas do Estado não tem juiz titular.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
‘Amém’ e circo

Depois de muito faltarem às sessões, os deputados atenderam ao chamado de Hartung para o conhecido “sim, senhor”. E a Sefaz, ó, “bau-bau”...

OPINIÃO
Editorial
Ato de tirania
Hartung pôs sua vontade e autoridade acima da lei e contou com o servilismo dos deputados para aprovar uma anomalia jurídica
Wanda Sily
Matemática de pobre
O dinheiro num sobra pra comprar coisa que derrete e não enche barriga
Renata Oliveira
Pegando gosto
As pesquisas confirmam que Lelo Coimbra é mesmo o herdeiro natural de Luiz Paulo em Vitória
Antônio Medeiros
Vestígios de acordes dissonantes
Uma nova classe social estaria por trás da explosão de raiva dos eleitores do mundo ocidental desenvolvido: o precariado, como descrito por Guy Standing
Geraldo Hasse
Espelho meu, espelho mau
Faça ou não uma autocrítica pública, o PT tende a definhar sob os holofotes da mídia
Caetano Roque
Dois pesos, duas medidas
O Judiciário faz o que quer com seus salários, já o trabalhador amarga na mão da Justiça do Trabalho
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Pra quem ainda não conheçe, LINIKER!

Flânerie

Manuela Neves

Esperando Godot ou a vez que Marinho Celestino ousou no teatro e Amylton de Almeida não perdoou
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Visão limitada da classe política engaveta projetos importantes
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.



MAIS LIDAS

‘Amém’ e circo

Ex-secretário da Saúde vira réu em nova ação de improbidade

Tribunal de Contas poupa Luciano e notifica Max da Mata

Documentário 'A Febre' faz paralelo com o paulista 'Pixo'

MP de Contas quer abrir ‘caixa preta’ dos incentivos fiscais no Espírito Santo