Seculo

 

Mal das pernas


28/09/2012 às 15:01


 


 A disputa à prefeitura de Vitória é o quente do processo eleitoral deste ano, por colocar em jogo importantes destinos políticos. Principalmente o do PSDB, que depende da vitória de Luiz Paulo Vellozo Lucas para recuperar o tempo perdido. Para isso, o partido precisa realocar o ex-prefeito no cenário. Luiz Paulo já abriu mão de importantes projetos por conta da aliança com o ex-governador Paulo Hartung (PMDB) – queria ser senador, mas foi rebaixado a deputado federal, depois tentou o governo, mas tomou de lavada de Renato Casagrande, que virou o candidato de Hartung. Levar a prefeitura da segunda vitrine política do Estado virou, portanto, questão de sobrevivência. O PSDB, de um total de 12/13 prefeituras, luta para emplacar 6/8, na melhor das hipóteses. Em Vila Velha, que seria outro importante degrau político, Max Filho vive momento dramático. Embora o esforço de Luiz Paulo agora seja liquidar a fatura no primeiro turno, o clima é outro. A convicção é de que haverá nova disputa. E ai o buraco será mais embaixo. 


Balanço
A necessidade de garantir o segundo turno na Capital foi a tônica do debate realizado nesta sexta-feira (28), pela Rede Tribuna. Bombardeado pelos adversários, Luiz Paulo não fez bem o dever de casa. Já Luciano Rezende (PPS) foi repetitivo e pecou pela omissão, perdendo uma grande oportunidade. O que acabou consolidando a previsão inicial, de embate entre o PSDB e o PT da candidata Iriny Lopes. A petista partiu para cima do ex-prefeito. 
 
Mais...
Entre os franco-atiradores, Gustavo De Biase, do Psol, demonstrou preparo para embates. 
 
Dianteira
A propósito, no comparativo, a Rede Tribuna está melhor nos debates eleitorais deste ano. Além do horário de transmissão adequado, também é de bom gosto o tom dado aos confrontos entre candidatos. Vale o registro.
 
Colou
Justiça seja feita, o único jingle que gruda na cabeça entre os candidatos em Vitória é o do deputado estadual Luciano Rezende (PPS). É igual música ruim. Basta ouvir uma vez.
 
Por falar no PPS...
A nova cartinha enviada para casas de moradores de Vitória pelo candidato à reeleição, o vereador Fabrício Gandini, tem a participação especial do deputado federal e candidato a prefeito na Serra, Audifax Barcelos (PSB). O socialista pede voto para Gandini, dizendo que confia no vereador e “assina embaixo”. Detalhe: o PSB está na chapa de Iriny Lopes (PT). 
 
Missão difícil
Não se pode negar que em pelo menos uma área Tião Barbosa (PMDB) logra êxito. Ele se sobressai como marqueteiro do candidato a prefeito em Vila Velha, o deputado estadual Rodney Miranda (DEM). O demista saiu da condição de praticamente um poste, para mostrar preparo em aparições públicas. Mérito de Tião. 
 
A um passo
O prefeito de Conceição da Barra (norte do Estado), Jorginho Donati (PSDB), não deve nem dormir à noite mais, diante da possibilidade de não disputar a reeleição este ano. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES) fechou ainda mais o cerco, consolidando outros dois votos em favor da cassação do registro do tucano. Por essa, certamente, Donati não esperava. Ele está acostumado a impunidades. 
 
Ufa!
Depois de um longo e tenebroso inverso, o site da Assembleia Legislativa está novamente no ar. Probleminha difícil de resolver hein?!
 
140 toques
“O que Luiz Paulo tem feito com o vice de Luciano Rezende é deprimente, Waguinho é um homem de bem. Cuidado LP, já vi muito gigante cair!”. (Secretário de Estado de Esportes – Vandinho Leite – PR – no Twitter).
 
PENSAMENTO:
"Na política não há amigos, apenas conspiradores que se unem". Victor Lasky

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Precipitou-se

Com um olho em 2018 e outro em 2020, Luciano Rezende antecipou o processo eleitoral, mas esqueceu a Lava Jato. Aí mora o problema.

OPINIÃO
Renata Oliveira
Bicho-papão
O ajuste fiscal de Paulo Hartung precisa do exemplo do Rio de Janeiro tanto para cortar quanto para supervalorizar a liberação de recursos
JR Mignone
Qual rádio ouviria hoje?
Sinceramente, não saberia explicar que tipo de rádio eu ouviria hoje, isto é, que me motivaria a ligar o botão para ouvi-la: uma de notícia ou uma só de música selecionada
Caetano Roque
Pressão neles
O movimento sindical deve conscientizar o trabalhador sobre quem estará na disputa do próximo ano contra ele
Geraldo Hasse
A doença da intolerância
Ela está nos estádios, nos governos, nas igrejas, nos parlamentos, nas ruas, nos tribunais
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Branca, o Teatro e a sala de estar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Fuzis e baionetas, nunca mais!
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Turista acidental
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Precipitou-se

Posse de tucano no Turismo é demonstração interna de força de Colnago

Justiça Federal determina que 14 municípios adotem ponto eletrônico para médicos e dentistas

Subseção da OAB-ES cobra esclarecimento sobre atuação de Homero Mafra na defesa de acusado

Dary Pagung vai fechar a porta para emendas de deputados no orçamento