Seculo

 

Demissões na Vale deixam ferroviários apreensivos


29/04/2015 às 18:08
Os trabalhadores da Vale, principalmente os ferroviários, estão apreensivos com a possibilidade de demissões na empresas. No primeiro trimestre deste ano foram aproximadamente 300 demissões na companhia e a expectativa é que haja mais dispensas no mês de maio. 
Em pronunciamento na manhã desta quarta-feira (29) na Assembleia Legislativa, a deputada estadual Janete de Sá (PMN) afirmou que corre boato entre a categoria de que na próxima segunda-feira (4) deve acontecer um grande volume de demissões. 
Ela ressaltou que os trabalhadores do setor que perdem o emprego ficam sem expectativa de conseguirem outra colocação. Segundo ela, um maquinista que é demitido dificilmente encontrará outro emprego como maquinista, assim como um profissional de jateamento de vagão, de mecânica industrial de locomotivas, que são funções específicas das mineradoras. 
A parlamentar salientou que não é justo que a Vale, além de toda a poluição que joga sobre a Grande Vitória, ainda demita os trabalhadores de Tubarão e da malha ferroviária. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Rabiscos eleitorais

Articuladores já fazem suas contas de 2018. Entre os deputados considerados reeleitos, está quase toda bancada do PMDB, incluindo Erick Musso. Mas, antes, terá que colocar um ''bonde'' pra correr

OPINIÃO
Editorial
À oposição, o respeito!
Seja manifestando uma simples opinião ou criticando medidas do próprio legislativo ou do governo, falou em Sergio Majeski, o tiroteio é garantido
Piero Ruschi
Carta de aniversário ao papai
‘Venho lhe desejar um feliz aniversário de 102 anos, o mais feliz possível, diante de todas mazelas que atormentam o Museu que o senhor criou e o meio ambiente que tanto defendeu
Gustavo Bastos
Destino e acaso
''Quanto ao cético do acaso, ele chama destino de delírio e acaso de nada''
Geraldo Hasse
Em defesa da soberania
Manifesto combate o entreguismo, filho dileto do colonialismo neoliberal
Roberto Junquilho
Os pequenos se movem
Para garantir verba do fundo partidário, siglas como o PCdoB têm que apresentar chapa majoritária em 2018. E, no Estado, como fica?
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Quem quer dinheiro?
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Hartung reforça interesse em projeto nacional nas eleições de 2018

Manifesto denuncia ameaças a lideranças mobilizadas contra agrotóxicos em Boa Esperança

Fundação Renova é multada e Samarco/Vale-BHP vira alvo de mais uma ação civil pública

Morre Chico Flores

Trabalhadores encerram Greve em Brasília e Jejum nos estados