Seculo

 

Após ameaça de bloqueio de bens da Vale e BHP, Samarco firma acordo para pagar salário a pescadores e ribeirinhos


05/12/2015 às 12:01
Três dias após o Ministério Público do Trabalho (MPT) de Minas Gerais ameaçar pedir bloqueio dos bens das mineradoras Vale e BHP Billiton, caso sua subsidiária Samarco não garantisse ajuda financeira imediata a pescadores e ribeirinhos afetados pela lama de rejeitos no estado mineiro e no Espírito Santo, a empresa resolveu firmar acordo e fornecerá um auxílio subsistência a essas comunidades a partir da próxima sexta-feira (11), com pagamento retroativo a 5 de novembro, data do rompimento da barragem em Mariana (MG).
O Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público do Trabalho de Minas Gerais e do Espírito Santo foi assinado pela empresa em Belo Horizonte, nessa sexta-feira (4), e a previsão é que atinja, inicialmente, 11 mil pescadores e ribeirinhos já cadastrados nos dois estados.
Os trabalhadores que não têm cadastro devem procurar as associações e colônias de suas regiões e solicitar o benefício, como orienta o Ministério Público do Trabalho.
O auxílio será no valor de um salário mínimo por família (R$ 788), mais 20% para cada dependente e uma cesta básica. Será entregue durante seis meses – 1º de março de 2016 -, até que a empresa contratada pela Samarco, a Golder Associates, apresente os resultados do estudo socioeconômico das regiões impactadas, com cronograma de ações que garantam o reestabelecimento das condições de trabalhos das famílias que dependem do rio Doce para sobreviver.
O acordo determina ainda que a Samarco não faça dispensa em massa de seus empregados pelo mesmo período, bem como não pode rescindir contratos de prestação de serviços permanentes. Segundo o MPT, são 2.686 empregados diretos e 2.400 terceirizados em Minas e Espírito Santo.
Em entrevista à BBC Brasil nessa terça-feira (1), o procurador do Trabalho Geraldo Emediato de Souza reconheceu que o ideal seria que esse valor aumentasse. “Mas estamos lutando contra o tempo", justificou. A força-tarefa criada pelo MPT para investigar o caso Samarco é conduzida por ele e pelos procuradores Bruno Fonseca, Carolina Buarque e Aurélio Vieito.
A onda de lama da Samarco destruiu o distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, e deixou mais de 600 desabrigados. Já foram confirmadas 12 mortes e oito pessoas estão desaparecidas. Desde que chegou ao rio Doce, a lama impediu a captação de água, provocou a morte de toneladas de peixes, e destruiu a biodiversidade, até alcançar a foz e o mar no Espírito Santo. Desde então, os moradores dos municípios capixabas de Baixo Guandu, Colatina e Linhares, impactados pelos rejeitos de mineração, vivem clima de desemparo e apreensão. 

A Vale e a anglo-australiana BHP Billiton detêm 50% cada do controle acionário da Samarco. Assim como a subsidiária, as controladoras respondem por um longo histórico de violações aambientais e aos direitos humanos no Brasil e no exterior.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Facebook/Eliana
Território político

Inferno astral do prefeito de Linhares, Guerino Zanon, deixa o campo aberto para a deputada estadual Eliana Dadalto

OPINIÃO
Editorial
'Gestão compartilhada'
Ofensiva de Luciano Rezende contra movimento dos professores revela autoritarismo e inabilidade política
Piero Ruschi
Pets: uma questão de responsabilidade socioambiental
Felizes as pessoas que podem ter um animal de estimação! Felizes os animais de estimação que têm um dono responsável!
Gustavo Bastos
Para que Filosofia?
''é melhor existir do que o nada''
Bruno Toledo
Por que negar os Direitos Humanos?
Não há nada de novo nesse discurso verde e amarelo que toma as ruas. É a simples manutenção das bases oligárquicas do Brasil
JR Mignone
O voto facultativo
Atual insatisfação com a política seria uma chance para começar a estudar a implantação do voto facultativo?
Roberto Junquilho
Que novo é esse?
O presidenciável do PRB, Flávio Rocha, apresenta velhas fórmulas de gestão e envolve jovens lideranças
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Para, relógio
MAIS LIDAS

Procon multa imobiliária e construtora responsáveis por condomínio em Setiba

Justiça realiza audiência do processo contra seminarista de Boa Esperança

TJES adia pela quinta vez processo de Dr. Hércules sobre dívida de campanha

Sindipol denuncia 'mentiras' do governo sobre médicos legistas

Ministério da Segurança Pública anuncia mutirão para reduzir população carcerária