Seculo


  • Lava Jato no ES

 

A um passo do PDT, Rodrigo Coelho se acomoda no governo


28/01/2016 às 12:07
Com o encaminhamento no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) pela procedência do pedido de desfiliação do PT, do deputado estadual Rodrigo Coelho o deixa a um passo de consolidar sua ida para o PDT. Neste sentido, o governo do Estado, que em um primeiro momento negou a manobra, agora confirma a ida do deputado para a Secretaria de Assistência Social do Estado. O deputado assume a pasta que era comandada por Sueli Vidigal (PDT).
 
Ao puxar o deputado estadual, o governador acomoda o PDT na Assembleia, concedendo a tão disputada vaga para Luiz Durão. O presidente do PT Estadual, Genivaldo Lievore, até tentou reivindicar a vaga, que beneficiaria a ele próprio, mas o parecer da Procuradoria Eleitoral e o voto do relator no TRE indicam que a desfiliação, sem caracterizar infidelidade partidária, é uma questão de tempo. 
 
Mas, para os meios políticos, a movimentação de Hartung em relação ao deputado estadual não estaria mirando apenas a acomodação do PDT na Assembleia. Ao trazer Coelho para o secretariado, a intenção do governador seria fortalecer o deputado de olho na eleição em Cachoeiro de Itapemirim, colocando-o como um postulante competitivo à sucessão de Carlos Casteglione na prefeitura. 
 
Rodrigo Coelho, que foi secretário de Casteglione, ao deixar o PT corta de vez o cordão umbilical com a atual gestão. Mas a intenção palaciana seria a de impor a Theodorico Ferraço (DEM) a segunda derrota consecutiva na disputa de sua principal base eleitoral. Em 2012, Ferraço apoiou a candidatura de Glauber Coelho (morto em 2014) e Hartung apoiou a reeleição de Casteglione
 
Ferraço e Hartung não estão alinhados mais e o governador parece decidido a sufocar os espaços políticos do demista. Como Rodrigo Coelho já demonstra fidelidade ao governador, se torna uma liderança importante nesse jogo contra Ferraço.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Ensaiado

Mudança de planos de Ricardo Ferraço na condução da Reforma Trabalhista atende à estratégia de Temer e da classe empresarial. Falou de empresário, é com ele mesmo!

OPINIÃO
Editorial
Defesa burocrática
Secretário Júlio Pompeu fez um discurso burocrático para defender o governo Hartung na Corte Interamericana de Direitos Humanos
Renata Oliveira
O universo conspira
A onda de falta de sorte do governador, iniciada em fevereiro, insiste em não passar
Caetano Roque
Venceu o pragmatismo
Ao reeleger o grupo que se perpetua na direção, PT perde um pouco mais de sua ideologia
Geraldo Hasse
Seremos todos boias-frias?
A palavra reforma, sempre associada a avanços, está sendo aplicada a um retrocesso
JR Mignone
Sérgio Bermudes, sempre atual
''Existe uma crise no Judiciário, que vai da falta de juízes, da infraestrutura adequada, até a postulação e prestação precárias''
Caetano Roque
A hora do Judiciário
O Supremo tem que mostrar a que veio e a serviço de quem está
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Um homem nu.
Flânerie

Manuela Neves

Nenna – parte II: early years na ilha
Panorama Atual

Roberto Junquilho

A Odebrecht quebrou a "Omertá", e agora?
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

A sombra
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

CNMP pode acabar com pagamento de ‘horas-extras’ a promotores no Espírito Santo

Disputa pelo poder em Itapemirim reacende tensão entre prefeito e vice

Defesa burocrática

Ensaiado

Esgoto na Praia de Santa Helena não se resolve com teste de balneabilidade