Seculo


  • Lava Jato no ES

 

Economia solidária


17/05/2016 às 14:24
Considerando que com as naturais passagens de ciclo, algumas profissões e negócios passam a não ser mais necessários ao mercado ou mesmo tornam-se insustentáveis, há necessidade eminente de inovações e, nesse cenário, a economia solidária representa uma fonte geradora de trabalho e renda e também um modelo alternativo de produção e de comercialização, além de representar uma alternativa para combater o crescente desemprego.
O ato de compartilhar espaços, seja de casas, empresas, propriedades rurais, bares/restaurantes, escritórios, dentre outros, possibilita a troca de experiências, a concretização e a viabilização de um projeto de negócio, muitas vezes engavetados por falta de capital inicial para implantá-lo ou mesmo para testá-lo.
Do outro lado possibilita “fazer dinheiro” do que está subutilizado e até inviabilizado, estabelecendo parcerias, abrindo novas frentes de negócios a partir e com o seu. 
A internet é um recurso imprescindível para divulgar, estimular e ampliar o negócio, por isso é destaque.
Neste arranjo todos ganham, pois quem já está estruturado, pode aproveitar a capacidade ociosa de infraestrutura, recursos humanos e materiais, potencializando seus resultados. Pode receber o aluguel, compartilhar o lucro das vendas com o parceiro ou oferecer outras opções de produtos que combinem. 
Nas relações trabalhistas não existem patrões e empregados, todos têm as suas funções e importância para o negócio, que é compartilhado, tanto nos lucros como também no zelo pelos equipamentos, pelo local, pela produção, serviços e pela equipe. Tudo e todos são valorizados neste modelo de negócio.
Quanto às despesas, é uma oportunidade inovadora representada na expectativa de alcançar eficiência de recurso, reduzindo o total de investimento e, para o caso de dar certo e ampliar, poderá optar por sair e montar o seu próprio espaço ou manter-se compartilhando.
Os exemplos de compartilhamentos vão desde sites para as trocas de brinquedos e de roupas as cooperativas em áreas rurais, cozinhas industriais, carona solidária, sublocação de sala comercial para outros profissionais ou um quarto da sua casa, até ambiente de produção.
Outro exemplo é o Escritório Virtual caracterizado por uma empresa “hospedeira”, onde outras empresas podem ficar, desde apenas domiciliadas até a compartilhar com outras o espaço físico, dividir também salas de reuniões, de treinamentos, tecnologias, funcionários, além de assim se tornar um espaço propício para o compartilhamento de negócios. Reduzem os custos, aperfeiçoam recursos e garantem a sustentabilidade do negócio. 
Aqui procuramos a todo o momento ampliar o leque de opções para esses tempos de crise, considerando que o nosso alvo é atuar para a manutenção e/ou recuperação da saúde das famílias: física, mental, social e financeira e, para gozarem de boa saúde, precisam ter acesso ao trabalho/emprego e a renda.
Em tempos de vacas magras, com a economia solidária, os riscos também são divididos e pra um ganhar o outro não precisa perder.
 

Ivana Medeiros Zon, Assistente Social, especialista em Saúde da Família e em Saúde Pública,Educadora Financeira, membro da ABEF - Associação Brasileira de Educação Financeira, palestrante, consultora, colunista do Portal EduFin www.edufin.com.br
https://sites.google.com/site/saudefinanceiraivanamzon/

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Tem, sim!

Não escapou Hartung nem Baianinho dos protestos de desta sexta-feira no Estado

OPINIÃO
Editorial
A PM sendo PM
Depois de estarem do “outro lado do balcão, policiais militares voltam a recorrer à violência para reprimir greve geral dos trabalhadores no ES
Renata Oliveira
O que esperar de PH para 2018?
A história do Baianinho pegou e dificulta o caminho eleitoral do governador
Geraldo Hasse
Os apuros do rei da petroquímica
A ascensão da Braskem faz lembrar o ditado: tudo que sobe rápido demais, desce ligeirinho
Lídia Caldas
Como ter um coração saudável?
Curioso que algumas coisas que hoje são heresias amanhã podem se tornar dogmas
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Um homem nu.
Flânerie

Manuela Neves

Nenna, em transição
Panorama Atual

Roberto Junquilho

A Odebrecht quebrou a "Omertá", e agora?
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Aniversário devia ser feriado
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

O que esperar de PH para 2018?

Justiça absolve ex-secretário Neivaldo Bragato de acusação de improbidade

Prefeitura publica edital para alienação do Saldanha da Gama

Projetos prejudiciais ao governo adormecem na pauta da Assembleia

Prefeitura realiza audiência pública sobre condomínio de luxo na Bacutia