Seculo

 

Economia solidária


17/05/2016 às 14:24
Considerando que com as naturais passagens de ciclo, algumas profissões e negócios passam a não ser mais necessários ao mercado ou mesmo tornam-se insustentáveis, há necessidade eminente de inovações e, nesse cenário, a economia solidária representa uma fonte geradora de trabalho e renda e também um modelo alternativo de produção e de comercialização, além de representar uma alternativa para combater o crescente desemprego.
O ato de compartilhar espaços, seja de casas, empresas, propriedades rurais, bares/restaurantes, escritórios, dentre outros, possibilita a troca de experiências, a concretização e a viabilização de um projeto de negócio, muitas vezes engavetados por falta de capital inicial para implantá-lo ou mesmo para testá-lo.
Do outro lado possibilita “fazer dinheiro” do que está subutilizado e até inviabilizado, estabelecendo parcerias, abrindo novas frentes de negócios a partir e com o seu. 
A internet é um recurso imprescindível para divulgar, estimular e ampliar o negócio, por isso é destaque.
Neste arranjo todos ganham, pois quem já está estruturado, pode aproveitar a capacidade ociosa de infraestrutura, recursos humanos e materiais, potencializando seus resultados. Pode receber o aluguel, compartilhar o lucro das vendas com o parceiro ou oferecer outras opções de produtos que combinem. 
Nas relações trabalhistas não existem patrões e empregados, todos têm as suas funções e importância para o negócio, que é compartilhado, tanto nos lucros como também no zelo pelos equipamentos, pelo local, pela produção, serviços e pela equipe. Tudo e todos são valorizados neste modelo de negócio.
Quanto às despesas, é uma oportunidade inovadora representada na expectativa de alcançar eficiência de recurso, reduzindo o total de investimento e, para o caso de dar certo e ampliar, poderá optar por sair e montar o seu próprio espaço ou manter-se compartilhando.
Os exemplos de compartilhamentos vão desde sites para as trocas de brinquedos e de roupas as cooperativas em áreas rurais, cozinhas industriais, carona solidária, sublocação de sala comercial para outros profissionais ou um quarto da sua casa, até ambiente de produção.
Outro exemplo é o Escritório Virtual caracterizado por uma empresa “hospedeira”, onde outras empresas podem ficar, desde apenas domiciliadas até a compartilhar com outras o espaço físico, dividir também salas de reuniões, de treinamentos, tecnologias, funcionários, além de assim se tornar um espaço propício para o compartilhamento de negócios. Reduzem os custos, aperfeiçoam recursos e garantem a sustentabilidade do negócio. 
Aqui procuramos a todo o momento ampliar o leque de opções para esses tempos de crise, considerando que o nosso alvo é atuar para a manutenção e/ou recuperação da saúde das famílias: física, mental, social e financeira e, para gozarem de boa saúde, precisam ter acesso ao trabalho/emprego e a renda.
Em tempos de vacas magras, com a economia solidária, os riscos também são divididos e pra um ganhar o outro não precisa perder.
 

Ivana Medeiros Zon, Assistente Social, especialista em Saúde da Família e em Saúde Pública,Educadora Financeira, membro da ABEF - Associação Brasileira de Educação Financeira, palestrante, consultora, colunista do Portal EduFin www.edufin.com.br
https://sites.google.com/site/saudefinanceiraivanamzon/

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Sobrou

Ninho tucano no Estado já estaria pequeno para Colnago, Ferraço e Luiz Paulo. Em desvantagem, o ex-prefeito de Vitória. Será?

OPINIÃO
Editorial
Ruim da cabeça ou doente do pé?
Luciano Rezende quer acabar com o chorinho de Camburi, o Som de Fogueira da Lama e com o tradicional circuito do samba no Centro
Renata Oliveira
Pequenos detalhes, grandes problemas
Situações que antes não eram sequer cogitadas hoje trazem dores de cabeça ao governador Paulo Hartung
Lídia Caldas
Livre-se da armadilha dos rótulos
A informação é o melhor remédio contra a indústria
Geraldo Hasse
Marcha à ré nos biocombustíveis
O governo Temer desmancha os vínculos entre a Petrobras e os agricultores familiares
Caetano Roque
Discurso surdo
Não adianta fazer informativo sobre o golpe que fica restrito à fábrica. É preciso envolver a sociedade
Nerter Samora
Um novo Ministério Público
Renovação no quadro de procuradores de Justiça é oportunidade para novos grupos politicos
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

pelas beiras!
Flânerie

Manuela Neves

Carmélia, um pouco mais dela
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Os tanques de guerra e a marcha dos insensatos
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Sob o céu de Miami
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Advogada denuncia pressão de secretário de Meio Ambiente contra retomada do nome original do Revis Fradinhos

Sobrou

Urgência de projeto de cessão de PMs segue no Expediente da Assembleia

TJES condena Gratz e Gilson Gomes por esquema de diárias na Assembleia

MPES vai investigar reestruturação administrativa da Prefeitura de Viana