Seculo

 

Depois de dois anos de fundação, Agerh ainda não tem quadro técnico efetivo


29/06/2016 às 18:23
Embora tenha sido criada há dois anos, a Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh) continua funcionando de maneira improvisada. Na agência faltam técnicos e pessoal administrativo e a enrolação para a transferência de mais servidores intriga aqueles que já atuam na autarquia.

A agência era uma diretoria do Instituto Estadual de Meio Ambiente (Iema) e por questões políticas foi desmembrada para a criação da Agerh. O ponto positivo é que a relação com a sociedade melhorou, por conta da aproximação com os comitês de bacias hidrográficas.

No entanto, estruturalmente a agência ainda tem sérios problemas que colocam em xeque a atuação dos técnicos. O corpo técnico já atuava no setor de recursos hídricos do Iema e foi transferido para a Agerh, mas em caráter precário. Muitos destes servidores já retornaram ao Iema, desfalcando a equipe, e os servidores que deveriam ter sido enviados para a Agerh, ainda permanecem no Iema.

Além disso, os cargos de apoio administrativo, que haviam sido contratados em designação temporária pelo Iema, deixaram a autarquia com o término dos contratos e ainda não foram repostos.

O que mais intriga os servidores é que a transferência dos técnicos do Iema para a Agerh não tem repercussão financeira, ou seja, basta apenas uma assinatura para que os servidores sejam transferidos. No entanto, o pedido de transferência – aguardada desde 2014 – não sai da Secretaria de Estado de Gestão e Recursos Humanos (Seger) para a Secretaria de Estado de Governo (Seg) para que seja efetivada.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Prefeitura da Serra
‘Liberou geral’

Foi só o prefeito Audifax Barcelos ver ameaçada sua costura com o empresariado, que logo apareceu para ‘colocar a mão’ na Câmara da Serra

OPINIÃO
Editorial
Sem mérito
Governo Hartung explora gestão florestal para tentar esconder atuação pífia e direcionada na área
Piero Ruschi
Pets: uma questão de responsabilidade socioambiental
Felizes as pessoas que podem ter um animal de estimação! Felizes os animais de estimação que têm um dono responsável!
Gustavo Bastos
Odessey and Oracle
''uma pérola do psicodelismo e do pop barroco britânico''
Bruno Toledo
Por que negar os Direitos Humanos?
Não há nada de novo nesse discurso verde e amarelo que toma as ruas. É a simples manutenção das bases oligárquicas do Brasil
Eliza Bartolozzi Ferreira
Políticas de retrocesso
Dados educacionais do governo Paulo Hartung são alarmantes
Roberto Junquilho
Que novo é esse?
O presidenciável do PRB, Flávio Rocha, apresenta velhas fórmulas de gestão e envolve jovens lideranças
Geraldo Hasse
Tchernóbil 32 anos
Por causa do acidente nuclear de 1986, a longevidade da Bielorrússia caiu abaixo de 60 anos
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Para, relógio
MAIS LIDAS

Sindipol denuncia 'mentiras' do governo sobre médicos legistas

Advogado se defende da acusação de injúria em ação aberta pelo prefeito de Vitória

'O PT não se preparou para a disputa majoritária no Estado'

Encontro Regional de Agroecologia será realizado neste fim de semana no Estado

Secretária de Educação de Vitória cancela prestação de contas na Câmara