Seculo

 

Idaf emite mais uma licença ilegal para plantio de eucalipto da Aracruz Celulose


30/06/2016 às 16:30

É ilegal a Licença de Operação – LO nº 003/2016 emitida pelo Instituto Capixaba de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf) à Aracruz Celulose (Fibria) e publicada no Diário Oficial na última sexta-feira (24). Isso porque, desde dezembro de 2014, está proibido o plantio de eucaliptais pela empresa e também a Suzano Papel e Celulose nos municípios de Ponto Belo e Mucurici, no extremo norte do Estado.

A decisão, proferida em caráter liminar pelo juiz substituto Miguel M. Ruggieri Balazs, da Vara Única de Mucurici, chegou a ser contestada pela Fibria, mas o Tribunal de Justiça julgou o recurso em favor do Ministério Público. A decisão foi em fevereiro deste ano.

A ação civil pública que deu origem às proibições é de autoria do promotor de justiça de Montanha, Edilson Tigre, que se baseou na constatação dos prejuízos socioambientais da monocultura de eucaliptos na região e dos indícios de irregularidades nos processos de autorização de plantio.

O promotor também acompanha o inquérito instaurado no Núcleo de Repressão a Organizações Criminosas (Nuroc) da Polícia Civil e os procedimentos investigativos criminais que tramitam no Ministério Público Estadual (MPES), nas Promotorias de Justiça de Mucurici e Montanha, contra o Idaf. Segundo Tigre, ambos “visam apurar inúmeras ilegalidades nas expedições das licenças ambientais autorizando plantios de eucaliptos pelas duas empresas”.

Essa última licença ilegal, emitida há uma semana, autoriza o plantio de 5.152,37 hectares de eucalipto nas Fazendas Boa Vista, Itajubá, Floresta e Campo Verde (Bloco II), nos municípios capixabas de Montanha, Mucurici, Pinheiros e Ponto Belo. O promotor acredita que a empresa não vai realizar os plantios, pois sabe das penalidades legais a que está sujeita.

As investigações da Polícia Civil e dos MP ainda não têm data para serem concluídas. E, até lá, está em vigência a decisão do TJES, que teve relatoria do desembargador Manoel Alves Rabelo. O voto do magistrado foi seguido à unanimidade pelo colegiado da Quarta Câmara Cível. Em caso de desobediência, a multa poderá ser de R$ 15 mil a R$ 2 milhões por dia, podendo gerar ainda a suspensão das licenças para os plantios, expedidas pelo Idaf e Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema).
 

Somente o projeto de expansão da Aracruz Celulose (Fibria) compreende pelo menos 17 mil hectares  nos municípios de Pinheiros, Montanha, Ponto Belo e Mucurici, pertencentes ao Grupo Simão, que serão explorados durante 14 anos pela empresa. Já a Suzano quer  plantar  pelo menos 6,5 mil hectares na região.

As empresas já exploram, há décadas, o antigo território do Sapê do Norte, que compreende os municípios de Conceição da Barra e São Mateus, gerando inúmeros impactos ao meio ambiente e às comunidades quilombolas e de pequenos produtores rurais. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Agência Senado
Cotações

Apesar de já ter anunciado apoio a Majeski, sobem as apostas de que Max Filho poderá, mesmo, é fixar lugar no palanque de Rose

OPINIÃO
Piero Ruschi
Visita à coleção zoológica de Augusto Ruschi
Visitei a coleção zoológica criada por meu pai e seu túmulo na Estação Biológica. Por um lado, bom, por outro, angústia
Gustavo Bastos
Minha luta com o sol - Pentagrama - Parte I
''vi o sol inca ficar vermelho''
Wilson Márcio Depes
A Frente Ampla começou em Cachoeiro?
Município do sul do Estado mantém a falta de entressafra política
Eliza Bartolozzi Ferreira
Cada qual no seu lugar
As escolas fazem ciência; as igrejas doutrinação. Projeto Escola Sem Partido é, no mínimo, uma contradição de base do vereador de Vitória, Davi Esmael (PSB)
Roberto Junquilho
Gestão de marca
Manter elos com redutos eleitorais faz a cabeça da classe política
Geraldo Hasse
Refém do Mercado
O País está preso ao neoliberalismo do tucano Pedro Parente, presidente da BR
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Arrogância também conta?
MAIS LIDAS

Especialista critica projeto Escola Sem Partido proposto por vereador de Vitória

TSE define quanto cada partido receberá do Fundo Eleitoral

Pesquisa de R$ 2 milhões financiada pela ArcelorMittal é aprovada em regime de urgência pela Ufes

Procons fiscalizam aumentos nos preços dos combustíveis em postos de Vitória e Serra

Trabalhadores e empresários da Construção Civil dão trégua de um mês para negociações