Seculo

 

5ª Maratona Aquática alerta sobre o passivo ambiental da Vale na Praia de Camburi


19/08/2016 às 11:26
Mais de 250 pessoas devem entrar no mar, neste fim de semana, para protestar contra mais uma impunidade de que goza a Vale S/A: seu passivo ambiental, que há 40 anos contamina a extremidade norte da Praia de Camburi, em Vitória, com toneladas de minério de ferro enterrados na areia. Poluição que aumenta a cada dia, visto que o derramamento de minério de ferro durante o carregamento dos navios no porto continua sendo acobertado pelos órgãos ambientais.
As amostras do passivo ambiental, que serão expostas à população neste sábado e domingo (20 e 21), foram colhidas nessa quarta-feira (17) por voluntários da Associação dos Amigos da Praia de Camburi (AAPC). Os voluntários também colheram evidências do outro grande contaminante da praia: o esgoto sem tratamento lançado no mar.
 
A 5ª Maratona 24 Horas acontece das 10h de sábado até 10h do domingo (21), no calçadão da Praia de Camburi, na altura do Banco Itaú. “Qualquer pessoa pode comparecer ao local para se informar, nadar, remar e verificar as amostras coletadas”, convida Paulo Pedrosa, da AAPC. Segundo ele, o objetivo é alertar a sociedade sobre a necessidade de despoluir a principal praia da Capital.
 
Cansada da negligência dos órgãos ambientais municipal e estaduais, a sociedade tem reivindicado do Ministério Público Estadual (MPES) que tome providências para que a empresa recupere a área e pare de poluir. Somente a AAPC faz solicitações nesse sentido há mais de dez anos.
 
Um sopro de reação aconteceu no dia quatro de fevereiro de 2015, quando o Ministério Público Federal ajuizou, na Justiça Federal, a ação civil pública nº 0101820-77.2015.4.02.5001, em que determina ações a serem realizadas pela empresa para a plena recuperação da área. Elaborada pelo procurador Fabrício Caser, a ACP agora está agora, de acordo com informações do seu gabinete, sob responsabilidade do procurador Carlos Vinicius Cabeleira. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Sobrou

Ninho tucano no Estado já estaria pequeno para Colnago, Ferraço e Luiz Paulo. Em desvantagem, o ex-prefeito de Vitória. Será?

OPINIÃO
Editorial
Ruim da cabeça ou doente do pé?
Luciano Rezende quer acabar com o chorinho de Camburi, o Som de Fogueira da Lama e com o tradicional circuito do samba no Centro
Renata Oliveira
Pequenos detalhes, grandes problemas
Situações que antes não eram sequer cogitadas hoje trazem dores de cabeça ao governador Paulo Hartung
Lídia Caldas
Livre-se da armadilha dos rótulos
A informação é o melhor remédio contra a indústria
Geraldo Hasse
Marcha à ré nos biocombustíveis
O governo Temer desmancha os vínculos entre a Petrobras e os agricultores familiares
Caetano Roque
Discurso surdo
Não adianta fazer informativo sobre o golpe que fica restrito à fábrica. É preciso envolver a sociedade
Nerter Samora
Um novo Ministério Público
Renovação no quadro de procuradores de Justiça é oportunidade para novos grupos politicos
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

pelas beiras!
Flânerie

Manuela Neves

Carmélia, um pouco mais dela
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Os tanques de guerra e a marcha dos insensatos
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Sob o céu de Miami
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Advogada denuncia pressão de secretário de Meio Ambiente contra retomada do nome original do Revis Fradinhos

Sobrou

Urgência de projeto de cessão de PMs segue no Expediente da Assembleia

TJES condena Gratz e Gilson Gomes por esquema de diárias na Assembleia

MPES vai investigar reestruturação administrativa da Prefeitura de Viana