Seculo

 

Projeto artístico dá visibilidade a histórias vividas por imigrantes e refugiados


20/10/2016 às 13:32

Um inusitado conjunto de trabalhos artísticos: uma exposição unida a uma performance de dança e ainda um programa de rádio. Este é o projeto Imagina Geografia que vai ser aberto ao público na próxima segunda-feira (24), no Museu de Arte do Espírito Santo (Maes) e no Sesc Glória, ambos no Centro de Vitória. O projeto é a junção do trabalho de três pessoas, Julia Salaroli, na performance de dança, Polliana Dalla Barba, na exposição, e Fannie Vrillaud, na produção dos programas de rádio.

A concepção do projeto foi desenvolvida a partir de narrativas de deslocamento de imigrantes em situação irregular e de refugiados, dando visibilidade às histórias vividas por eles durante as suas travessias. A partir dessas histórias, a questão da migração surge para repensar a configuração rígida das fronteiras do mapa-mundi, propondo um olhar no qual os territórios mundiais possam ser compreendidos como um lugar aberto e em transformação.

Além das visitações à exposição, das 17h às 20h, os visitantes poderão presenciar também performances de dança, de quarta-feira (26) a sábado (29), a partir das 20h, também no Maes. A atividade será seguida por debates nos mesmos dias e, em novembro, mais um leva de performances serão apresentadas.

Serviço

A exposição Imagina Geografia será aberta na próxima segunda-feira (24), das 17h às 20h; e as performances de dança serão realizadas de quarta-feira (26) a sábado (29), a partir das 20h, no Maes – avenida Jerônimo Monteiro, 631, Centro de Vitória. A entrada é livre. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Tabuleiro de 2018

Ele já negou intenção de deixar o PT ou mudanças de planos, mas movimentações de Givaldo continuam chamando atenção do mercado político

OPINIÃO
Editorial
Fosso social
No Espírito Santo, população negra é mais vulnerável à violência, é maioria no sistema carcerário e nas filas de desempregados
Renata Oliveira
Solidão sem fim
A oposição de Majeski na Assembleia não encontra coro entre os pares, nem no grupo arredio
JR Mignone
Rádio bandeira
A trajetória deste segmento de rádio em capitais é grande
Caetano Roque
A força da CUT
É hora de a Central assumir sua função de agregadora dos trabalhadores e das bandeiras de luta
Geraldo Hasse
Os golpes se sucedem
Em plena era do GPS, a reforma trabalhista sugere multiplicar os ''chapas''
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Fuga do Paraíso
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

'Orgânico não tem que ser caro'

Tabuleiro de 2018

Conselheiro José Antônio Pimentel vira réu em ação penal por corrupção

Eleição da nacional alimenta divisão no PSDB capixaba

Cariacica pode ter redistribuição de votos para disputa eleitoral de 2018