Seculo

 

Outubro Rosa e os direitos da mulher


25/10/2016 às 15:02
Em tempos do movimento internacional – Outubro Rosa é importante disseminarmos também os direitos que são assegurados às mulheres com diagnóstico e em tratamento de câncer – neoplasia maligna, para além das ações de conscientização sobre o câncer de mama, cujo foco está na prevenção da doença e na promoção do autocuidado.
 
Parece inacreditável, mas a desinformação sobre os direitos e garantias conferidos às pacientes com diagnóstico de câncer de mama ainda é a realidade de muitas mulheres no país, o que aumenta mais a tensão e os medos que cercam desde a fase do diagnóstico e no o tratamento, além de também influenciar para o prognóstico da doença. Então é preciso divulgar e divulgar.
 
Dos direitos assegurados, para a fase da investigação diagnóstica, é dever do Estado garantir o acesso às consultas médicas e aos exames determinados (mamografia, ultrassonografia, biopsia, dentre outros necessários) e isso é delegado ao SUS – Sistema Único de Saúde.
 
A partir do momento em que se determina o diagnóstico, o Estado tem que “cobrir” o tratamento protocolado, através de cirurgia, sessões de radioterapia e/ou de quimioterapia, além do fornecimento dos medicamentos de uso oral, que geralmente são utilizados por longos anos. Contam também com o direito à cirurgia plástica reparadora - nos casos de mastectomia total ou parcial.
 
Contam com o direito a sacarem o FGTS e o PIS/PASEP - ambos junto à Caixa Econômica Federal - além de contarem com a isenção do ICMS, IPI e IPVA na compra de carro e da antecipação no recebimento de alguns seguros de vida.
 
Dos direitos previdenciários, vale ressaltar que as mulheres trabalhadoras, seguradas por algum instituto de previdência, seja o INSS ou outro, contam com o direito ao gozo do benefício auxílio doença nas fases do tratamento que assim demandam.
 
Às mulheres aposentadas e/ou pensionistas cabe solicitarem junto à perícia médica da sua fonte pagadora, a isenção do Imposto de Renda. No caso das aposentadas e pensionistas do INSS, devem se reportar ao setor de perícia médica da agência do INSS mais próxima de sua residência e apresentarem o requerimento da isenção do imposto de renda juntamente com o(s) laudo(s) médico(s) detalhado(s), exames de imagem e o resultado da biópsia. Esta perícia costuma ser documental e a partir dela, se deferido, é emitido um laudo médico pericial informando a isenção do imposto de renda e o prazo, se indeferido finalizará.
 
Nesses casos de isenção do imposto de renda deferidos é importante ressaltar que os proventos complementares também ficam isentos do IR, bem como nos casos de acumularem os benefícios aposentadoria e pensão, as duas fontes ficam isentas.
 
Dependendo da data do início da doença informada pelo INSS no laudo pericial é possível solicitarem a restituição do imposto de renda retido na fonte, a partir desta data, à Receita Federal.
 
Aos profissionais da área da saúde é preciso que fiquem atentos aos casos diagnosticados para que esses direitos sejam apresentados.
 
Considerando que o câncer de mama tem 95% de chances de cura, principalmente, se diagnosticado em estágio inicial, costumo usar a seguinte frase para os casos atendidos: converta o dinheiro deste imposto,
 
que vem através de uma causa ruim, em benefício para a sua vida, garantindo o tratamento adequado e realizando sonhos, por exemplo.
 
Viva a vida!
 

Ivana Medeiros Zon, Assistente Social, especialista em Saúde da Família e em Saúde Pública,  educadora financeira, palestrante, consultora, colunista do jornal eletrônico www.seculodiario.com https://sites.google.com/site/saudefinanceiraivanamzon/

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Caravana do Amaro

Com a consolidação do movimento em torno de Amaro Neto, deputados partem agora para suas bases eleitorais, exibindo o porta-estandarte de 2018

OPINIÃO
Editorial
A ‘súmula Zenkner’
O desfecho do caso do promotor que queria passar um ano nos Estados Unidos mostrou a importância do papel da imprensa de fiscalizar os agentes públicos
Piero Ruschi
Crise Ambiental
Apesar de ser abençoado pela ausência de desastres naturais como vulcões, terremotos e tufões, o Brasil amarga a desgraça de suas catástrofes ambientais
Renata Oliveira
Amaro assusta?
Os senadores Ricardo Ferraço e Magno Malta tiveram reações diferentes ao movimento do deputado
JR Mignone
Rádio saúde
Nova rádio na web mostra que esse segmento deve crescer na internet
Caetano Roque
A nova do imposto sindical
Como o Movimento Sindical não foi protagonista no processo, agora o recurso virou moeda de troca na mão do capital
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Um homem nu.
Flânerie

Manuela Neves

Sizino, o pioneiro
Panorama Atual

Roberto Junquilho

A Força Nacional e o marketing de uma falsa segurança
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Sopa de Letrinhas
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Justiça condena Gildevan Fernandes à perda do mandato por fraude em licitação

Ministério Público pede rejeição das contas de oito prefeituras em 2015

Caravana do Amaro

Ex-presidente da Câmara de Vereadores Viana é condenado a ressarcir erário

Recorde de baleias jubartes encalhadas mostra falhas no processo de monitoramento e resgate