Seculo

 

Acabando com tudo


01/11/2016 às 10:38

O governo golpista vem dando mais uma demonstração do quanto sua atuação é antidemocrática. Vem tentando sufocar os servidores públicos, retirando deles o direto à greve, impedindo sindicalização, enfim, evitando que haja mobilização da categoria.

A ideia parecer ser a de tentar calar o trabalhador do setor público, mas não para por aí. Começando pelo setor público, com o tempo, o setor privado também será contaminado e o movimento sindical como um todo está sendo desidratado. Tirando o trabalhador da rua, o governo golpista terá mais liberdade para acabar com direitos fundamentais, e fazer farra com o dinheiro público, beneficiando a elite e arrochando ainda mais o trabalhador.

O clima para isso foi criado com a intensa campanha de criminalização do Partido dos Trabalhadores. Com a ideia de qualquer luta por direitos é “coisa de petista” e que “petista é tudo ladrão”, a corja que tomou conta do País consegue com a ajuda da mídia tradicional, que é seu grande cabo eleitoral, semear na população à rejeição à qualquer tipo de mobilização dos trabalhadores.

Cabe às centrais, sobretudo à Central Única dos Trabalhadores (CUT) revidar. Não permitir que o trabalhador saia da rua. Não permitir que os direitos dos trabalhadores sejam usurpados da forma que estão sendo, com a ajuda do Congresso Nacional.

Na falta da mobilização das centrais, coube, quem diria à juventude assumir um papel de luta. Com mais de 50 escolas ocupadas só no Espírito Santo, são os jovens que estão dando a lição no movimento sindical. Estão lutando contra a aberração da PEC 241, que congela por 20 anos os investimentos em Educação e Saúde. Uma lição a ser entendida pelas lideranças sindicais.

Alguns sindicatos já entenderam como o Sinfais, de Vila Velha; o sindibancários, Sintrasincal e o Sindialimantação, que estão dando suporte às ocupações. Mas é preciso que o movimento sindical como um todo encampe a luta dos estudantes contra a PEC e se contamine também por esse espírito de luta.

Abre o olho, trabalhador!

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Caravana do Amaro

Com a consolidação do movimento em torno de Amaro Neto, deputados partem agora para suas bases eleitorais, exibindo o porta-estandarte de 2018

OPINIÃO
Editorial
A ‘súmula Zenkner’
O desfecho do caso do promotor que queria passar um ano nos Estados Unidos mostrou a importância do papel da imprensa de fiscalizar os agentes públicos
Piero Ruschi
Crise Ambiental
Apesar de ser abençoado pela ausência de desastres naturais como vulcões, terremotos e tufões, o Brasil amarga a desgraça de suas catástrofes ambientais
Renata Oliveira
Amaro assusta?
Os senadores Ricardo Ferraço e Magno Malta tiveram reações diferentes ao movimento do deputado
JR Mignone
Rádio saúde
Nova rádio na web mostra que esse segmento deve crescer na internet
Caetano Roque
A nova do imposto sindical
Como o Movimento Sindical não foi protagonista no processo, agora o recurso virou moeda de troca na mão do capital
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Um homem nu.
Flânerie

Manuela Neves

Sizino, o pioneiro
Panorama Atual

Roberto Junquilho

A Força Nacional e o marketing de uma falsa segurança
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Sopa de Letrinhas
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Justiça condena Gildevan Fernandes à perda do mandato por fraude em licitação

Ministério Público pede rejeição das contas de oito prefeituras em 2015

Caravana do Amaro

Ex-presidente da Câmara de Vereadores Viana é condenado a ressarcir erário

Recorde de baleias jubartes encalhadas mostra falhas no processo de monitoramento e resgate