Seculo

 

Abuso financeiro


22/11/2016 às 13:51
Há registro de aumento nas denúncias de casos de abuso financeiro contra idosos, tendo como principais autores - filhos, netos e outros familiares próximos. Essa informação vem de um levantamento da Secretaria de Direitos Humanos, do Ministério da Justiça.
 
Há que se considerar inicialmente que a idade avançada não significa de maneira nenhuma incapacidade! Outro ponto é que prestar socorro financeiro a filhos e netos em situação de dificuldade ou pior, de descontrole financeiro, sensibiliza demais qualquer pai e mãe, avô e avó, independente da sua idade.
 
O agravamento da crise econômica, com o aumento do desemprego no país, também influência nesse crescimento, mas não há como "tapar o sol com a peneira", pois esse tipo de abuso já faz parte do nosso cenário, mesmo antes da atual crise.
 
Mas esse tipo de abuso do qual estamos tratando, não ocorre apenas com idosos ditos "com limitações", pois o que encontramos na prática são casos de familiares que tendem a se aproveitar da sensibilidade dos parentes mais velhos para tomarem dinheiro emprestado com eles ou usarem o seu nome para contratarem empréstimos, muitas vezes, sem a intenção de devolverem.
 
Do outro lado deste cenário, estão os idosos com limitações para gerir bens e até a própria vida, que realmente estão vulneráveis e; praticar violência financeira contra eles é crime, portanto, passível de punição.
 
A lei 10.741/03 – conhecida como o Estatuto do Idoso, no artigo 10, § 3º, determina que: “É dever de todos zelar pela dignidade do idoso, colocando-o a salvo de qualquer tratamento desumano, violento, aterrorizante, vexatório ou constrangedor”, portanto, é responsabilidade de todo cidadão denunciar casos assim e para isso é utilizado o Disque 100 – Disque Direitos Humanos, que é o canal de denúncia de violência contra grupos sociais vulneráveis, onde estão também os idosos.
 
É imprescindível entender que idosos, geralmente já estão aposentados, fora do mercado de trabalho; ou seja, com receita mensal já definida e, quando contam com reservas, estas são para, eventualmente, complementarem as despesas crescentes nesta faixa etária e para os imprevistos.
 
A população parece estar se conscientizado mais sobre a importância de denunciar os casos de abusos, o que representa um avanço social e humanitário.
 
Violência financeira contra o idoso é crime!
 

Ivana Medeiros Zon, Assistente Social, especialista em Saúde da Família e em Saúde Pública,  educadora financeira, palestrante, consultora, colunista do jornal eletrônico www.seculodiario.com https://sites.google.com/site/saudefinanceiraivanamzon/

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

PH é estopim da crise no PSDB

Crise no partido é prenúncio de que a era Hartung está encerrando seu ciclo no Espírito Santo

OPINIÃO
Editorial
Oásis
Os capixabas que ouvem o governador Hartung propagandear os atrativos do ES devem pensar que moram em outro Estado
Renata Oliveira
Paraísos artificiais
O que o governador Paulo Hartung e o prefeito Luciano Rezende têm em comum?
Gustavo Bastos
O verão do amor e o movimento hippie
O que representava o movimento hippie como tal era a utopia
Geraldo Hasse
As abelhas e o Agro
Alguns líderes se dão conta da mútua dependência entre animais e plantas
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Este blog fica por aqui
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Olha no mapa
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Oásis

'Eu quero uma direção independente, capaz de optar pela melhor estratégia no ano que vem’

Fórum de Fundão não conta com nenhum analista judiciário

Pó preto extrapola legislações municipal e estadual e ONG cobra providências

Estratégia do PSDB nacional pode desmontar ação de Ricardo Ferraço