Seculo

 

Comunidades se mobilizam para acompanhar processo de expansão do Portocel


10/12/2016 às 15:17
Cerca de 84% da receita do município de Aracruz é gerada na região de Barra do Riacho, Vila do Riacho e Barra do Sahy. No entanto, as comunidades não recebem investimentos sociais e ambientais proporcionais à sua importância política, restando a elas conviver com aumento dos problemas sociais. São crescentes os casos de prostituição, uso e tráfico de drogas, homicídios e outras formas de violência social.

Foi a partir desse ponto de vista que as lideranças presentes na consulta pública do Termo de Referência para a elaboração do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) do Projeto Portocel II, em Barra do Riacho, realizada na última quinta-feira (08), se pronunciaram frente ao Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) e ao empreendedor.

O descaso com a região é tamanho que nem mesmo a verba que precisa ser destinada a Unidades de Conservação (UCs) conseguiu ficar próximo às comunidades atingidas pela última expansão do Portocel - porto da Aracruz Celulose (Fibria). Em vez de investir na Área de Proteção Ambiental (APA) Costa das Algas, ao sul, ou na Reserva Biológica de Comboios, ao norte, o dinheiro foi todo direcionado ao Morro do Aricanga, a 26km de distância. “Pode ter formalidade, explicação, mas a gente não aceita isso não”, questiona Herval Nogueira, morador de Barra do Riacho e ativista da Rede Alerta Contra o Deserto Verde.

Nenhum dos empreendimentos industriais instalados na região – Aracruz Celulose (Fibria) e suas expansões, Jurong, Portocel e suas expansões, Imetame ... – trouxe os benefícios prometidos, alerta o ambientalista e liderança comunitária. Não houve geração de empregos – o bairro tem apenas uma única pessoa com emprego direto na Aracruz Celulose (Fibria) – e, ao contrário, aniquilação dos costumes tradicionais. “Não tem emprego e não tem a natureza pra tirar o sustento”, resume Herval.

Autoridades perversas

Cansados de promessas vazias e da inoperância do Estado, principalmente através da falta de estrutura do Iema, as três comunidades decidiram formar uma comissão para fazer sugestões e acompanhar de perto o processo de licenciamento da expansão do Portocel. A intenção é de fazer um seminário de meio dia com as lideranças e levantar as principais necessidades e reivindicações.

Entre elas, certamente, serão levantados o problema de saneamento básico, da qualidade da água – há mais de uma década que a população de Barra do Riacho convive com água amarela nas torneiras e precisa comprar água mineral para beber e sofre com alergias com a água do banho – da violência e criminalidade, da geração de emprego e de saúde pública – recentemente, tem sido observado um aumento expressivo do número de casos de câncer e de depressão nas comunidades.

“É muita carência”, lamenta Herval, citando a responsabilidade não só dos empreendimentos, mas também do Estado. “As autoridades são perversas. Não têm essa responsabilidade pra amenizar esses impactos, que elas mesmas ajudam a provocar”, acusa. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Quem dá mais?

Enquanto o mercado político se divide cada vez mais entre o bloco palaciano e o puxado por Casagrande, Audifax segue com acenos para o lado que mais convém

OPINIÃO
Editorial
Castigada seja a hipocrisia!
Ideal, mesmo, seria ver tamanha indignação dos deputados estaduais no debate sobre nudez artística em casos reais de atentado à paciência da sociedade
Geraldo Hasse
Manobras perigosas
Os empresários, que surfaram na onda de Lula, estão assustados com a pororoca de Temer
JR Mignone
Banalização
O carnaval fez com que se desse uma trégua nas informações sobre política no Brasil
Roberto Junquilho
Hora do plano B
Os planos de Hartung e Colnago retornam à estaca zero com a saída de Luiz Paulo do PSDB
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

A arte de pilotar motocicletas – ou com Chico na garupa
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Yes, nós também!
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Assembleia Legislativa enterra projeto de censura nas artes

Daniel da Açaí exonera todos os aposentados da prefeitura de São Mateus

Plástico que mata animais marinhos é encontrado na águas das torneiras

Castigada seja a hipocrisia!

Majeski reapresenta projeto que obriga Executivo a informar incentivos fiscais