Seculo

 

Grande engodo


13/12/2016 às 10:55

Enquanto o Japão reduz em 10 anos o tempo de aposentadoria da população, no Brasil, o governo golpista de Michel Temer (PMDB) aumenta esse tempo em 20 anos, sob a justifica de que a Previdência está quebrada. Isso é uma tremenda de uma sacanagem. A Previdência tem até superávit. Essa não cola.

Se houvesse necessidade, o caminho não seria esse. Se você prorroga o tempo de aposentadoria, mantém o idoso no emprego e quem fica desempregado é o jovem, que precisa dos espaços no mercado de trabalho. É uma situação desigual. Quanto ao recurso, vale lembrar que o dinheiro que o aposentado recebe não é do governo. Ele contribuiu para receber esse recurso por décadas.

O caminho na verdade é a redução da jornada de trabalho, como se faz na Europa e que garante o emprego, a contribuição e a produtividade. A lógica da elite brasileira de sufocamento da classe trabalhadora, com a ideia de quanto mais trabalho e menos remuneração melhor, é que está falindo o País.

Ainda apegados à dinâmica das longas jornadas de trabalho e das poucas ou nenhumas garantias trabalhistas, os patos da Fiesp é que comandam uma política atrasada, ainda do início da industrialização, que quer manter o trabalhador o máximo de tempo possível na fábrica, com poucos momentos de descanso, e sem tempo para as outras atividades da vida, como o lazer e a família. Uma prática desumana e improdutiva.

Diante desta movimentação sem sentido é que a classe trabalhadora deve se mobilizar. Agora, que começa a se desnudar o cenário do golpe, com o prejuízo do trabalhador, é hora de reagir. Não dá para aguentar mais esse golpe na população. Cabe ao movimento sindical lutar para reverter essa situação. O presidente golpista quer se reunir com as centrais para discutir a tal reforma. Não há o que discutir. Nos termos que o governo quer, não há como participar de mais uma cilada para o trabalhador.

Reforma é tiro no pé!

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Rabiscos eleitorais

Articuladores já fazem suas contas de 2018. Entre os deputados considerados reeleitos, está quase toda bancada do PMDB, incluindo Erick Musso. Mas, antes, terá que colocar um ''bonde'' pra correr

OPINIÃO
Editorial
À oposição, o respeito!
Seja manifestando uma simples opinião ou criticando medidas do próprio legislativo ou do governo, falou em Sergio Majeski, o tiroteio é garantido
Piero Ruschi
Carta de aniversário ao papai
‘Venho lhe desejar um feliz aniversário de 102 anos, o mais feliz possível, diante de todas mazelas que atormentam o Museu que o senhor criou e o meio ambiente que tanto defendeu
Gustavo Bastos
Destino e acaso
''Quanto ao cético do acaso, ele chama destino de delírio e acaso de nada''
Geraldo Hasse
Em defesa da soberania
Manifesto combate o entreguismo, filho dileto do colonialismo neoliberal
Roberto Junquilho
Os pequenos se movem
Para garantir verba do fundo partidário, siglas como o PCdoB têm que apresentar chapa majoritária em 2018. E, no Estado, como fica?
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Quem quer dinheiro?
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Hartung reforça interesse em projeto nacional nas eleições de 2018

Manifesto denuncia ameaças a lideranças mobilizadas contra agrotóxicos em Boa Esperança

Fundação Renova é multada e Samarco/Vale-BHP vira alvo de mais uma ação civil pública

Morre Chico Flores

Trabalhadores encerram Greve em Brasília e Jejum nos estados