Seculo


  • Lava Jato no ES

 

Sérgio Sampaio em contos: projeto de livro inspirado na obra do cantor entra em fase de financiamento


23/12/2016 às 09:36

A última novidade que a página Viva Sampaio lançou – um espaço na internet que resgata a obra do cantor Sérgio Sampaio – foi a produção de um livro de contos inteiramente inspirado na obra de Sérgio. A proposta é grande, poética como deveria ser, e irá reunir autores de várias gerações, inclusive de locais diferentes.

Já com título certo, o livro se chamará Sem a loucura não dá, e irá conter 25 contos, cada um inspirado em uma música dos quatro álbuns de Sérgio Sampaio. A iniciativa parte da jornalista Aline Dias e do designer Gustavo Binda – também administradores da página Viva Sampaio –, apoiados pelo filho de Sérgio, João Sampaio. Na proposta, quase todos os escritores dos contos já estavam escolhidos. Ainda assim, foi aberto um Concurso de Contos, em que um edital de seleção iria selecionar mais um conto vindo de qualquer canto do Brasil.

Lançado em novembro, o edital deu tão certo que acabou por selecionar dois contos e obteve participação de escritores de diversas partes do Brasil, como Rio de Janeiro, Sergipe e Porto Alegre. Os dois autores selecionados foram anunciados na tarde dessa última quinta-feira (22), e são eles: Geovanna Ferreira Silva, de Minas Gerais, com o conto Vem, não tenha medo não, meu amor; e Ednaldo Calahani, de São Paulo, com o conto Amoreódio.

Agora, com o projeto pronto, a fase de financiamento entra em jogo e, como já tem sido comum pelo mundo, o crowdfunding, ou financiamento colaborativo, foi a forma escolhida para captar recurso. Por meio da plataforma Kickante, o projeto do livro Sem a loucura não precisa arrecadar R$20 mil em pouco mais de 50 dias para viabilizar a produção completa do livro.

Acesse o projeto e colabore

A proposta do Concurso de Contos, assim como do livro em si, é valorizar a produção literária, além de homenagear Sérgio Sampaio enquanto compositor. Em abril de 2017, Sampaio completaria 70 anos e o livro será uma das homenagens a ele.

Serviço

O projeto de financiamento colaborativo do livro Sem a loucura não dá, que reúne contos de diversos escritores inspirados na obra de Sérgio Sampaio, segue aberto a doações até o dia 17 de fevereiro.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Tem, sim!

Não escapou Hartung nem Baianinho dos protestos de desta sexta-feira no Estado

OPINIÃO
Editorial
A PM sendo PM
Depois de estarem do “outro lado do balcão, policiais militares voltam a recorrer à violência para reprimir greve geral dos trabalhadores no ES
Piero Ruschi
O desmanche do Museu Mello Leitão
Um ato de desrespeito à população que foi camuflado e conta com o apoio da própria diretoria e sua associação de amigos
Renata Oliveira
Bancada na berlinda
A votação sobre a reforma trabalhista pode condenar metade da bancada capixaba, mas deputados parecem confiar na dialética
Nerter Samora
Uma nova República
Prestes a ser aprovada, a lei sobre abuso de autoridade é um bem necessário para esse ''novo Brasil''
Geraldo Hasse
Os apuros do rei da petroquímica
A ascensão da Braskem faz lembrar o ditado: tudo que sobe rápido demais, desce ligeirinho
Lídia Caldas
Como ter um coração saudável?
Curioso que algumas coisas que hoje são heresias amanhã podem se tornar dogmas
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Um homem nu.
Flânerie

Manuela Neves

Nenna, em transição
Panorama Atual

Roberto Junquilho

A Odebrecht quebrou a "Omertá", e agora?
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Nossa Terra, nossa gente
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Governador vira alvo nos protesto dos servidores públicos

Greve Geral: manifestações pacíficas são dispersadas com violência pela Polícia Militar

Delações da Odebrecht mudam expectativas de composições eleitorais para 2018

Givaldo critica Hartung, Lelo e Ana Paula Vescovi em protesto contra Reforma Trabalhista

STF decide que terreno de marinha em ilha com sede de município é da União