Seculo

 

Exposição Os Mamíferos e a Contracultura continua no Arquivo Público


27/12/2016 às 13:02

Letras provocativas e poéticas, um visual ousado e irreverente e uma base sonora ampla marcaram a trajetória da banda Os Mamíferos, que nas décadas de 1960 e 1970 inseriu o Espírito Santo no mapa da música autoral brasileira. As histórias que envolvem o grupo são retratadas na exposição Os Mamíferos e a Contracultura – uma viagem pela cena musical do Espírito Santo nos anos 60 e 70. A Mostra foi lançada na sede do Arquivo Público do Estado (APEES), no início do mês. As visitações são gratuitas.

A formação original do grupo era composta por Afonso Abreu, Mário Ruy e Marco Antônio Grijó em um trio de violão, baixo acústico e bateria, ainda sob a égide bossa-novista. Nas criações de Os Mamíferos, blues, rock, jazz, boleros misturavam-se com vigor decibélico capaz de abalar as estruturas de Vitória.

Dois anos depois, passa a fazer parte da banda o vocalista Aprígio Lyrio e o letrista Sérgio Régis, que agregaram à música ecos do surrealismo e da Beat Generation.

O contexto da época, no qual uma série de acontecimentos agitava o mundo, dentre eles o assassinato de Martin Luther King, a Guerra do Vietnã e a ditadura civil-militar no Brasil, aumentou a vontade de contestação dos integrantes.

Porém, o reconhecimento da crítica viria somente em 1970, com a vitória da música Agite antes de Usar e de Aprígio como melhor intérprete no III Festival Capixaba de Música Popular Brasileira, que ocorreu no Ginásio do Sesc.

São nestas e em outras memórias que o público poderá adentrar na Exposição Os Mamíferos e a Contracultura. O material da Mostra pertence ao acervo da extinta Fundação Cultural e do Departamento Estadual de Cultura.

Serviço

A exposição Os Mamíferos e a Contracultura – uma viagem pela cena musical do Espírito Santo nos anos 60 e 70 segue aberta na sede do Arquivo Público do Estado – rua Sete de Setembro, 414, Centro de Vitória. As visitações podem ser feitas até fevereiro de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h30. A entrada é livre.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
'Tudo dominado'

Até agora, o terreno parece armado para permitir que César Colnago acumule a vice-governadoria com a presidência do PSDB no Estado. Só parece?

OPINIÃO
Editorial
Ajuste fiscal, a 'isca' do negócio
Hartung tem feito publicidade nacional para mostrar que o ES é o novo paraíso para investidores. Esconde, porém, os problemas internos, que não são poucos
Piero Ruschi
Risco à natureza gera efeito bolha em turismo de Santa Teresa
Desenvolvimento tem sido norteado pelo crescimento do turismo e seu potencial. Mas ‘corre solto’, o que pode ter um preço alto demais
Renata Oliveira
Tem que saber separar
Governador troca ministro por conversa com jornalistas, só para evitar Rose de Freitas
Gustavo Bastos
Swinging London
Um dos pontos de convergência em que a arte em geral se movia
Caetano Roque
Sindicalismo unilateral
O processo de debate no movimento sindical deve ser participativo, mas não é isso que vem acontecendo no país
JR Mignone
Proliferação de rádios na internet
Fazer rádio todo mundo gosta e quer fazer, mas fazer rádio de bom gosto ainda é difícil
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Este blog fica por aqui
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Algo de novo no ar
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Sindicalismo unilateral

Hartung se reúne com Rodrigo Maia em Brasília

Tem que saber separar

Tribunal de Contas volta a cobrar informações sobre venda da Cesan

'Tudo dominado'