Seculo

 

Boas novas e turismo de verão fortalecem luta quilombola no norte do Estado


28/12/2016 às 11:56
Com duas boas notícias nesse final de ano, as comunidades quilombolas do Sapê do Norte se fortalecem para a luta pela retomada de suas terras – invadidas há décadas pela Aracruz Celulose (Fibria), Suzano e Disa – e se animam para receber os visitantes de verão, que, de passagem por Itaúnas e outros balneários em São Mateus e Conceição da Barra, aproveitam a oportunidade para conhecer a cultura afro-brasileira viva no norte do Estado.

As boas novas vêm da comunidade do Córrego São Domingos, em Conceição da Barra, onde o jovem Evaldo Jerônimo Florentino, filho de Berto Florentino, conquistou a liberdade provisória, e onde o próprio Berto conseguiu receber o Prêmio Mestre Armojo do Folclore Capixaba – Edição 2016, concedido pela Secretaria Estadual de Cultura (Secult).

São duas vitórias importantes, num momento tão delicado da luta quilombola, em que a criminalização das lideranças pelas empresas, com cumplicidade do Estado, tenta minar a força das comunidades.

Evaldo foi apontado como suspeito de um crime e ficou preso, para investigação, durante 40 dias, sem que nenhuma prova pudesse ser encontrada contra ele. Até a conclusão da investigação, ele continuará sob liberdade provisória, mas a volta ao lar já é um alívio para a família e a comunidade do Córrego São Domingos.

Seu pai, Berto Florentino, por sua vez, conseguiu receber seu prêmio, após muita batalha para ter a certidão negativa por parte do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf). O órgão emitiu multas contra a liderança quilombolas em 2009, cujo valor, este ano, subiram para R$ 11 mil. O motivo é a atividade de produção de carvão, cuja licença ambiental ainda não foi emitida pelo órgão.

O Programa de Proteção aos Defensores dos Direitos Humanos (PPDDH) tem clareza de que essa negativa de regularização da atividade – feita a partir de restos de eucalipto, de forma sustentável – se deve à pressão da Aracruz Celulose (Fibria), sendo mais uma faceta da perseguição e criminalização por ela empreendida. O PPDDH, porém, ainda não tem confirmação se a multa foi retirada ou se a certidão negativa foi emitida especificamente para a situação do Prêmio da Secult.

De qualquer forma, as comunidades comemoram e alimentam boas expectativas para 2017. Jonas Balbino, Rei de Congo do Ticumbi de São Benedito e presidente da Associação de Folclore de Conceição da Barra, ressalta a importância do turismo, principalmente em seu município. Itaúnas, polo turístico de nível nacional, irradia visitações também para as comunidades quilombolas do entorno, especialmente São Domingos, da família Florentino, onde está o Galpão do Ticumbi e onde acontecem os ensaios para o festejo, e também Angelim 1 e 2, que cuidam de uma Casa de Farinha reestruturada e uma horta medicinal agroecológica.

Em todas elas, os costumes quilombolas atraem a atenção dos visitantes, que acabam por levar artesanatos, plantas, beijus e outros produtos da mandioca, além de almoçar na comunidade, gerando trabalho e renda, fortalecendo a identidade, a autoestima e a sustentabilidade econômica. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

Os fantasmas de PH

Delações e medo das ruas assombram Hartung, cada vez mais distante das eleições de 2018

OPINIÃO
Renata Oliveira
Reformas inócuas
A Lava Jato revelou como a classe política articulou sua sobrevivência no ''mundo cão'' enquanto vendia honestidade
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Imperdivel! Já em cartaz!
Flânerie

Manuela Neves

Nenna, em transição
Panorama Atual

Roberto Junquilho

A Odebrecht quebrou a "Omertá", e agora?
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Nossa Terra, nossa gente
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Quem quer ser vizinho de uma siderúrgica?

Envolvimento de Ricardo Ferraço no esquema da Odebrecht inibe oposição de Theodorico na Assembleia

Delações jogam luz sobre passagens obscuras da política capixaba

Polícia Militar antecipa reintegração de posse de área em Vitória

Com baixa de 119 servidores em três anos, governo adia nomeação de escrivães de Polícia