Seculo

 

Desastre: governo do Estado eleva passagem do Transcol para R$ 3,20


29/12/2016 às 18:19
Celebrado país afora como o gestor iluminado que, em meio à terra arrasada de estados com finanças combalidas, alcançou a proeza de organizar as contas públicas capixabas, o governador Paulo Hartung (PMDB) ofereceu na tarde desta quinta-feira (28) sua fórmula não tão mágica, mas, pelo contrário, velha conhecida: jogar nas costas da população a conta de um dos mais duros ajustes fiscais do país.
Só isso explica o aumento de R$ 0,45 na passagem do Sistema Transcol anunciado após reunião Conselho Gestor do Sistema de Transportes Públicos Urbanos de Passageiros da Região Metropolitana da Grande Vitória (CGTran/GV). O novo valor já vale a partir deste domingo (1).
 
A tarifa salta de R$ 2,75 para R$ 3,20, um reajuste de 16%, valor já integrado pelo subsídio do governo de R$ 0,60. A tarifa do Bike GV saltou de R$ 1,20 para R$ 1,60. Os valores dos seletivos de Vila Velha, Cariacica e Viana foram de R$ 5,20 para R$ 5,40; da Serra, de R$ 5,50 para R$ 5,90; e de Praia Grande e Jacaraípe, de R$ 5,50 para R$ 6,25.
 
Desde que retornou ao Palácio Anchieta, Hartung executa uma política desastrosa de mobilidade urbana. O início de 2016 foi marcado por uma reprogramação nos horários dos ônibus do sistema metropolitano que provocou demora e superlotação. Tratava-se de uma política límpida de redução de custos e aumento do lucro das empresas de ônibus ao sacrifício dos passageiros. O escorchante reajuste concedido nesta quinta-feira indica que essa política está viva.
 
Antes, sempre amparado no discurso do ajuste fiscal, Hartung ceifou em série uma série de projetos de mobilidade que poderiam reinventar o padrão de deslocamento na Grande Vitória. Em 2015, com menos de um mês de governo, cancelou o edital do Sistema Aquaviário. A seguir, cancelaria a licitação de implantação do Sistema BRT (vias exclusivas para ônibus na Grande Vitória) e de estudo para construção de ciclovia na Terceira Ponte. 
 
Nas redes sociais, um protesto contra o aumento já está marcado para a próxima quarta-feira (4). Organizado pelo grupo Voz Ativa - Ufes, que reúne estudantes da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), o protesto irá se reunir a partir dads 17h em frente ao campus de Goiabeiras da Ufes.
 
“Após dar isenções fiscais bilionárias às empresas, aumentar os gastos com publicidade e descartar concursos públicos e reajuste salarial para as/os servidoras/es públicas/os o Governo do Estado do Espírito Santo reajustou o preço da tarifa do Transcol para R$3,20!”, diz a página do protesto.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Facebook/Eliana
Território político

Inferno astral do prefeito de Linhares, Guerino Zanon, deixa o campo aberto para a deputada estadual Eliana Dadalto

OPINIÃO
Editorial
'Gestão compartilhada'
Ofensiva de Luciano Rezende contra movimento dos professores revela autoritarismo e inabilidade política
Piero Ruschi
Pets: uma questão de responsabilidade socioambiental
Felizes as pessoas que podem ter um animal de estimação! Felizes os animais de estimação que têm um dono responsável!
Gustavo Bastos
Para que Filosofia?
''é melhor existir do que o nada''
Bruno Toledo
Por que negar os Direitos Humanos?
Não há nada de novo nesse discurso verde e amarelo que toma as ruas. É a simples manutenção das bases oligárquicas do Brasil
JR Mignone
O voto facultativo
Atual insatisfação com a política seria uma chance para começar a estudar a implantação do voto facultativo?
Roberto Junquilho
Que novo é esse?
O presidenciável do PRB, Flávio Rocha, apresenta velhas fórmulas de gestão e envolve jovens lideranças
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Para, relógio
MAIS LIDAS

Procon multa imobiliária e construtora responsáveis por condomínio em Setiba

Justiça realiza audiência do processo contra seminarista de Boa Esperança

TJES adia pela quinta vez processo de Dr. Hércules sobre dívida de campanha

Sindipol denuncia 'mentiras' do governo sobre médicos legistas

Ministério da Segurança Pública anuncia mutirão para reduzir população carcerária