Seculo

 

Exposição Retratos de um Povo é prorrogada até março


03/01/2017 às 13:21

A exposição Retratos de um Povo, da pesquisadora e fotógrafa Bruna Wandekoken, foi prorrogada até o dia 5 de março. O público que for ao Museu Histórico da Ilha das Caieiras Manoel Passos Lyrio, conhecido como Museu do Pescador,  poderá conferir imagens dos moradores do bairro que são conhecidos como "griôs”, anciões mestres da tradição oral da região.

"São 15 moradores, o mais novo tem 70 anos e o mais velho, 92 anos, em sua maioria nascidos na própria comunidade ou, em alguns casos, foram para lá com menos de quatro anos de idade", explica Bruna.

Para Bruna, as biografias dos moradores também são um pouco da história da Capital. "Através de suas histórias individuais, eles nos contam a história da Ilha das Caieiras e, consequentemente, da ilha de Vitória, sendo de suma importância, pois em seus relatos orais vão revelando um passado que para eles ainda é presente, que só teremos oportunidade de conhecermos dessa forma ou, então, se pudéssemos sentar e conviver", acrescenta.

Além das fotos, o público vai poder conhecer mais sobre cada um dos retratados através de entrevistas que poderão ser acessadas via QR Code – pelo celular.

A exposição Retratos de um Povo foi um dos projetos selecionados pelo edital de premiação para a ocupação do Museu do Pescador, lançado pela Secretaria Municipal de Cultura (Semc), em 2015.

Serviço

A exposição Retratos de um Povo, de Bruna Wandekoken, foi prorrogada até o dia 5 de março no Museu do Pescador – rua Felicidade Correia dos Santos, 1095, Ilha das Caieira, Vitória. As visitações podem ser feitas de terça a sexta-feira, das 13h às 17h; e aos sábados e domingos, das 11h às 15h. A entrada é livre. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Quem segura?

Depois da seca, a bonança. Hartung tirou o último mês do ano para liberar seu ''pacote de bondades'''

OPINIÃO
Editorial
Morta-viva
Enfim, cumpre-se o destino óbvio no País das relações promíscuas: a Samarco/Vale-BHP tem as primeiras licenças ambientais para voltar a operar
Piero Ruschi
INMA e Ruschi em rota (s) de colisão
Nomeação de diretor dá sequência ao processo de imoralidades e falta de transparência contra patrimônio deixado por Ruschi
Gustavo Bastos
A volta do shoegaze
Ressurgimento do shoegaze se deu, sobretudo, com o retorno oficial do My Bloody Valentine
Geraldo Hasse
Aprimorando a arte das panacéias
Proliferam nas ruas os vendedores de panos de prato a 10 reais por meia dúzia
JR Mignone
Gazeta AM 34
Pode-se definir essa emissora em três fases distintas nesses 34 anos de comunicação
Roberto Junquilho
O abono como estratégia política
Como hábil conhecedor do seu mister, Hartung vislumbra apenas a conjuntura de 2018
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Quem quer dinheiro?
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Redução de número de comissionados gera embate entre deputados na Assembleia

Questionamentos judiciais podem anular resultado da disputa ao comando do Crea-ES

Cesan e Cariacica negam responsabilidade sobre esgoto lançado na baía de Vitoria

Funcionário dos Correios é condenado por desviar encomendas do centro de triagem do aeroporto de Vitória

Projeto que garante abono aos servidores segue para sanção de Hartung