Seculo

 

Exposição Retratos de um Povo é prorrogada até março


03/01/2017 às 13:21

A exposição Retratos de um Povo, da pesquisadora e fotógrafa Bruna Wandekoken, foi prorrogada até o dia 5 de março. O público que for ao Museu Histórico da Ilha das Caieiras Manoel Passos Lyrio, conhecido como Museu do Pescador,  poderá conferir imagens dos moradores do bairro que são conhecidos como "griôs”, anciões mestres da tradição oral da região.

"São 15 moradores, o mais novo tem 70 anos e o mais velho, 92 anos, em sua maioria nascidos na própria comunidade ou, em alguns casos, foram para lá com menos de quatro anos de idade", explica Bruna.

Para Bruna, as biografias dos moradores também são um pouco da história da Capital. "Através de suas histórias individuais, eles nos contam a história da Ilha das Caieiras e, consequentemente, da ilha de Vitória, sendo de suma importância, pois em seus relatos orais vão revelando um passado que para eles ainda é presente, que só teremos oportunidade de conhecermos dessa forma ou, então, se pudéssemos sentar e conviver", acrescenta.

Além das fotos, o público vai poder conhecer mais sobre cada um dos retratados através de entrevistas que poderão ser acessadas via QR Code – pelo celular.

A exposição Retratos de um Povo foi um dos projetos selecionados pelo edital de premiação para a ocupação do Museu do Pescador, lançado pela Secretaria Municipal de Cultura (Semc), em 2015.

Serviço

A exposição Retratos de um Povo, de Bruna Wandekoken, foi prorrogada até o dia 5 de março no Museu do Pescador – rua Felicidade Correia dos Santos, 1095, Ilha das Caieira, Vitória. As visitações podem ser feitas de terça a sexta-feira, das 13h às 17h; e aos sábados e domingos, das 11h às 15h. A entrada é livre. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
CMV
Blindagem coletiva

Greve dos professores não reforçou apenas o perfil antidemocrático do prefeito, mas também a omissão da Câmara de Vitória. Só Roberto Martins enxerga o óbvio?

OPINIÃO
Editorial
'Gestão compartilhada'
Ofensiva de Luciano Rezende contra movimento dos professores revela autoritarismo e inabilidade política
Piero Ruschi
Pets: uma questão de responsabilidade socioambiental
Felizes as pessoas que podem ter um animal de estimação! Felizes os animais de estimação que têm um dono responsável!
Gustavo Bastos
Para que Filosofia?
''é melhor existir do que o nada''
Bruno Toledo
Por que negar os Direitos Humanos?
Não há nada de novo nesse discurso verde e amarelo que toma as ruas. É a simples manutenção das bases oligárquicas do Brasil
JR Mignone
O voto facultativo
Atual insatisfação com a política seria uma chance para começar a estudar a implantação do voto facultativo?
Roberto Junquilho
Que novo é esse?
O presidenciável do PRB, Flávio Rocha, apresenta velhas fórmulas de gestão e envolve jovens lideranças
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Para, relógio
MAIS LIDAS

Blindagem coletiva

STF mantém interrupção de pagamento de gratificação a procuradores de Justiça no ES

Que novo é esse?

Professores encerram greve, mas movimento reivindicatório continua em Vitória

MAB: 'Falta organização e profissionalismo na Fundação Renova'