Seculo

 

Cidade partida


04/01/2017 às 11:40

A disputa pela presidência da Câmara da Serra, que acabou em confusão no plenário da Câmara no primeiro dia do ano, é um sintoma que a briga política entre o prefeito Audifax Barcelos (Rede) e o deputado federal Sérgio Vidigal (PDT) já está fugindo do campo democrático e pode prejudicar a cidade, que já virou coadjuvante nesta história.

A impressão é que a disputa entre os dois já não guarda mais relação com a prefeitura em si ou a melhoria das condições de vida da população serrana, trata-se de uma disputa particular que não tem fim. Durante o processo eleitoral, Vidigal deixou claro que o tamanho político de um, é alimentado pela disputa com o outro. No entendimento de Vidigal, se um deles não estiver presente na disputa, não há condição de o outro se manter.

Enquanto essa disputa se dá no campo da campanha eleitoral, com as disputas pelos votos, andando pelos bairros da Serra e tentando conquistar o maior número possível de eleitores, tudo bem. Mas quando isso se transporta para a discussão interna da Câmara de Vereadores, que acaba em pancadaria, é sinal de que as coisas começam a fugir do controle.

E essa não é a primeira instituição que a briga afeta. A Federação das Associações de Moradores da Serra (FAMS) até hoje não resolveu o impasse da eleição da presidência. A disputa, que foi um exercício da disputa eleitoral em meados do ano, colocou frente a frente apoiadores de Audifax e Vidigal e o impressionante resultado, empate, mostrou como a cidade está dividida entre essas duas lideranças.

A eleição em si contou com um fator emocional que desequilibrou a disputa para o lado de Audifax, mas a disputa pela presidência da Câmara e o desfecho do caso no dia 1º deixa claro que essa peleja entre os dois vai continuar dividindo o eleitorado da Serra por muito tempo.

Enquanto cenário se mantém  polarizado, fica difícil para outras lideranças se colocarem. Embora tanto Audifax quanto Vidigal afirmem que essa radicalização esteja prestes a se esgotar, não se visualiza entre as demais lideranças do município, nomes em condições de ocupar esse espaço, ao passo que o jogo segue cada vez mais duro, inclusive de se assistir.

Fragmentos:

1 – O ex-deputado e agora vereador por Vila Velha, Reginaldo Almeida (PSC), foi eleito na primeira e polêmica sessão ordinária de 2017 na Câmara o novo presidente da Comissão de Justiça, uma das mais importantes da Casa.

2 – O vereador Heliossandro Matos (PR) mostrou já na sessão de posse um indício de que não engoliu o fato de não ter conseguido a presidência da Comissão de Finanças. O vereador que retorna a Câmara tem fama de criar confusão por onde passa.

3 – Surgiu no mês passado uma conversa deputado estadual Amaro Neto (SD) estaria aguardando uma acomodação como secretario de Estado, mas pelo jeito nao vai conseguir. Ele deve retornar à apresentação de seu programa na TV Vitória após o Carnaval.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Rabiscos eleitorais

Articuladores já fazem suas contas de 2018. Entre os deputados considerados reeleitos, está quase toda bancada do PMDB, incluindo Erick Musso. Mas, antes, terá que colocar um ''bonde'' pra correr

OPINIÃO
Editorial
À oposição, o respeito!
Seja manifestando uma simples opinião ou criticando medidas do próprio legislativo ou do governo, falou em Sergio Majeski, o tiroteio é garantido
Piero Ruschi
Carta de aniversário ao papai
‘Venho lhe desejar um feliz aniversário de 102 anos, o mais feliz possível, diante de todas mazelas que atormentam o Museu que o senhor criou e o meio ambiente que tanto defendeu
Gustavo Bastos
Destino e acaso
''Quanto ao cético do acaso, ele chama destino de delírio e acaso de nada''
Geraldo Hasse
Em defesa da soberania
Manifesto combate o entreguismo, filho dileto do colonialismo neoliberal
Roberto Junquilho
Os pequenos se movem
Para garantir verba do fundo partidário, siglas como o PCdoB têm que apresentar chapa majoritária em 2018. E, no Estado, como fica?
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Quem quer dinheiro?
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Hartung reforça interesse em projeto nacional nas eleições de 2018

Manifesto denuncia ameaças a lideranças mobilizadas contra agrotóxicos em Boa Esperança

Fundação Renova é multada e Samarco/Vale-BHP vira alvo de mais uma ação civil pública

Morre Chico Flores

Trabalhadores encerram Greve em Brasília e Jejum nos estados