Seculo

 

Grupo Gota, Pó e Poeira começa janeiro com duas apresentações no Theatro Carlos Gomes


04/01/2017 às 15:43

A comédia farsesca é aquela que faz uso da farsa e da ironia para criticar situações. E neste janeiro o grupo teatral Gota, Pó e Poeira abre duas apresentações para uma dessas comédias, é A Absurda Comédia de Duas Vidas, que tem apresentações nos próximos dias 13 e 14 nos palcos do Theatro Carlos Gomes, no Centro de Vitória. Os ingressos custam R$ 20,00 (inteira) e R$10,00 (meia).

A peça conta a história de duas Mirtes e Ester. Ambas são mulheres que vivem num mundo à parte em busca de uma suposta herança deixada pelo pai. Sozinhas numa casa quase sem móveis, elas relembram fases de suas vidas e suas paixões. Enquanto procuram pistas, destilam suas ironias e pessimismo diante da vida.

A partir dessa busca elas vão apresentando seus desequilíbrios, alguns deles surgidos a partir de tragédias que marcaram suas vidas, como as mortes das outras cinco irmãs e ainda da mãe, tudo de forma misteriosa. Apesar dessas pontuações trágicas, a peça é levada num tom que beira o cômico.

Essa característica de peças irônicas é bem típica do grupo Gota, Pó e Poeira, criado em 1983, em Guaçuí. Diante da trajetória, eles já possuem vários espetáculos em seu repertório e prêmios. Uma peça bem trabalhada nesse viés pelo grupo em 2016 foi A História do Homem que Vendeu A Alma ao Diabo e Quase Perdeu o Seu Amor, que narra a história de um homem negro e pobre que, apaixonado por uma donzela rica, resolve pedir a mão da jovem em casamento, mas passa pela triagem do pai da moça, um coronel. Toda a narrativa é feita em cima do cômico e amarrado por ironias tratando assuntos sérios, como em A Absurda Comédia de Duas Vidas.

Acompanhe o grupo Gota, Pó e Poeira nas redes sociais

Serviço

As apresentações da peça A Absurda Comédia de Duas Vidas, do grupo Gota, Pó e Poeira, serão realizadas nos dias 13 e 14 nos Theatro Carlos Gomes – avenida Jerônimo Monteiro, Centro de Vitória. Os ingressos custam R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia).

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

PH é estopim da crise no PSDB

Crise no partido é prenúncio de que a era Hartung está encerrando seu ciclo no Espírito Santo

OPINIÃO
Editorial
Oásis
Os capixabas que ouvem o governador Hartung propagandear os atrativos do ES devem pensar que moram em outro Estado
Renata Oliveira
Paraísos artificiais
O que o governador Paulo Hartung e o prefeito Luciano Rezende têm em comum?
Gustavo Bastos
O verão do amor e o movimento hippie
O que representava o movimento hippie como tal era a utopia
Geraldo Hasse
As abelhas e o Agro
Alguns líderes se dão conta da mútua dependência entre animais e plantas
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Este blog fica por aqui
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Olha no mapa
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Oásis

'Eu quero uma direção independente, capaz de optar pela melhor estratégia no ano que vem’

Fórum de Fundão não conta com nenhum analista judiciário

Pó preto extrapola legislações municipal e estadual e ONG cobra providências

Estratégia do PSDB nacional pode desmontar ação de Ricardo Ferraço