Seculo

 

Câmara dos Deputados analisa inclusão de transporte cicloviário nas políticas de mobilidade urbana


07/01/2017 às 19:13
Substitutivo que prevê a adoção de ciclovias ou ciclofaixas em projetos e obras de construção, ampliação ou adequação do sistema viário urbano, além da implementação de bicicletários, paraciclos e sinalização foi aprovado na Comissão de Viação e Transportes da Câmara. O projeto, de modo geral, inclui o transporte cicloviário na lei que trata da Política de Nacional de Mobilidade Urbana e faz ajustes no Estatuto das Cidades.
 
O texto, no entanto, exclui das obrigações acima cidades com relevo acidentado, impróprios para o uso de bicicletas, ou vias históricas cuja localização, característica histórica, função na hierarquia viária e dimensões impeçam obras para seu compartilhamento entre os diversos modais de transporte. O texto original é do senado Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e recebeu parecer do deputado João Paulo Papa (PSDB-SP).
 
O parecer do deputado paulista determina ainda que cidades com mais de 500 mil habitantes deverão incluir a implantação gradual de ciclovias e ciclofaixas em seus planos diretores de mobilidade. O texto original delegava aos municípios a responsabilidade de disponibilizar à população bicicletas públicas de uso compartilhado, o que foi rejeitado pelo deputado, que alegou se tratar a obrigação de algo, no momento, “distante da realidade”.
 
O projeto tramita em regime de prioridade. Antes de ser votado em Plenário, será analisado pelas comissões de Desenvolvimento Urbano; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. 
 
De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o único município capixaba que, em um futuro muito próximo, se encaixaria nos parâmetros do projeto é a Serra, cuja população estimada para 2016 é de 494 mil habitantes. Cidade de populosa e de grandes dimensões, a Serra ainda conta com uma infraestrutura cicloviária precária, com ciclovias desconectadas e sinalização deficiente.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
'Tudo dominado'

Até agora, o terreno parece armado para permitir que César Colnago acumule a vice-governadoria com a presidência do PSDB no Estado. Só parece?

OPINIÃO
Editorial
Ajuste fiscal, a 'isca' do negócio
Hartung tem feito publicidade nacional para mostrar que o ES é o novo paraíso para investidores. Esconde, porém, os problemas internos, que não são poucos
Piero Ruschi
Risco à natureza gera efeito bolha em turismo de Santa Teresa
Desenvolvimento tem sido norteado pelo crescimento do turismo e seu potencial. Mas ‘corre solto’, o que pode ter um preço alto demais
Renata Oliveira
Tem que saber separar
Governador troca ministro por conversa com jornalistas, só para evitar Rose de Freitas
Gustavo Bastos
Swinging London
Um dos pontos de convergência em que a arte em geral se movia
Caetano Roque
Sindicalismo unilateral
O processo de debate no movimento sindical deve ser participativo, mas não é isso que vem acontecendo no país
JR Mignone
Proliferação de rádios na internet
Fazer rádio todo mundo gosta e quer fazer, mas fazer rádio de bom gosto ainda é difícil
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Este blog fica por aqui
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Algo de novo no ar
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

MPES arquiva investigação sobre nomeação de advogada em Aracruz

Hartung se reúne com Rodrigo Maia em Brasília

Tem que saber separar

O Martín Fierro de Jorge Luis Borges

Tribunal de Contas volta a cobrar informações sobre venda da Cesan