Seculo


  • Lava Jato no ES

 

Sindicato empresário


10/01/2017 às 10:02

Na próxima semana acontece a eleição no Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza e Conservação (Sindilimpe), um sindicato basicamente formado pelo proletário. Na disputa, três chapas estão concorrendo, o que mostra a falta de interesse nas bandeiras da categoria e o foco na briga pelo poder.

Essa prática é comum nos sindicatos, o que deixa as entidades cada vez mais distantes das categorias e os sindicatos cada vez mais enfraquecidos pelo desinteresse do trabalhador. Enquanto as lideranças se engalfinham pelo poder, deixam de ouvir a base, passam a atuar apenas para alimentar o poder e não para entrar na luta dos trabalhadores.

Esse caso é grave, mas existem coisas bem piores. Na semana passada, os jornais trouxeram uma notícia no mínimo estranha. Com toda a pompa o Sindicomerciários anunciou a compra do Praia Grande Hotel, em Fundão. Com 42 quartos e estrutura com piscina e tudo mais, o sindicato garante que “fez história” ao adquirir o hotel. Só pode ser brincadeira!

E ainda vai gastar com o negócio. “Como qualquer outro empreendimento que muda de direção, existem vários acertos a serem feitos, tanto trâmites burocráticos quanto pequenas reformas e implantações de novas regras”, disse o presidente da entidade Jackson Andrade da Silva .

E não estamos falando de um sindicato novo, começando a trilhar o caminho da militância e por isso, sujeito a erros. É o pessoal das antigas que acha que vai salvar a categoria comprando hotel. Um hotel que, abriga menos de 300 pessoas, para uma categoria que tem mais de 20 mil trabalhadores. Se não for para explorar essa aquisição economicamente, não faz sentido algum comprar um hotel.

Esse é o grande problema do movimento sindical que não se foca nas necessidades da categoria. Procuram oferecer “brindes” para atrair os trabalhadores. Coisas como essas são festejadas pelas entidades e pela própria CUT – E, aliás, são os comerciários que estão lá na Central –, enquanto a luta, a mobilização, a formação política e a comunicação com a base ficam em segundo plano.

O sindicato mudou de rumo!

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Descompasso

Hartung priorizou tanto lotear a gestão com quadros políticos, que os embates ocorrem na contramão de sua própria estratégia. Rodney Miranda que o diga...

OPINIÃO
Editorial
Esgoto veio à tona
Manietada pelo governo, CPI para investigar Cesan se torna obrigatória após denúncias envolvendo a companhia
Piero Ruschi
O desmanche do Museu Mello Leitão
Um ato de desrespeito à população que foi camuflado e conta com o apoio da própria diretoria e sua associação de amigos
Renata Oliveira
Vai liberar?
Rodrigo Janot pode criar um precedente muito ruim para a política brasileira ao anistiar quem recebeu o “caixa dois do bem”
Caetano Roque
Desmonte em curso
Enquanto o movimento sindical dorme , o capital segue a passos largos a retirada de direitas
Nerter Samora
#SomosTodosBaianinho
Causa espécie um encontro às portas fechadas entre o governo e parte do empresariado capixaba logo após a “delação do fim do mundo”
Geraldo Hasse
O despudor do poder
O marqueteiro-mór pagou multa de R$ 30 milhões à Justiça, deu depoimento e saiu rindo
JR Mignone
Inquietudes políticas
O ''Fica, temer'' de Gaspari e a pesquisa que confirma a memória curta do eleitor
Caetano Roque
Greve na rua
É hora de o trabalhador dar a resposta as ações antidemocrática do governo golpista
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Um homem nu.
Flânerie

Manuela Neves

Nenna, em transição
Panorama Atual

Roberto Junquilho

A Odebrecht quebrou a "Omertá", e agora?
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Nossa Terra, nossa gente
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

CPI da Odebrecht quer investigar contratos de empreiteiras com setor público

Descompasso

Sindicato quer que Nestlé preste esclarecimentos sobre possível venda da marca Serenata de Amor

Empresa de informática nega irregularidades em contratos com a Sesa

Assembleia barra projeto que acaba com exclusividade da Cesan na região metropolitana