Seculo

 

Sindicato empresário


10/01/2017 às 10:02

Na próxima semana acontece a eleição no Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza e Conservação (Sindilimpe), um sindicato basicamente formado pelo proletário. Na disputa, três chapas estão concorrendo, o que mostra a falta de interesse nas bandeiras da categoria e o foco na briga pelo poder.

Essa prática é comum nos sindicatos, o que deixa as entidades cada vez mais distantes das categorias e os sindicatos cada vez mais enfraquecidos pelo desinteresse do trabalhador. Enquanto as lideranças se engalfinham pelo poder, deixam de ouvir a base, passam a atuar apenas para alimentar o poder e não para entrar na luta dos trabalhadores.

Esse caso é grave, mas existem coisas bem piores. Na semana passada, os jornais trouxeram uma notícia no mínimo estranha. Com toda a pompa o Sindicomerciários anunciou a compra do Praia Grande Hotel, em Fundão. Com 42 quartos e estrutura com piscina e tudo mais, o sindicato garante que “fez história” ao adquirir o hotel. Só pode ser brincadeira!

E ainda vai gastar com o negócio. “Como qualquer outro empreendimento que muda de direção, existem vários acertos a serem feitos, tanto trâmites burocráticos quanto pequenas reformas e implantações de novas regras”, disse o presidente da entidade Jackson Andrade da Silva .

E não estamos falando de um sindicato novo, começando a trilhar o caminho da militância e por isso, sujeito a erros. É o pessoal das antigas que acha que vai salvar a categoria comprando hotel. Um hotel que, abriga menos de 300 pessoas, para uma categoria que tem mais de 20 mil trabalhadores. Se não for para explorar essa aquisição economicamente, não faz sentido algum comprar um hotel.

Esse é o grande problema do movimento sindical que não se foca nas necessidades da categoria. Procuram oferecer “brindes” para atrair os trabalhadores. Coisas como essas são festejadas pelas entidades e pela própria CUT – E, aliás, são os comerciários que estão lá na Central –, enquanto a luta, a mobilização, a formação política e a comunicação com a base ficam em segundo plano.

O sindicato mudou de rumo!

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
E o Homero, hein?

Defender o ex-marido da médica Milena Gottardi deve custar profundos arranhões a Homero Mafra

OPINIÃO
Editorial
Um Estado que mata suas mulheres
Crime da médica Milena Gottardi chama atenção para os casos de feminicídios, que fazem do ES um dos estados mais violentos do País para as mulheres
Renata Oliveira
Dados x discurso
Como pode o Estado ser um exemplo para o País em gestão, se não tem potencial de mercado e solidez fiscal?
Geraldo Hasse
A doença da intolerância
Ela está nos estádios, nos governos, nas igrejas, nos parlamentos, nas ruas, nos tribunais
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Branca, o Teatro e a sala de estar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Fuzis e baionetas, nunca mais!
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Turista acidental
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

'Uma das questões que mais se discute no partido é a necessidade de se diferenciar do PT'

Ricardo Ferraço circula pelo sul do Estado ao lado de César Colnago

CPI dos Guinchos volta a mirar rotativo de Guarapari

Ex-prefeito de Alegre é absolvido em ação de improbidade

Prefeitura de Vila Velha dá início ao processo de eleição direta nas escolas