Seculo


  • Lava Jato no ES

 

Últimos dias para visitar a exposição Constelações, no Centro de Vitória


10/01/2017 às 15:29

A exposição Constelações, de Hilal Sami Hilal – instalada no Palácio Anchieta, que fica no Centro de Vitória – se encerra nesta quinta-feira (12). Nestes cinco meses em que a exposição está aberta ao público, aproximadamente 26 mil pessoas conheceram a obra, que conta com três grandiosas instalações, que unem a um objeto-livro.

A mostra, que tem entrada gratuita, trata das reflexões sobre a identidade, a memória e o afeto. O horário de funcionamento é das 9h às 16h.

Constelações conta com três grandiosas instalações, que unem a um objeto-livro. Para o meu amor passar é a instalação que recebe os visitantes e os conduz ao universo poético do artista. Inspirada na cantiga popular, a instalação Se essa rua fosse minha ocupa uma área de 250 metros quadrados, com 40 mil “pedrinhas de brilhante” incrustadas em oito mil ladrilhos cinza chumbo. A obra não tem um percurso definido.

Antes de chegar à obra-título, a exposição tem dois outros trabalhos monumentais, que fazem parte da série Deslocamentos. O primeiro é uma “piscina” (foto de capa) com 5,6 metros de diâmetro. Na água, papel macerado, glicerina e pigmento, flutuando como um grande mundo cuja forma constitui uma paisagem real em movimento. Um objeto-livro é o trabalho seguinte, que também produz sua própria direção: numa inclinação de 30 graus, pranchas imensas de papel artesanal que se prolongam por todo o espaço do local.

Durante o percurso, o visitante é levado à obra Constelações (foto de capa), que dá nome à mostra. Ela é uma obra coletiva, com a participação de 2.500 jovens alunos de escolas públicas da Grande Vitória, que marcaram no trabalho dez mil nomes de pessoas que apresentam relação afetiva em suas vidas. Produzida em papel artesanal colorido sobre tecido transparente, as caligrafias são refletidas por espelhos em toda a extensão do teto.

Serviço

A exposição Constelações, de Hilal Sami Hilal, fica aberta ao público até a próxima quinta-feira (12), das 9h às 16h, no Palácio Anchieta – Praça João Clímaco, 142, Centro de Vitória. A entrada é franca. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Ensaiado

Mudança de planos de Ricardo Ferraço na condução da Reforma Trabalhista atende à estratégia de Temer e da classe empresarial. Falou de empresário, é com ele mesmo!

OPINIÃO
Editorial
Defesa burocrática
Secretário Júlio Pompeu fez um discurso burocrático para defender o governo Hartung na Corte Interamericana de Direitos Humanos
Renata Oliveira
O universo conspira
A onda de falta de sorte do governador, iniciada em fevereiro, insiste em não passar
Caetano Roque
Venceu o pragmatismo
Ao reeleger o grupo que se perpetua na direção, PT perde um pouco mais de sua ideologia
Geraldo Hasse
Seremos todos boias-frias?
A palavra reforma, sempre associada a avanços, está sendo aplicada a um retrocesso
JR Mignone
Sérgio Bermudes, sempre atual
''Existe uma crise no Judiciário, que vai da falta de juízes, da infraestrutura adequada, até a postulação e prestação precárias''
Caetano Roque
A hora do Judiciário
O Supremo tem que mostrar a que veio e a serviço de quem está
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Um homem nu.
Flânerie

Manuela Neves

Nenna – parte II: early years na ilha
Panorama Atual

Roberto Junquilho

A Odebrecht quebrou a "Omertá", e agora?
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

A sombra
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

CNMP pode acabar com pagamento de ‘horas-extras’ a promotores no Espírito Santo

Disputa pelo poder em Itapemirim reacende tensão entre prefeito e vice

Defesa burocrática

Ensaiado

Esgoto na Praia de Santa Helena não se resolve com teste de balneabilidade