Seculo

 

Últimos dias para visitar a exposição Constelações, no Centro de Vitória


10/01/2017 às 15:29

A exposição Constelações, de Hilal Sami Hilal – instalada no Palácio Anchieta, que fica no Centro de Vitória – se encerra nesta quinta-feira (12). Nestes cinco meses em que a exposição está aberta ao público, aproximadamente 26 mil pessoas conheceram a obra, que conta com três grandiosas instalações, que unem a um objeto-livro.

A mostra, que tem entrada gratuita, trata das reflexões sobre a identidade, a memória e o afeto. O horário de funcionamento é das 9h às 16h.

Constelações conta com três grandiosas instalações, que unem a um objeto-livro. Para o meu amor passar é a instalação que recebe os visitantes e os conduz ao universo poético do artista. Inspirada na cantiga popular, a instalação Se essa rua fosse minha ocupa uma área de 250 metros quadrados, com 40 mil “pedrinhas de brilhante” incrustadas em oito mil ladrilhos cinza chumbo. A obra não tem um percurso definido.

Antes de chegar à obra-título, a exposição tem dois outros trabalhos monumentais, que fazem parte da série Deslocamentos. O primeiro é uma “piscina” (foto de capa) com 5,6 metros de diâmetro. Na água, papel macerado, glicerina e pigmento, flutuando como um grande mundo cuja forma constitui uma paisagem real em movimento. Um objeto-livro é o trabalho seguinte, que também produz sua própria direção: numa inclinação de 30 graus, pranchas imensas de papel artesanal que se prolongam por todo o espaço do local.

Durante o percurso, o visitante é levado à obra Constelações (foto de capa), que dá nome à mostra. Ela é uma obra coletiva, com a participação de 2.500 jovens alunos de escolas públicas da Grande Vitória, que marcaram no trabalho dez mil nomes de pessoas que apresentam relação afetiva em suas vidas. Produzida em papel artesanal colorido sobre tecido transparente, as caligrafias são refletidas por espelhos em toda a extensão do teto.

Serviço

A exposição Constelações, de Hilal Sami Hilal, fica aberta ao público até a próxima quinta-feira (12), das 9h às 16h, no Palácio Anchieta – Praça João Clímaco, 142, Centro de Vitória. A entrada é franca. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Cara e crachá

Uns publicaram vídeos e notas nas redes sociais, outros só notas, outros nada. Mas a CPI da Lava Jato continua na conta dos deputados arrependidos

OPINIÃO
Editorial
A Ponte da Discórdia
Terceira Ponte entra novamente no centro dos debates políticos em ano eleitoral. Enquanto isso, a Rodosol continua rindo à toa...
Piero Ruschi
O Governo do ES e seu amor antigo ao desamparo ambiental
Mais um ''Dia Mundial do Meio Ambiente'' se passou. Foi um dia de ''comemoração'' (política)
Gustavo Bastos
Conto surrealista
''virei pasta para entrar mais fácil na pintura de Dalí''
Bruno Toledo
Estado sem PIEDADE!
As tragédias que se sucedem no Morro da Piedade sintetizam as contradições mais evidentes e brutais do modelo de sociedade e de Estado que estamos mergulhados
Geraldo Hasse
Mundo velho sem catraca
Cinquenta anos depois, é possível fazer um curso técnico por correspondência via internet
Roberto Junquilho
Hartung, o suspense
O governador Paulo Hartung mantém o suspense e pode até não disputar a reeleição em 2018
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Entre a salada e o vinho
MAIS LIDAS

‘Lutava contra um sistema podre e falido com os braços amarrados. Agora estou livre’

Visita de interlocutores de Hartung a Rodrigo Maia sinaliza mudança de cenário

Juiz Leopoldo mais próximo de ir a Júri Popular por assassinato de Alexandre Martins

Hartung, o suspense

Agenda Cultural: festa do Caboclo Bernardo em Linhares