Seculo


  • Lava Jato no ES

 

Clima entre deputados esquenta nos bastidores da eleição da Assembleia


11/01/2017 às 14:13

Enquanto o deputado Theodorico Ferraço (DEM) fazia “campanha eleitoral” na reunião do colégio de líderes nessa terça-feira (10), um grupo de deputados que tenta encontrar uma candidatura alternativa ao atual presidente tentava botar fogo nos bastidores, vendendo uma animosidade entre o presidente da Casa e o deputado Rodrigo Coelho (PDT), que na verdade não existiu.

Rodrigo voltou a Assembleia e era tido como candidato, mas vem fazendo jus à fama de “político jeitoso” e não tem entrado em zona de atrito com o presidente da Assembleia. Os blefes de bastidores são mais uma tentativa de desestabilizar a estratégia de reeleição de Theodorico Ferraço (DEM), que vem testando suas condições junto aos coelgas de plenário, com um certo eleitorado cativo.

O grupo tenta incendiar o debate para criar condições de conseguir um nome em condições de enfrentar Ferraço ou criar um clima adverso para que o atual presidente desista do pleito, abrindo o caminho para outros nomes do plenário. O problema é encontrar uma candidatura que ofereça ao plenário a proteção que os deputados precisam para a disputa de 2018.

Além disso, algumas lideranças estão na discussão para buscar acomodação de cargos na Mesa Diretora. Sem um nome com musculatura vai ser difícil convencer o  plenário. Boa parte dos deputados acredita que apenas o atual presidente pode oferecer uma boa negociação com o Palácio Anchieta e condições de aumento de visibilidade dos parlamentares.

A eleição acontece no próximo dia 2 de fevereiro, por isso a expectativa é de que o debate esquente no decorrer do mês de janeiro. Outro fator que deve influenciar muito no processo é o fato de o governador Paulo Hartung (PMDB) demonstrar interesse na eleição da Assembleia, o que pode colocar água no chope do grupo dissidente.

O momento político favorece um acordo de Hartung com Ferraço e para os meios políticos, a movimentação que pode levar o filho do deputado estadual, Ricardo Ferraço (PSDB), à disputa do governo do Estado, entra também nessa articulação.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
No divã

PDT e PSDB, alvos de ingerência de Hartung, estão em turbulência interna. Que o diga Euclério e Majeski...

OPINIÃO
Renata Oliveira
No rastro
Quando o governador Paulo Hartung retornar de Paris, vai enfrentar um Sérgio Majeski ainda mais incômodo
Caetano Roque
Venceu o pragmatismo
Ao reeleger o grupo que se perpetua na direção, PT perde um pouco mais de sua ideologia
Geraldo Hasse
Seremos todos boias-frias?
A palavra reforma, sempre associada a avanços, está sendo aplicada a um retrocesso
JR Mignone
Sérgio Bermudes, sempre atual
''Existe uma crise no Judiciário, que vai da falta de juízes, da infraestrutura adequada, até a postulação e prestação precárias''
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Um homem nu.
Flânerie

Manuela Neves

Nenna – parte II: early years na ilha
Panorama Atual

Roberto Junquilho

A Odebrecht quebrou a "Omertá", e agora?
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

A sombra
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Euclério Sampaio abre fogo contra presidente regional do PDT

Embate entre Majeski e Colnago ainda repercute na Assembleia

Violações no sistema socioeducativo do Estado são novamente denunciadas à OEA

Justiça condena ex-deputado federal e ex-prefeito de Marilândia

Colibris desaparecem na cidade e no Estado que os têm como símbolos