Seculo

 

Nutrição e bem-estar


02/02/2017 às 13:11
Como é sua alimentação diária? Você sabia que muitas das doenças modernas seriam evitadas, se tivéssemos um estilo de vida mais ativo e uma alimentação mais balanceada? 
 
Para facilitar as coisas, o Departamento de Nutrição da famosa Universidade de Harvard (Estados Unidos), uma das melhores do mundo, atualizou seu manual de boa alimentação e divulgou uma nova pirâmide alimentar (quadro abaixo), contendo os alimentos que devem ter prioridade em nosso prato. 
 
 
Não é nenhum bicho-de-sete-cabeças. Incentiva até o consumo diário de um cálice (eu disse um cálice) de vinho tinto de boa qualidade (seco) como benéfico para a saúde. 
 
Se você não toma álcool por algum motivo religioso ou de restrição médica, use um suco integral de uva de boa procedência, mas o melhor é a pequena quantidade de álcool de um cálice de vinho (o equilíbrio é o fator mais importante).
 
Junto com a pirâmide, Harvard criou a “placa de alimentação saudável”, feita pelos especialistas da Harvard School of Public Health e editores da Harvard Health Publications, para abordar deficiências das orientações, até então, feitas pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). 
 
A placa de alimentação saudável fornece orientação detalhada, em um formato simples, para ajudar as pessoas a fazerem as melhores escolhas alimentares.
Use a placa de alimentação saudável como orientação em todas as suas refeições, seja seu café da manhã, a preparação da lancheira ou suas refeições maiores. E o que diz essa placa, sinteticamente? 
 
Vegetais e frutas devem compor a metade de nossa alimentação diária, lembrando para a variedade de cores e que batata não conta como legume, por causa de seus efeitos negativos sobre o açúcar no sangue. 
 
Tempere sua salada com óleo de oliva (azeite) ou de milho, amendoim, girassol, limitando o uso de manteiga. Gorduras de boa qualidade são essenciais para nossa saúde.
 
A outra metade da alimentação é dividida, meio a meio, entre proteínas e grãos integrais, boas fontes de carboidratos. Aprenda a comer alimentos integrais, como trigo integral, cevada, quinoa, aveia, arroz integral e alimentos feitos com eles, como pão e macarrão de trigo integral. 
 
Grãos integrais reduzem os picos de açúcar no sangue, bem como a liberação de insulina, provocados por pão branco, arroz branco e grãos refinados. Em coluna próxima vou ensinar a vocês a lerem os rótulos dos alimentos para fazerem melhores escolhas.
 
A parte das proteínas é muito importante. Peixe, frango, feijão e nozes são fontes de proteínas saudáveis e versáteis, que podem ser combinados com saladas e vegetais. Limite a carne vermelha (uma vez por semana está bom) e fuja de carnes processadas, como bacon e salsichas.
 
Ignore bebidas açucaradas, limite o uso de leite e produtos lácteos para uma ou duas porções por dia. Suco, apenas um pequeno copo por dia. Em vez de suco, coma a fruta. O suco tem alto índice glicêmico (falarei disso), a fruta vem acompanhada das fibras, que diminuem a liberação de açúcar da frutose.
 
E aqui vai uma informação que tem revolucionado a área da nutrição: os açúcares (leia-se, carboidratos simples), e não as gorduras, são os grandes vilões do controle de peso. Repito, as gorduras saudáveis (também falarei disso no futuro) são essenciais para sua saúde. 
 
E, para completar, mantenha um estilo de vida ativo e saudável e tome bastante água (pelo menos 8 copos por dia). 
É questão de hábito. Comece a mudá-los aos poucos e, quando você perceber, irá descobrir que já mudou por completo. Um coach de bem-estar bem treinado poderá lhe ajudar nessa mudança.  

Lídia Caldas é nutricionista pela Faculdade Católica de Vitória, especialista em Nutrição Esportiva pela Universidade Gama Filho (RJ) e gestora de Unidade de Alimentação e Nutrição. Fale com a Nutri: lidiarncaldas@gmail.com

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Precipitou-se

Com um olho em 2018 e outro em 2020, Luciano Rezende antecipou o processo eleitoral, mas esqueceu a Lava Jato. Aí mora o problema.

OPINIÃO
Renata Oliveira
Bicho-papão
O ajuste fiscal de Paulo Hartung precisa do exemplo do Rio de Janeiro tanto para cortar quanto para supervalorizar a liberação de recursos
JR Mignone
Qual rádio ouviria hoje?
Sinceramente, não saberia explicar que tipo de rádio eu ouviria hoje, isto é, que me motivaria a ligar o botão para ouvi-la: uma de notícia ou uma só de música selecionada
Caetano Roque
Pressão neles
O movimento sindical deve conscientizar o trabalhador sobre quem estará na disputa do próximo ano contra ele
Geraldo Hasse
A doença da intolerância
Ela está nos estádios, nos governos, nas igrejas, nos parlamentos, nas ruas, nos tribunais
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Branca, o Teatro e a sala de estar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Fuzis e baionetas, nunca mais!
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Turista acidental
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Precipitou-se

Posse de tucano no Turismo é demonstração interna de força de Colnago

Subseção da OAB-ES cobra esclarecimento sobre atuação de Homero Mafra na defesa de acusado

Justiça Federal determina que 14 municípios adotem ponto eletrônico para médicos e dentistas

Dary Pagung vai fechar a porta para emendas de deputados no orçamento