Seculo


  • Lava Jato no ES

 

De que vale tudo isso?


03/02/2017 às 11:48

A ida de Roberto Carneiro para a direção da Assembleia Legislativa, e do vereador Max Da Mata para a Secretaria de Esportes, ambos do PDT, na quota de Amaro Neto (SD), que será o novo ouvidor da Casa, está sendo colocado como um instrumento de fortalecimento do deputado estadual no cenário político para se credenciar como um regra três do governador Paulo Hartung (PMDB) para o Senado.

Mas de que vale tanta movimentação de peças no jogo interno? A direção da Assembleia é um cargo administrativo, técnico, já a Secretaria de Esportes é uma pasta sem recursos e sem grande visibilidade na gestão. O fortalecimento de Amaro Neto não deve passar por suas indicações, mas na sua própria atuação política.

Essas ações políticas parecem mais a articulação de quem prepara uma candidatura à reeleição para a Assembleia, do que a preparação para uma candidatura ao Senado, que demanda mais de um milhão de votos para superar a disputa pela reeleição de Ricardo Ferraço (PSDB) e Magno Malta (PR), que têm atuado juntos. A movimentação fortalece mais o Palácio do que o próprio deputado.

Carneiro na Assembleia deve desarmar o aparelhamento de Theodorico Ferraço (DEM) na Casa para garantir a ingerência palaciana no Legislativo. Mas um dos principais papéis do candidato a vice na chapa de Amaro à prefeitura de  Vitória, em 2016, seria o de levar o deputado para o grupo de Hartung, evitando seu voo solo.

Amaro Neto é um fenômeno midiático e o que o fortalece é seu diálogo direto com o eleitor por meio de seu programa televisivo. Por isso, sua articulação de bastidores não terá eficácia se ele não cuidar de sua imagem. O deputado mais bem votado da eleição de 2014 para a Assembleia, não conseguiu esse desempenho com a articulação política.

Para se fortalecer, mesmo, Amaro precisa retomar seu programa policial, mas também não deve mais ser o mesmo. Durante a campanha eleitoral ele tentou separar o político do apresentador, para ser palatável ao eleitoral de Vitória.

Ao retomar sua função na TV, ele deverá buscar um equilíbrio entre os dois Amaros, mantendo a figura descontraída, mas garantindo um ar de seriedade ao seu personagem. Além disso, ele tem, evidentemente, que começar a assumir uma função parlamentar de impacto, que nesses dois anos na Assembleia, ainda não se viu.

Fragmentos:

1 – Houve troca de comando no PSB de Guarapari. Gedson Merízio, que saiu da disputa a prefeito no ano passado, deixou a presidência municipal PSB. Ele vai atuar como assessor do deputado federal Paulo Foletto e preparar sua candidatura a deputado estadual por Guarapari e litoral sul do Estado. Também executará ações da Fundação João Mangabeira na região.

2 – E por falar em PSB, o partido está fazendo o recadastramento de seus filiados. No Espírito Santo, apenas os socialistas de 11 municípios atualizaram seus dados, a maior parte de Vitória. Dos 1.774 filiados da Capital, apenas 176 confirmaram suas filiações.

3 – Em Fundão a situação política está cada vez mais confusa. Além das acusações dos opositores de aparelhamento na prefeitura, há problemas com a Polícia Civil no município. É melhor o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) definir logo o destino da política da cidade.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Tem, sim!

Não escapou Hartung nem Baianinho dos protestos de desta sexta-feira no Estado

OPINIÃO
Editorial
A PM sendo PM
Depois de estarem do “outro lado do balcão, policiais militares voltam a recorrer à violência para reprimir greve geral dos trabalhadores no ES
Piero Ruschi
O desmanche do Museu Mello Leitão
Um ato de desrespeito à população que foi camuflado e conta com o apoio da própria diretoria e sua associação de amigos
Renata Oliveira
Bancada na berlinda
A votação sobre a reforma trabalhista pode condenar metade da bancada capixaba, mas deputados parecem confiar na dialética
Nerter Samora
Uma nova República
Prestes a ser aprovada, a lei sobre abuso de autoridade é um bem necessário para esse ''novo Brasil''
Geraldo Hasse
Os apuros do rei da petroquímica
A ascensão da Braskem faz lembrar o ditado: tudo que sobe rápido demais, desce ligeirinho
Lídia Caldas
Como ter um coração saudável?
Curioso que algumas coisas que hoje são heresias amanhã podem se tornar dogmas
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Um homem nu.
Flânerie

Manuela Neves

Nenna, em transição
Panorama Atual

Roberto Junquilho

A Odebrecht quebrou a "Omertá", e agora?
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Nossa Terra, nossa gente
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Governador vira alvo nos protesto dos servidores públicos

Greve Geral: manifestações pacíficas são dispersadas com violência pela Polícia Militar

Delações da Odebrecht mudam expectativas de composições eleitorais para 2018

Givaldo critica Hartung, Lelo e Ana Paula Vescovi em protesto contra Reforma Trabalhista

STF decide que terreno de marinha em ilha com sede de município é da União