Seculo

 

Novos caminhos


04/02/2017 às 18:56

O governador Paulo Hartung já passou por muitos partidos. Do PSB ao PSDB, passando duas vezes pelo PMDB, não é uma liderança partidária, aliás, é um crítico dessa política no Brasil. Prefere trabalhar com os grupos, embora negue. Mas a importância de algumas siglas não é ignorada por ele. Neste contexto surge como nova menina dos olhos do governador, o PDT.

O partido vem se mostrando a maior força auxiliar do grupo político de Hartung e oferece espaços e quadros para o projeto do governador no Estado. Enquanto seu presidente Sérgio Vidigal (PDT) ainda remói a derrota para Audifax Barcelos (Rede) na Serra, Hartung vem trabalhando no fortalecimento do partido dentro de seu grupo, deixando de lado algumas inconveniências.

Na Assembleia, hoje o PDT é um problema. Euclério Sampaio é oposição declarada. Rodrigo Coelho foi para a sigla, enfrentando a ira petista, acreditando na proteção palaciana. Não teve condições de disputar a eleição no sul do Estado e nem de se viabilizar na presidência da Assembleia. Vai disputar a eleição para deputado federal com muita dificuldade. Josias da Vitória foi – pela segunda vez – tirado do jogo pela Mesa Diretora pelo governador.

Mas nem tudo é dificuldade no PDT. De lá vem Roberto Carneiro, um articulador de primeira hora que contribuiu muito para a movimentação de Hartung no sentido de esvaziar a candidatura à reeleição de Theodorico Ferraço (DEM) à presidência da Assembleia e articula dentro do partido uma manobra para endurecer na Câmara de Vitória, o enfrentamento ao prefeito Luciano Rezende (PPS).

Depois da negativa de filiação ao PSDB e com a possibilidade de ele ficar sozinho no PMDB com Rose de Freitas, o governador busca uma acomodação em outro partido. O PDT é o segundo maior partido do Estado, o campeão em número de vereadores em 2016, tem muitos aliados de Hartung, e pode ser uma excelente opção.

Mas o governador ainda tem muito tempo para pensar onde vai se acomodar. É bom ele saber, porém, que o PDT é uma força auxiliar sempre à mão e em condições de oferecer seu poder de fogo aos projetos de poder de Hartung, sem cobrar muito caro por isso.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

Jogo de cena

Quando se refere a secretários em condições de sucedê-lo, Hartung não fala que, praticamente, entregou o poder a Octaciano Neto

OPINIÃO
Editorial
Do exemplo ao risco
Uma iniciativa popular contra a pulverização área de agrotóxicos em Boa Esperança gerou graves reações de ódio e ameaças. Investigação, já!
Gustavo Bastos
Destino e acaso
''Quanto ao cético do acaso, ele chama destino de delírio e acaso de nada''
Roberto Junquilho
Os pequenos se movem
Para garantir verba do fundo partidário, siglas como o PCdoB têm que apresentar chapa majoritária em 2018. E, no Estado, como fica?
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Dois milagres de Natal
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Crea-ES terá pela primeira vez uma mulher na presidência

Vereadores de Aracruz decidem abrir investigação contra o Estaleiro Jurong

Comunidades de Alegre apostam em sensibilidade de desembargador para salvar escolas

Deterioração da Segunda Ponte será quantificada em reunião na Assembleia

Jogo de cena