Seculo

 

Leite derramado


07/02/2017 às 12:42

Na noite dessa segunda-feira (6), começou a circular a informação de que o governador Paulo Hartung (PMDB), que passou por uma cirurgia na última sexta-feira (3) para retirar um tumor da bexiga, retornaria ainda nesta terça-feira (7) por causa do caos instalado no Estado em relação à segurança pública.

Mas, depois da explosão da violência, da vinda das Força Nacional e do Exército na rua, a vinda do governador em recuperação depois de um procedimento médico tão sério é viável? É como tentar segurar o leite que já entornou.

Está claro nos meios políticos que há um movimento dentro do movimento. Além da pauta de reivindicação sindical, mais do que justa, existe um movimento político. A troca de comando parece ser pouco. O alvo seria o secretário de Segurança, André Garcia. Os discursos na Assembleia Legislativa apontam para  a insustentabilidade da permanência do titular na pasta.

O que faria o governador ao retornar de São Paulo, despachando de casa, vai exonerar o secretário? Vai intensificar a caça às bruxas na Polícia Militar? Negociar, é que não vai. Se fizer isso, vai abrir um precedente e ter de abrir diálogo com as outras categorias do funcionalismo, e olha que tem muito servidor insatisfeito.

Também não vai dar o braço a torcer e pedir ajuda ao governo federal. Contrário à renegociação das  dívidas dos estados, o governador focou no projeto econômico e esqueceu que o que sustenta seu governo não é a economia e sim os servidores.

Uma estratégia já está funcionando. A ofensiva do secretário mostra que o movimento não tem mais legitimidade com a população. Desviar o descontentamento para a  categoria pode até amenizar o desgaste,  mas que a conta estará sobre a mesa do governador, isso estará.  

 

Fragmentos:

1 – Com a cabeça a prêmio, o secretário de Segurança André Garcia subiu o tom contra o movimento paredista da Polícia Militar. Nos bastidores, já tem gente falando em uma volta do “Rambo” Rodney Miranda (DEM) para tentar puxar pelo rabo a vaca que já foi pro brejo há muito tempo.

2 – De qualquer forma a o estrago na imagem de André Garcia já foi feito. O secretário que era cotado para disputar uma vaga de deputado federal, dentro do leque das novas lideranças do governador Paulo Hartung, pode nem chegar a 2018 no cargo.

3 – O Diário do Legislativo dessa segunda-feira (6) trouxe a exoneração do diretor-geral da Casa Paulo Marcos Lemos e a nomeação de Roberto Carneiro para o cargo. O diário sangrento ainda é aguardado com apreensão pelos servidores.
 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

Jogo de cena

Quando se refere a secretários em condições de sucedê-lo, Hartung não fala que, praticamente, entregou o poder a Octaciano Neto

OPINIÃO
Editorial
Do exemplo ao risco
Uma iniciativa popular contra a pulverização área de agrotóxicos em Boa Esperança gerou graves reações de ódio e ameaças. Investigação, já!
Gustavo Bastos
Destino e acaso
''Quanto ao cético do acaso, ele chama destino de delírio e acaso de nada''
Roberto Junquilho
Os pequenos se movem
Para garantir verba do fundo partidário, siglas como o PCdoB têm que apresentar chapa majoritária em 2018. E, no Estado, como fica?
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Dois milagres de Natal
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Crea-ES terá pela primeira vez uma mulher na presidência

Vereadores de Aracruz decidem abrir investigação contra o Estaleiro Jurong

Comunidades de Alegre apostam em sensibilidade de desembargador para salvar escolas

Deterioração da Segunda Ponte será quantificada em reunião na Assembleia

Jogo de cena