Seculo

 

O ímpeto da juventude


08/02/2017 às 15:47

No afã de enfraquecer o clã Ferraço, que já contava com o Senado (Ricardo Ferraço), a Câmara dos Deputados (Norma Ayub) e a Assembleia Legislativa (Theodorico Ferraço), o governador Paulo Hartung (PMDB) fortaleceu a candidatura de Erick Musso (PMDB) ao não defender a candidatura de Ferração para o quarto mandato à frente da Casa. Todo mundo avisou que esta era uma manobra arriscada, mas ninguém imaginou que a coisa iria degringolar tão cedo e causar todo esse estrago.

Erick Musso foi colocado, logo de cara, no meio de uma prova de foco. Em meio à crise na segurança pública, topou uma reunião com as mulheres dos policiais aquartelados, com a participação da senadora Rose de Freitas (PMDB), desafeta de Hartung e candidatíssima a governadora em 2018; e o deputado estadual Da Vitória (PDT), que foi preterido na eleição da Mesa Diretora pelo governo, e está pedindo a cabeça do secretário de Segurança André Garcia desde o início da crise.

Cheio da boa intenção, Erick Musso fez a reunião e na hora de levar a pauta  para o governo, o secretário-chefe da Casa Civil Zé Carlinhos da Fonseca, fechou a porta. Erick ficou sem entender o que fez de errado. No ímpeto da juventude, o deputado de primeiro mandato cometeu um pecado grave para os meios políticos: a inocência.

Se deixou levar pelo desejo de ajudar na busca de uma solução para o problema, mas o menino prodígio de Aracruz, que aos 29 anos de idade chegou à presidência da Assembleia, acabou se envolvendo em uma guerra política entre o governador Paulo Hartung e seus desafetos políticos.

E descobriu que mesmo na guerra, os interesses políticos do governador vem antes e colocar lideranças que não se afinam com sua política na linha de fogo pode ser perigoso. Agora, como Hartung não citou os nomes das lideranças que estavam “atrapalhando” o processo de negociação,  a Assembleia toda ficou queimada e de sobreaviso.

Se pudesse voltar no tempo, talvez o governador Paulo Hartung tivesse feito outra escolha para o comando da Assembleia, porque com Ferração lá a coisa seria diferente. Mas, como disse o próprio Ferraço sobre seu sucessor, experiência ele adquire com o tempo.

Fragmentos:

1 – O governador Paulo Hartung (PMDB) que já foi cotado até para presidência da República, hoje está em viés de baixa. A estratégia de antecipar a volta e sair atirando contra os militares e a Assembleia não parece capaz de reduzir o prejuízo em sua imagem.

2 – Os próprios analistas políticos que até outro dia festejavam Hartung como um exemplo de gestor, hoje começam a questionar os números mágicos apresentados pelo governador para demonstrar a recuperação econômica do Estado.

3 – Há aqui duas visões sobre o entrevero da classe política sobre a crise na segurança. Por um lado, a senadora Rose de Freitas poderia estar se capitalizando para 2018, por outro, Hartung não aceitaria uma costura feita por ela.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Sem concorrência

E o Troféu Mão Peluda da política capixaba vai para...

OPINIÃO
Renata Oliveira
Passou recibo
O governador demonstrou força com a Assembleia ou passou recibo de que tem medo da oposição?
Geraldo Hasse
Escândalo jurássico
A dívida pública é a principal fonte dos lucros do sistema financeiro
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Deputado federal faz ameaça a Fátima Bernardes ao vivo e motivo revolta o país
Flânerie

Manuela Neves

Todas as épocas são interessantes. Mas nem todas conheceram alguém como Carmélia
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Os tanques de guerra e a marcha dos insensatos
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Pra se acabar na quarta-feira
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

TJES mantém absolvição de ex-prefeito de Vila Velha em ação de improbidade

Majeski apresenta proposta que garante transparência em incentivos fiscais

Eleição da Amunes é exercício de polarização política no Estado

Crise na segurança agrava pesadelo do engarrafamento na Grande Vitória

Passou recibo