Seculo

 

Não é bem assim


09/02/2017 às 13:42

O  colunista do jornal O Globo, Merval Pereira, assina artigo intitulado “Hartung tem razão”. O colunista destaca a manobra da Polícia Militar e destaca a posição do governador Paulo Hartung (PMDB), declarada em entrevista coletiva nessa quarta-feira (9) de que o movimento é chantagem.

Merval Pereira  ocupa a cadeira 31 da Academia Brasileira de Letras, que já pertenceu a João Ribeiro, Paulo Setúbal e Cassiano Ricardo , não se preocupa muito com a guerra civil que se instalou no Espírito Santo, afinal de contas, ele é imortal

E por não ser um profundo leitor dos discursos de Hartung não esteja entendendo muito bem o que acontece no Espírito Santo. Hartung pode ter razão em relação à chantagem, mas sua política de austeridade tem culpa também.

Sim, o movimento tem um simulacro de manifestação de famílias de militares. Sim, eles esperaram a ausência de Hartung para deflagrar o movimento. Sim, a greve é inconstitucional e o caos tem a responsabilidade da Polícia Militar também.

Mas é preciso avaliar os motivos que levaram a categoria a uma atitude tão extremada. E se não houve um acordo até agora, isso acontece porque nenhum dos lados quer ceder. O governo insiste em uma estratégia que já foi pro vinagre de inflar a imagem de Hartung. Estratégia que sua assessoria, paga a preço de ouro, tenta ainda salvar com comentários como o de Merval Pereira.

Não se sustenta mais a história de que é possível fazer um ajuste fiscal tão duro que vem comprometendo o funcionamento básico da estrutura do Estado em nome do fortalecimento da imagem do político Paulo Hartung, dentro de uma estratégia nacional para 2018.  

Fragmentos:

1 – Enquanto a senadora Rose de Freitas (PMDB) se expôs demais e ficou mal com o governador Paulo Hartung (PMDB). Já tem campanha nas redes sociais para ajudar a encontrar os senadores Ricardo Ferraço (PMDB) e Magno Malta (PR), que estão “desaparecidos” desde o início da crise na segurança.

2 – Renato Casagrande (PSB) aparece na Carta Capital criticando seu sucessor. Esqueceu que André Garcia era secretário dele também? E que a PM não está cobrando reajuste dos últimos três anos apenas?

3 – Quando a poeira abaixar, como será que ficará a relação entre o governo do Estado e a Assembleia Legislativa? Hoje não está nada boa.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Jogo pesado

O que falta para um consenso na disputa interna do PSDB? Parar César Colnago!

OPINIÃO
Editorial
Auto-homenagem
Governo usa sessão solene da Assembleia para coroar política de educação escorada na vitrine do Escola Viva
Piero Ruschi
O ‘Santo Graal’ de Augusto Ruschi
Eventos recentes de desrespeito ao Museu Mello Leitão, camuflados sob a criação do INMA, ressuscitam episódios históricos lamentáveis
Renata Oliveira
Juntos ou separados?
O que pode ser mais complicado para Hartung ter todos os seus adversários no mesmo palanque ou cada um em seu quadrado
Gustavo Bastos
O verão do amor e o movimento hippie
O que representava o movimento hippie como tal era a utopia
Geraldo Hasse
As abelhas e o Agro
Alguns líderes se dão conta da mútua dependência entre animais e plantas
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Este blog fica por aqui
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Algo de novo no ar
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Contas públicas viram pano de fundo para disputa entre 'doutores' em Itapemirim

Jogo pesado

Justiça suspende cassação do mandato de Ruberci Casagrande

'Refiliação' de secretário aumenta tensão no PSDB

Juntos ou separados?