Seculo


  • Lava Jato no ES

 

Perdemos todos


10/02/2017 às 14:41

O governador Paulo Hartung (PMDB) empurrou a culpa pela crise na segurança no movimento da Polícia Militar. Sua estratégia na entrevista concedida à jornalista Míriam Leitão (Globo News), nessa quinta-feira (10), era a de mostrar ao mesmo tempo que também é vítima da situação – a PM teria aproveitado sua ausência por causa de um problema sério de saúde para fazer o motim – e, também, que sua política de austeridade não pode ser responsabilizada pela crise.

Por um lado, está certo. Sim, a Polícia Militar se aproveitou da saída do governador para realizar o ato. Por outro, está errado. Na gana de capitalizar politicamente com a crise no País, quis mostrar exemplo de gestão e tirou de onde não podia tirar. Agora na guerra de chantagem, é o governo quem põe a arma na cabeça da categoria e tenta vencer a queda de braço pelo cansaço.

Hartung conseguiu em partes o que queria: colocar a população contra a greve da Polícia Militar. Até porque o comportamento da PM nas greves e protestos de outras categorias sempre passou bem longe da solidariedade. Mas Hartung não saiu ileso, vide o panelaço na noite de ontem (9) que se espalhou pela Grande Vitória. Difícil acreditar que o batuque era para a PM, pois aconteceu, não por acaso, durante a entrevista do governador.

Foi talvez, a partir do tão compartilhado comentário do apresentador do Jornal da Band, Ricardo Boechat, no início da semana, de que o que acontecia no Espírito Santo era desproporcional, porque a Polícia Militar não poderia fazer esses tipo de protesto e que isso deixava a população refém. Boechat disse ainda que a PM está sendo covarde com a população capixaba. Nesse momento, Hartung deve ter se tocado de qual seria o caminho de sua salvação. Mas isso deixa marcas também.

Pode ser que em nível nacional, o governador conseguiu se sair bem, já que quem olha de fora pode acreditar em sua imagem, ainda mais com o reforço de uma estratégia de marketing tão eficiente. Mas não saiu sem escoriações dessa história. Se quiser ser presidente, ministro,  no futuro fica bem na fita. Mas se precisar dos votos do Espírito Santo, Hartung agora tem problemas. Saiu chamuscado.  

Fragmentos:

1 – Quanto tudo isso acabar, a Polícia Militar vai demorar um tempo até recuperar a confiança da população. E a classe política, se recupera até o processo eleitoral de 2018.

2 – Na Assembleia Legislativa, o silêncio impera, mas há quem diga que o fato de os deputados terem feito algo que o governo até então não tinha feito, abrir o diálogo, tenha prejudicado a relação institucional.

3 – Há quem acredite que o vice-governador César Colnago foi fritado nesse processo de propósito. Seria o cúmulo da vingança política, mas no Espírito Santo hoje, tudo é possível.

 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Cortina de ferro

Como o PT vai sair do imbróglio em que se meteu após a eleição de Coser (foto) para comandar o partido?

OPINIÃO
José Rabelo
A ocasião faz a cabeça
Preocupado em descolar a Reforma Trabalhista de Temer, Ricardo Ferraço se alinha à narrativa dos tucanos cabeças pretas
Piero Ruschi
Ecomemória: lembranças da destruição ambiental no ES
Guardo em casa um jogo curioso. Na capa, o Museu Mello Leitão ao lado da Aracruz Celulose - uma atroz incoerência lógica
Lídia Caldas
Nutrição e gestação
Será que uma gestante tem mesmo necessidade de uma dieta alimentar diferenciada?
Geraldo Hasse
Salgado Filho, um simples herói
Hoje ninguém mais lembra o advogado que regulamentou o comércio dos ambulantes
Caetano Roque
Água da mesma pipa
Na verdade, não houve embate na eleição no Sindicomerciários
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Um homem nu.
Flânerie

Manuela Neves

Uma festa para Ro Ro que rolou escada abaixo
Panorama Atual

Roberto Junquilho

O cinismo explícito e a esperança de fora Temer renovada
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Meu dia, seu dia
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Ferraço: 'Hartung continua o mesmo: enganando, tripudiando e passando por cima de todos'

Distritão ganha força no Congresso e pode pôr fim ao 'efeito Tiririca'

Cortina de ferro

Audiência pública debate contaminação e mortandade de peixes em rios de Aracruz

Comdema nega recurso à Infraero e mantém multa de R$ 535 mil por emissão de poeira