Seculo

 

Amaro deve apresentar divisão de comissões até terça-feira


14/02/2017 às 16:29

A ocupação dos espaços das comissões permanentes da Assembleia Legislativa deve ser definida só na próxima semana. O presidente da Mesa Diretora da Casa, Erick Musso (PMDB), publicou no expediente da Casa a indicação do deputado Amaro Neto (SD) para exercer a função de vice-Líder do Bloco Parlamentar. Com isso ele tem cinco sessões para definir as acomodações nos colegiados.

O deputado, porém, usou o microfone de aparte para explicar que já conversou com alguns deputados sobre a distribuição das vagas e que até a terça-feira (21) deve apresentar a composição das novas comissões. Sem a distribuição das comissões e eleição dos respectivos presidente e vices, não há como deliberar sobre matérias em tramitação na Casa.

O bloco parlamentar é formado pelos partidos que compõem o plenário da Assembleia PMDB, PDT, PT, PSDB, PRP, PSB, SD, PMN, PSD, PR, PP, PEN, REDE, PTN, PROS E PTC. Ele foi formado para democratizar a distribuição das vagas nas comissões, já que por bancada a distribuição ficaria concentrada nas mãos do PMDB, que tem sete deputados na Casa – Luzia Toledo, Marcelo Santos, Hércules Silveira, José Esmeraldo, Esmael Almeida, Erick Musso e Gildevan Fernandes.

A divisão das vagas era esperada para essa segunda-feira (13), mas ainda havia pontos a serem debatidos internamente e arestas a serem aparadas. O deputado Sérgio Majeski (PSDB) questionou a maneira como estão sendo conduzidas as conversas. O deputado afirmou que a formação do bloco foi no sentido de distribuir mais igualitariamente as comissões, mas que essa discussão está se dando pela escolha de um grupo.

Isso porque nos bastidores, já existe um encaminhamento para a escolha dos presidentes dos colegiados já estaria bem encaminhada com: Dary Pagung (PRP), na Comissão de Finanças; Gildevan Fernandes (PMDB), na Justiça; Janete de Sá (PMN), na Agricultura; Gilson Lopes (PR), na Segurança; Euclério Sampaio (PDT), na Defesa do Consumidor.

Luzia Toledo (PMDB) deve ficar com a Comissão de Turismo e Burno Lamas (PSB), na Educação. Os deputados Hércules Silveira (PMDB) e Rafael Favatto (PEN) permanecem à frente dos colegiados que presidiram na primeira parte do mandato, respectivamente, Saúde e Meio Ambiente.

A Comissão de Ciência e Tecnologia deve ficar com Jamir Malini (PP). Eliana Dadalto (PTC) permanece à frente da Comissão de Assistência Social e o deputado Nunes (PT), na de Cidadania. A comissão de Política sobre Drogas está sendo disputada pelos deputados Padre Honório (PT) e Almir Vieira (PR). A Comissão de Infraestrutura será presidida pelo deputado Esmael Almeida (PMDB). A Corregedoria vai ficar com o deputado Sandro Locutor (Pros) e a Ouvidoria com o deputado Amaro Neto (SD).

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Teste de fogo

Depois de atuar como ''procurador'' da classe empresarial, Ricardo Ferraço volta à cena como peça estratégica para garantir os interesses dos magistrados. Só ''peixe grande'', hein...

OPINIÃO
Piero Ruschi
‘Senhor, como chego ao Museu Roubado?’
Visitantes chegam a Santa Teresa ansiosos para conhecer o Museu criado por Augusto Ruschi, e voltam para seus lares decepcionados ou iludidos
Renata Oliveira
Medo da GV
Nem Hartung nem Casagrande têm se assanhado em procurar o eleitor na Grande Vitória
Geraldo Hasse
Moro num país moralista e venal
A condenação de Lula sem provas é um ataque cego contra a ascensão social dos pobres
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Um homem nu.
Flânerie

Manuela Neves

Sizino, o pioneiro
Panorama Atual

Roberto Junquilho

O cinismo explícito e a esperança de fora Temer renovada
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

O tempo entre as vírgulas
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Nova denúncia acusa Doutor Luciano de crimes na contratação de obras e serviços

Teste de fogo

Vereadores acusam Luiz Piassi de negar informações à Câmara de Castelo

Roberto Martins se queixa de 'retaliação e ditadura' na Câmara de Vitória

Hospital Estadual de São José do Calçado pode ter gestão terceirizada