Seculo

 

'Salve-se quem puder' foi para as ruas pedir o impeachment de Hartung


15/02/2017 às 15:55
O Fórum das Entidades dos Servidores Públicos do Estado (Fespes) promoveu uma manifestação na manhã desta quarta-feira (15), em Vitória, por meio de um bloco carnavalesco chamado “Salve-se quem puder” em que denunciaram os ataques que a sociedade está sofrendo com a política de sucateamentos dos serviços públicos promovidos pelo governador Paulo Hartung (PMDB) e pelo presidente Michel Temer, que retira direitos constitucionais trazendo graves prejuízos à população.

Durante o ato, foram distribuídos pepinos para a população, em alusão aos problemas que serão enfrentados com o desmonte dos serviços públicos.

Os manifestantes saíram da Praça Doutor Demócrito Freitas, em frente à Secretaria de Estado de Educação (Sedu) e seguiram em caminhada até a Assembleia Legislativa, onde protocolaram o pedido de impeachment do governador Paulo Hartung.

No pedido, Hartung é apontado como responsável pela instalação do caos social que o Estado vive, resultado de uma política fiscal que congela os salários do funcionalismo há três anos, negando direitos constitucionais, como a revisão anual dos vencimentos, inscrita do artigo 37, inciso X, da Constituição Federal.

Além de não recompor os vencimentos dos servidores públicos, o governo impede que seja concedido o auxílio alimentação ao funcionalismo, mesmo que o Conselho Superior da Procuradoria Geral do estado (PGE) já tenha reconhecido o direito.

O pedido de impeachment lembra que mesmo não concedendo a revisão anual e o auxílio-alimentação, o governo irá conceder mais de R$ 4,3 bilhões em renúncias fiscais a um grupo de empresas que não comprovaram a realização das contrapartidas previstas nos contratos assinados com a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), além do fato que parte considerável das empresas que foram beneficiadas deram baixa nos seus registros após receberem os aportes fiscais.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
E o Homero, hein?

Defender o ex-marido da médica Milena Gottardi deve custar profundos arranhões a Homero Mafra

OPINIÃO
Editorial
Um Estado que mata suas mulheres
Crime da médica Milena Gottardi chama atenção para os casos de feminicídios, que fazem do ES um dos estados mais violentos do País para as mulheres
Renata Oliveira
Dados x discurso
Como pode o Estado ser um exemplo para o País em gestão, se não tem potencial de mercado e solidez fiscal?
Geraldo Hasse
A doença da intolerância
Ela está nos estádios, nos governos, nas igrejas, nos parlamentos, nas ruas, nos tribunais
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Branca, o Teatro e a sala de estar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Fuzis e baionetas, nunca mais!
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Turista acidental
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

'Uma das questões que mais se discute no partido é a necessidade de se diferenciar do PT'

Ricardo Ferraço circula pelo sul do Estado ao lado de César Colnago

CPI dos Guinchos volta a mirar rotativo de Guarapari

Ex-prefeito de Alegre é absolvido em ação de improbidade

Prefeitura de Vila Velha dá início ao processo de eleição direta nas escolas