Seculo

 

CNJ determina investigação contra juiz de Vila Velha


15/02/2017 às 18:09
O Corregedor Nacional de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, determinou à Corregedoria-Geral de Justiça Estadual a abertura de investigação contra o juiz da 2º Vara Cível de Vila Velha, Cleanto Guimarães Siqueira, por suposta conduta desrespeitosa adotada em audiências. O pedido atende à reclamação feita pela seccional da Ordem dos Advogados do Brasil no Espírito Santo (OAB-ES). O prazo para resultado da apuração é de 60 dias.

Na representação, constam relatos de advogados que afirmam que o juiz agiu de forma irônica e se referiu a um dos advogados como “minimalista” porque o mesmo pediu ao magistrado que constasse em ata sua presença como representante da parte, além de criar situações constrangedoras na audiência pública. A peça sugere ainda ser frequente as reclamações de advogados que atuam na Vara.

De acordo com informações divulgadas pela OAB-ES, as queixas se referem a suposto desrespeito, violação às prerrogativas profissionais e ao princípio da razoável duração do processo. A reclamação disciplinar tramitou sob nº 0006992-45.2016.2.00.0000.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

Espelho democrático

PH, com certeza, vai jogar pra frente dúvida sobre candidatura à reeleição. Mas não o vejo fora da disputa e sem mandato

OPINIÃO
Editorial
MPES omisso
Ministério Público decidiu não participar das audiências de custódia. Um dos prejuízos: denúncias contra tortura, comumente relatada por presos
JR Mignone
O voto facultativo
Atual insatisfação com a política seria uma chance para começar a estudar a implantação do voto facultativo?
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Para, relógio
MAIS LIDAS

Extermínio da juventude negra será tema de jornada de luta no mês da abolição

Presidenciável do PRB articula construção de palanque eleitoral no Estado

Sindicato dos Médicos e CRM encontram cenário caótico em hospitais do norte e noroeste

Processo de nepotismo contra Sérgio Vidigal vai a julgamento nesta terça-feira no TJES

Um filme sobre o extermínio da juventude negra