Seculo

 

Prefeito de Viana é favorito na disputa pela presidência da Amunes


16/02/2017 às 16:57

Se a eleição da Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes) fosse hoje, o prefeito de Viana, Gilson Daniel (PV), seria eleito o novo presidente da entidade. Ele já teria o apoio de mais de 30 prefeitos, dos 78 do Estado, além de ter recebido um reforço importante da senadora Rose de Freitas (PMDB), conhecida por sua postura municipalista.

Mas a eleição é no dia 29 de março e até lá muita coisa pode acontecer. Daniel é o nome que vem se movimentando mais com os prefeitos pelo comando da entidade, mas tem a desvantagem de ser da Grande Vitória e os prefeitos preferem um nome do interior.

 Esse, porém, não é o único problema do prefeito de Viana. Caso o prefeito de Linhares, Guerino Zanon (PMDB) entre na disputa pelo comando da entidade, eles devem travar uma batalha pela conquista dos colegas prefeitos. O que pode pesar nessa disputa é a identificação dos prefeitos de entre os dois qual seria o nome ligado ao Palácio Anchieta.

O fato de Rose de Freitas querer apoiar Gilson Daniel acende o sinal de alerta, já que ela e o governador Paulo Hartung têm suas diferenças políticas, mas o prefeito de Viana transita bem com a área governista e pode contornar a situação. Mas isso também depende do humor dos prefeitos para com o Executivo, que até aqui não tem sido dos melhores, diante dos pires vazios, devido ao discurso da crise financeira.

Enquanto Daniel se movimenta Estado afora, o prefeito de Linhares prefere o mergulho. Zanon evita comentar o assunto por enquanto e deve entrar na disputa apenas quando estiver mais próximo da eleição. A escolha entre os dois seria entre a capacidade técnica de Daniel em elaborar e passar projetos, sobretudo, em nível federal e a movimentação política forte de Guerino Zanon.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

Espelho democrático

PH, com certeza, vai jogar pra frente dúvida sobre candidatura à reeleição. Mas não o vejo fora da disputa e sem mandato

OPINIÃO
Editorial
MPES omisso
Ministério Público decidiu não participar das audiências de custódia. Um dos prejuízos: denúncias contra tortura, comumente relatada por presos
JR Mignone
O voto facultativo
Atual insatisfação com a política seria uma chance para começar a estudar a implantação do voto facultativo?
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Para, relógio
MAIS LIDAS

Extermínio da juventude negra será tema de jornada de luta no mês da abolição

Presidenciável do PRB articula construção de palanque eleitoral no Estado

Sindicato dos Médicos e CRM encontram cenário caótico em hospitais do norte e noroeste

Processo de nepotismo contra Sérgio Vidigal vai a julgamento nesta terça-feira no TJES

Um filme sobre o extermínio da juventude negra