Seculo


  • Lava Jato no ES

 

Risco no futuro


17/02/2017 às 13:46

O governo do Estado tem traçado uma perigosa estratégia de sufocamento da Polícia Militar, diante da resistência do movimento reivindicatório. Sem entrar no mérito da atuação da Rotam, já que não é o momento de se discutir os métodos da política, a extinção do destacamento, traz mais apreensão para a população, já que essa é a parte da polícia que realmente vai até a periferia.  

Observa-se que a movimentação do governo em extinguir a Rotam tem o viés político e não operacional, já que é lá que se cogita estar o foco de resistência, sobretudo ao secretário de Segurança  André Garcia. Como disse o deputado estadual Josias Da Vitória (PDT), existe um gasto de energia muito forte em questões políticas, uma energia que poderia estar sendo usada para tentar resolver o problema.

Mas o que chama atenção é que o governo do Estado parece não estar preocupado com o futuro da relação com a Polícia Militar. Será que Hartung se esqueceu quem vem fazendo o papel da repressão aos movimentos sociais, nas ruas? Será que esqueceu quem vem fazendo o papel de segurança da parte da sociedade, mantendo a violência restrita à periferia e garantindo o sono tranquilo, da elite.

A enxurrada de cancelamento de programação do Carnaval nos municípios do interior é um recado político claro. Os prefeitos pensaram na segurança, claro, mas vem usando interlocutores para tentar atrair a atenção do governador para a necessidade de reforço na segurança fora da vitrine política. No Palácio Anchieta, porém, a única preocupação parece ser a de responder os colunistas da imprensa nacional que não aceitam a blindagem que o governo consegue com parte da imprensa capixaba.

Além da polícia magoada, em um retorno traumático ao trabalho, o governador vai lidar ainda com uma insatisfação vinda de parte dos prefeitos do interior. Logo no interior, onde Paulo Hartung resolveu a peleja eleitoral contra Renato Casagrande (PSB) em 2014.

Fragmentos:

1 – Apesar das tentativas do governo em mostrar para a sociedade que tudo voltou ao normal, os municípios de Guarapari, Iriri, Piuma e Alegre, no sul do Estado, decidiram cancelar as atividades do carnaval por motivos de segurança. Em Cachoeiro de Itapemirim, já havia cancelado programação, mas por outros motivos: falta de recursos mesmo.

2 – O deputado estadual Rodrigo Coelho (PDT) apresentou projeto de Lei 22/2017 pretende canalizar 75% das verbas destinadas à propaganda governamental para campanhas sociais de utilidade pública educativas, informativas, de orientação ou de conscientização social. A coluna sente cheiro de veto, se é que será aprovado pela Assembleia.

3 – Na próxima terça-feira (21), às 19 horas, acontece no Centro Comunitário de Laranjeiras, o colegiado da Federação das Associações de Moradores da Serra (FAMS). No encontro será aberto o novo processo eleitoral da Federação.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Tem, sim!

Não escapou Hartung nem Baianinho dos protestos de desta sexta-feira no Estado

OPINIÃO
Editorial
A PM sendo PM
Depois de estarem do “outro lado do balcão, policiais militares voltam a recorrer à violência para reprimir greve geral dos trabalhadores no ES
Piero Ruschi
O desmanche do Museu Mello Leitão
Um ato de desrespeito à população que foi camuflado e conta com o apoio da própria diretoria e sua associação de amigos
Renata Oliveira
Bancada na berlinda
A votação sobre a reforma trabalhista pode condenar metade da bancada capixaba, mas deputados parecem confiar na dialética
Nerter Samora
Uma nova República
Prestes a ser aprovada, a lei sobre abuso de autoridade é um bem necessário para esse ''novo Brasil''
Geraldo Hasse
Os apuros do rei da petroquímica
A ascensão da Braskem faz lembrar o ditado: tudo que sobe rápido demais, desce ligeirinho
Lídia Caldas
Como ter um coração saudável?
Curioso que algumas coisas que hoje são heresias amanhã podem se tornar dogmas
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Um homem nu.
Flânerie

Manuela Neves

Nenna, em transição
Panorama Atual

Roberto Junquilho

A Odebrecht quebrou a "Omertá", e agora?
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Nossa Terra, nossa gente
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Theodorico Ferraço vira réu em ação de improbidade administrativa

Greve Geral: manifestações pacíficas são dispersadas com violência pela Polícia Militar

Delações da Odebrecht mudam expectativas de composições eleitorais para 2018

Givaldo critica Hartung, Lelo e Ana Paula Vescovi em protesto contra Reforma Trabalhista

STF decide que terreno de marinha em ilha com sede de município é da União