Seculo


  • Lava Jato no ES

 

12 dicas para comer fora e não engordar


23/02/2017 às 17:36
Eu sei, é Carnaval, não me leve a mal... mas, se você decidiu mudar seus hábitos, é importante saber que as festas são convenções sociais que o seu corpo desconhece. 
 
Todos os dias, mesmo aqueles em que você vai cair na folia, seu corpo precisa nutrir-se adequadamente com energia (carboidratos complexos), proteínas (magras), fibras, micronutrientes (vitaminas e minerais) e água. 
 
E, em tempos de folia, isso é ainda mais importante, porque as pessoas, geralmente, alteram completamente sua rotina.
 
Antes de dar as 12 dicas para você comer fora de casa e não engordar, deixa eu dar uma dica fundamental para quem vai alterar sua rotina de alimentação e sono.
Lembre-se de dar alimentos saudáveis ao seu corpo. Pode parecer impossível em tempos de Carnaval, mas é tudo uma questão de foco.
 
Se você for ingerir bebidas alcoólicas, estabeleça controle sobre isso e alterne com a ingestão de água – se tiver disponível, água de coco é muito bom para repor minerais que você perde com o esforço extra provocado pelo álcool e a atividade de folião. Fuja dos petiscos gordurosos. 
 
Você deve estar falando: essa nutri é maluca! Mas lembre-se: estou aqui para te ajudar a cuidar de seu corpo e sua saúde. Qualquer escolha diferente, cada um é responsável por si. Faça esses dias de diversão valerem a pena.
 
Pode deixar: na próxima semana, vou dar umas dicas bem legais para você limpar seu corpo dos excessos do Carnaval.
 
Agora, vamos às dicas para comer fora e não engordar?
 
Dica nº 1
“Forre” o estômago ao sair de casa.
Coma uma fruta ou tome um copo de água antes de ir ao restaurante, para inibir seu apetite.
Dica nº 2
Limite o consumo de álcool. 
O álcool pode estimular seu apetite, além de adicionar calorias não desejadas.
Dica nº 3
Evite entradas cremosas, fritas e queijos.
Os queijos servidos são sempre os mais gordurosos. Aprecie sopas com base de vegetais, frutos do mar cozidos, saladas e/ou sucos frescos.
Dica nº 4
Cuidado com o buffet e o self-service.
A variedade de alimentos no buffet é tentadora! Pesquisas demonstram que, quando há uma variedade grande, podemos comer o dobro do que costumamos.
Dica nº 5 
Fuja das preparações com mais gordura. 
Isto é, prefira preparações cozidas, assadas, tostadas, grelhadas, fervidas, com molho à base de vinho ou escaldada.
Dica nº 6
Corra de preparações fritas.
Além das frituras, evite preparações a sautê, com molho à base de manteiga, creme, molho cremoso, molho de queijo, marinado em óleo, molho especial, crocantes e empanados.
Dica nº 7
Peça porções menores.
Por que pedir uma pizza de 8 pedaços quando apenas duas pessoas vão comer? Lembre-se que você não tem que comer tudo que está no seu prato. Peça uma embalagem para viagem.  Você também pode optar por dividir o prato com um amigo. Com isso, além de comer menos, você também economizará dinheiro.
Dica nº 8
Cuidado com café da manhã de hotel.
Como tudo já foi pago, as pessoas perdem qualquer senso de proporção e comem mais do que precisam. E, geralmente, são fartos em carboidratos simples, ou seja, muito açúcar.
Dica nº 9
Evite bebidas doces.
As bebidas doces, especialmente em grandes quantidades, contêm muitas calorias. Quer saber de uma? Refrigerante não deveria fazer parte de sua dieta. Escolha tomar água ou bebidas sem açúcar.
Dica nº 10
Atenção à sobremesa!!! 
Sobremesas podem comprometer o controle calórico de uma refeição. Existem sobremesas gostosas de baixas calorias! Escolha frutas frescas ou sorvete simples, ou tome um café descafeinado ou um chá de ervas. Se quiser comer algum doce, prefira as compotas de frutas.
Dica nº 11
Escolha bem o restaurante. 
Ao escolher o restaurante, observe se haverá opções com mais qualidade nutricional e menos calorias. Dependendo de onde você vai, pode acabar ficando em um “beco sem saída”.
Dica nº 12
Evite comprar guloseimas em máquinas.
Nem para si mesmo, nem para seus filhos. Se você está planejando um passeio em família, cuide dos lanches com antecedência.
Estão lembrando da “placa da alimentação saudável” da Universidade de Harvard que mencionei em colunas alteriores? Lembrem-se: metade do prato ou lanche com vegetais e frutas, e a outra metade dividida entre proteínas magras e carboidratos de boa qualidade.
 
Se eu pudesse dar um décimo-terceiro conselho, diria: observe bem com quem você vai sair. Se a pessoa não tiver hábitos saudáveis, vai ser complicado você não sair da linha.
 
Se você tem um coach de bem-estar, converse com ele sobre isso. Ele poderá ser de grande utilidade na hora de definir seu ritmo neste período de tentações à mesa.

Lídia Caldas é nutricionista pela Faculdade Católica de Vitória, especialista em Nutrição Esportiva pela Universidade Gama Filho (RJ) e gestora de Unidade de Alimentação e Nutrição. Fale com a nutri: lidiarncaldas@gmail.com 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

O antagonista

Além de reinar absoluto no campo de oposição ao governo Hartung, Majeski também nada de braçadas na raia das redes sociais

OPINIÃO
Renata Oliveira
Vai no bolo
As lideranças políticas capixabas devem ficar atentas para não serem atropeladas pelo rolo compressor da indignação
Lídia Caldas
A importância dos probióticos e prebióticos
Se você não se preocupar com isso estará dando passos largos para engrossar as estatísticas de doenças de causas evitáveis
Geraldo Hasse
É preciso equalizar o bem-estar
A crise do capitalismo pode ser resolvida mediante a adoção de um programa comunista de governo
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Um homem nu.
Flânerie

Manuela Neves

Nenna – parte II: early years na ilha
Panorama Atual

Roberto Junquilho

A Odebrecht quebrou a "Omertá", e agora?
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Alô, telefonista?
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Bancada capixaba se movimenta para garantir espaços em 2018

Ambientalistas cobram providências para acabar com poluição em praias de Guarapari

Estratégia política palaciana pode favorecer deputados do interior

Desembargador federal mantém suspensão da prisão de condenados por peculato

‘Há uma opção pelo encarceramento, sobretudo dos jovens das periferias’