Seculo

 

Mais um macaco encontrado morto na Serra


01/03/2017 às 18:06
Mesmo com duas mortes de macacos já confirmadas para o município da Serra – em Nova Almeida e Serra-Sede – a Prefeitura não recolheu o corpo de um animal encontrado morto na Área de Proteção Ambiental (APA) do Mestre Álvaro nessa terça-feira (28).

Voluntários da ONG Associação Ambientalista Amigos do Mestre Álvaro localizaram o animal e avisaram à Secretaria Municipal de Saúde. Os agentes municipais estiveram no local nesta quarta-feira (1), mas não recolheram o corpo para análise, alegando impossibilidade de realizar os exames devido ao avançado estado de decomposição.

“Recebemos informações de que seria possível sim fazer as análises, a partir da cabeça do macaco, mas a Prefeitura simplesmente não recolheu o corpo”, indigna-se um dos membros da ONG, Junior Nass. “Vamos ficar na incerteza se é febre amarela ou não”, revolta-se.

Desde o último domingo (26), a Prefeitura decretou, por orientação do Ministério da Saúde e da Vigilância Sanitária, o fechamento das sedes das APAs do Mestre Álvaro e Lagoa Jacuném e do Jardim Botânico/Horto Municipal. O Parque da Cidade permanecerá aberto até nova avaliação, prevista, a princípio, para esta segunda-feira (27).

Em Vitória, onze parques já haviam sido fechados desde sábado (25). A medida foi tomada depois da confirmação de ter sido febre amarela a causa da morte de um macaco encontrado em janeiro na Ilha do Frade.

O Parque Nacional do Caparaó, onde pelo menos dois macacos foram mortos pela doença, reabriu para visitação nesse sábado (25), depois de 22 dias fechado, porém, com restrições. A visita será autorizada para pessoas que comprovarem a imunização do vírus da febre amarela, com no mínimo 10 dias de antecedência.
 
Desde o dia 27 de janeiro, quatro parques estaduais – Pedra Azul/Domingos Martins, Forno Grande e Mata das Flores/Castelo e Cachoeira da Fumaça/Alegre – também foram fechados à visitação pelo Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema).

Em Vila Velha, a subsecretaria de Meio Ambiente informou, por meio da Assessoria de Comunicação, que “os parques municipais continuam abertos normalmente, mas que está monitorando os acontecimentos sobre a febre amarela e, caso haja necessidade de interdição, a população será informada”. 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Quem dá mais?

Enquanto o mercado político se divide cada vez mais entre o bloco palaciano e o puxado por Casagrande, Audifax segue com acenos para o lado que mais convém

OPINIÃO
Editorial
Castigada seja a hipocrisia!
Ideal, mesmo, seria ver tamanha indignação dos deputados estaduais no debate sobre nudez artística em casos reais de atentado à paciência da sociedade
Geraldo Hasse
Manobras perigosas
Os empresários, que surfaram na onda de Lula, estão assustados com a pororoca de Temer
JR Mignone
Banalização
O carnaval fez com que se desse uma trégua nas informações sobre política no Brasil
Roberto Junquilho
Hora do plano B
Os planos de Hartung e Colnago retornam à estaca zero com a saída de Luiz Paulo do PSDB
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

A arte de pilotar motocicletas – ou com Chico na garupa
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Yes, nós também!
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Cadeirante processa plano de saúde e laboratório por atendimento vexatório

Assembleia Legislativa enterra projeto de censura nas artes

Daniel da Açaí exonera todos os aposentados da prefeitura de São Mateus

Plástico que mata animais marinhos é encontrado na águas das torneiras

Castigada seja a hipocrisia!