Seculo

 

Em Vila Velha, Max Filho segue receita de Hartung e Luciano e concede aumento no transporte público


10/03/2017 às 13:32
Dois meses depois, o prefeito de Vila Velha Max Filho (PSDB) seguiu a mesma receita do governador Paulo Hartung (PMDB) e do prefeito de Vitória Luciano Rezende (PPS) e deve conceder aumento abusivo no sistema público de transporte municipal. A partir de segunda-feira (13), a passagem dos ônibus canelas-verdes deve passar de R$ 2,80 para R$ 3,20. 
 
A passagem passa a vigorar após publicação de decreto pelo prefeito. A decisão foi tomada após reunião do Conselho de Transporte de Vila Velha nessa quinta-feira (9). A vereadora Dona Arlete (PSL), que acompanhou a reunião, votou contra o reajuste. 
 
“Os vila-velhenses não podem sofrer com mais um reajuste! Por isso, votei ‘não’ ao aumento da passagem em Vila Velha. Infelizmente o aumento vai acontecer, mas vou cobrar mais qualidade nesse serviço de transporte prestado à população”, escreveu nas redes sociais.
 
Com o aumento, Max consolida a tendência iniciada por Hartung e seguida por Luciano Rezende de jogar os custos da crise das finanças públicas na conta da população capixaba. 
 
No final de dezembro, Hartung autorizou aumento na tarifa do Sistema Transcol, que saltou de R$ 2,75 para R$ 3,20, um reajuste de 16%. Em janeiro, Luciano Rezende aumentou a passagem em Vitória de R$ 2,70 para R$ 3,15. Os dois gestores colecionam retrocessos na área de mobilidade urbana. A proposta mais consistente que apresentaram foi aumentar as passagens dos ônibus.
 
Com o aumento, Max Filho segue igual caminho. O serviço executado pela Viação Sanremo, concessionária do transporte público canela-verde, recebe críticas duras dos usuários por conta de superlotação e demora. Prova disso é que Vila Velha é a única cidade, entre as quatro principais da Grande Vitória, em que os ônibus enfrentam concorrência de transporte clandestino. Um sinal de insatisfação dos usuários com sistema de transporte público.
 
Por ora, o prefeito só a apresentou a implantação de um sistema municipal de compartilhamento de bicicletas para renovar o padrão de deslocamento no município.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

'Tem boi na linha'

Metendo-se no meio da disputa caseira entre Hartung e Casagrande, Rose de Freitas tem realmente alguma chance?

OPINIÃO
Editorial
As novas roupagens da censura
Os resquícios da ditadura militar ainda assombram a liberdade de expressão no País, estendendo seus tentáculos para o trabalho da imprensa
Bruno Toledo
Estado sem PIEDADE!
As tragédias que se sucedem no Morro da Piedade sintetizam as contradições mais evidentes e brutais do modelo de sociedade e de Estado que estamos mergulhados
Eliza Bartolozzi Ferreira
A raposa cuidando do galinheiro
Na lógica do custo-benefício, governo Hartung entende que deve ofertar um ensino pasteurizado, de baixo custo e restrito a quem podem estudar em período integral
JR Mignone
A cobertura da Copa
No mês que antecedeu a Copa e no mês do desenrolar da competição, a Globo abusou da cobertura a ponto de cansar até o telespectador que gosta de esportes
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Entre a salada e o vinho
MAIS LIDAS

Atlas da Violência: Serra e São Mateus registraram o maior índice de homicídios

Sicoob em Cariacica é processado por falta de acessibilidade

Governo escolhe local para base da PM sem consultar moradores da Piedade

Moradores impedem devastação ainda maior da Aracruz Celulose (Fibria) em Lagoa de Coqueiral

A raposa cuidando do galinheiro