Seculo

 

Em Vila Velha, Max Filho segue receita de Hartung e Luciano e concede aumento no transporte público


10/03/2017 às 13:32
Dois meses depois, o prefeito de Vila Velha Max Filho (PSDB) seguiu a mesma receita do governador Paulo Hartung (PMDB) e do prefeito de Vitória Luciano Rezende (PPS) e deve conceder aumento abusivo no sistema público de transporte municipal. A partir de segunda-feira (13), a passagem dos ônibus canelas-verdes deve passar de R$ 2,80 para R$ 3,20. 
 
A passagem passa a vigorar após publicação de decreto pelo prefeito. A decisão foi tomada após reunião do Conselho de Transporte de Vila Velha nessa quinta-feira (9). A vereadora Dona Arlete (PSL), que acompanhou a reunião, votou contra o reajuste. 
 
“Os vila-velhenses não podem sofrer com mais um reajuste! Por isso, votei ‘não’ ao aumento da passagem em Vila Velha. Infelizmente o aumento vai acontecer, mas vou cobrar mais qualidade nesse serviço de transporte prestado à população”, escreveu nas redes sociais.
 
Com o aumento, Max consolida a tendência iniciada por Hartung e seguida por Luciano Rezende de jogar os custos da crise das finanças públicas na conta da população capixaba. 
 
No final de dezembro, Hartung autorizou aumento na tarifa do Sistema Transcol, que saltou de R$ 2,75 para R$ 3,20, um reajuste de 16%. Em janeiro, Luciano Rezende aumentou a passagem em Vitória de R$ 2,70 para R$ 3,15. Os dois gestores colecionam retrocessos na área de mobilidade urbana. A proposta mais consistente que apresentaram foi aumentar as passagens dos ônibus.
 
Com o aumento, Max Filho segue igual caminho. O serviço executado pela Viação Sanremo, concessionária do transporte público canela-verde, recebe críticas duras dos usuários por conta de superlotação e demora. Prova disso é que Vila Velha é a única cidade, entre as quatro principais da Grande Vitória, em que os ônibus enfrentam concorrência de transporte clandestino. Um sinal de insatisfação dos usuários com sistema de transporte público.
 
Por ora, o prefeito só a apresentou a implantação de um sistema municipal de compartilhamento de bicicletas para renovar o padrão de deslocamento no município.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Quem dá mais?

Enquanto o mercado político se divide cada vez mais entre o bloco palaciano e o puxado por Casagrande, Audifax segue com acenos para o lado que mais convém

OPINIÃO
Editorial
Castigada seja a hipocrisia!
Ideal, mesmo, seria ver tamanha indignação dos deputados estaduais no debate sobre nudez artística em casos reais de atentado à paciência da sociedade
Piero Ruschi
A decadência da celulose
O plantio de eucalipto destinado à produção de celulose no Estado sofrerá reduções extremamente positivas ao capixaba
Gustavo Bastos
Conto carnavalesco
''Qual é o sentido do carnaval para você?''
Geraldo Hasse
Manobras perigosas
Os empresários, que surfaram na onda de Lula, estão assustados com a pororoca de Temer
JR Mignone
Banalização
O carnaval fez com que se desse uma trégua nas informações sobre política no Brasil
Roberto Junquilho
Hora do plano B
Os planos de Hartung e Colnago retornam à estaca zero com a saída de Luiz Paulo do PSDB
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

A arte de pilotar motocicletas – ou com Chico na garupa
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Yes, nós também!
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Castigada seja a hipocrisia!

Polícia Militar tenta calar cabos e soldados após publicações na internet

Quem dá mais?

Ricardo Ferraço ensaia chapa casada ao Senado com Amaro Neto

Estudantes reagem contra manutenção do reajuste na passagem de ônibus