Seculo

 

Tão diferentes, tão iguais


13/03/2017 às 13:27
O PT e o PSDB, de lados opostos politicamente, passam por um processo parecido internamente. Os dois partidos estão realizando suas eleições municipais na busca de organização para preparar o projeto políticos do próximo ano, mas as movimentações internas são diferentes. Um tem uma disputa mais política e o outro, mais pragmática.
 
No PT, a disputa dos grupos é transpassada pelo movimento lulista, Muda PT, que busca preparar o caminho para uma eventual candidatura de Lula à presidência em 2018. Isso, mais as insatisfações da base com a aproximação entre o grupo majoritário com o governador Paulo Hartung (PMDB), pressiona o pleito. Mas ainda garante uma hegemonia do grupo, se houver a composição entre o deputado estadual Nunes e o ex-prefeito de Vitória João Coser.
 
Essa pressão é norteada pelo questionamento da classe política: o que mais o PT precisa perder para entender que não está sendo beneficiado como partido com a aliança com Hartung. O PT se movimenta de olho na aproximação de Hartung com o PSDB, o que parece ser a única situação que dificulta a aliança. Mesmo assim, a política personalista do governador atrai Coser, deixando a discussão partidária em segundo plano.
 
No caso do PSDB, a discussão é pragmática. De olho nas planilhas de desempenho da eleição de 2016, o partido tem promovido uma limpa, com intervenção em vários municípios. O partido que é gerido com rédea curta por Aécio Neves, quer melhorar seu desempenho no Estado e, para isso, cobra resultados.
 
Mais uma vez o cenário estadual mexe com os nervos nesse debate. Embora grande parte da base seja favorável ao rompimento com o governador Paulo Hartung, o vice-governador César Colnago tenta manter o ninho a serviço das estratégias palacianas, mas tem encontrado muita resistência para fazer o jogo. A falta de prestígio dos tucanos no governo e a aproximação de Hartung com o PT é outro complicador da aliança de do governo com o PSDB.
 
Nos dois casos temos interesses diferentes entre algumas lideranças e as militâncias. Os dois partidos se movimentam de olho no posicionamento de Hartung para com um e para com o outro. Mas para Hartung nada disso tem importância. Ele não dialoga com partidos e sim com atores políticos. Por isso, a discussão é truncada e todo esse trabalho de planejamento dos partidos por não garantir uma aliança nos pressupostos partidários. O jeito é esperar as articulações das nacionais e as ordens para tentar garantir o mínimo de independência e estratégia política.

Fragmentos:


1 – A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) participa na noite desta segunda-feira (13), às 18h30, na Assembleia Legislativa, da audiência pública em comemoração ao Dia Internacional da Mulher proposta pelo deputado Nunes (PT). A senadora abordará as perdas de direitos, decorrentes da Reforma da Previdência Social, em tramitação no Congresso Nacional.

2 – Já no próximo dia 20, também na Assembleia Legislativa, a  partir das 8h30, a Comissão Especial que discute a Reforma Trabalhista na Câmara dos Deputados realiza um seminário estadual que tem como objetivo debater o Projeto de Lei 6787/2016, que pretende alterar regras trabalhistas que vão desde a jornada de trabalho a férias.

3 – Foi publicada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (13) a nomeação do ex-deputado Vandinho Leite (PSDB) para o cargo de secretário de Ciência e Tecnologia, que antes foi comandada pelo também tucano Guerino Balestrassi. No governo Casagrande, Vandinho foi secretário de Esportes.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Choque

Como diz o ditado, dois bicudos não se beijam. É isso mesmo, Fabrício Gandini?

OPINIÃO
Editorial
Política de encarceramento
Não adianta construir novos presídios. É preciso investir em políticas públicas que sejam capazes de prevenir a criminalidade
Renata Oliveira
Fica, gente!
Hartung tem se esforçado para manter ao seu lado os três grandes partidos do Estado: PT, PSDB e PDT
Ivana Medeiros Zon
Mude de vida
Pensar na influência do comportamento e dos hábitos individuais, incluindo os de consumo, vai muito além do que podemos imaginar.
Nerter Samora
Um novo Ministério Público
Renovação no quadro de procuradores de Justiça é oportunidade para novos grupos politicos
JR Mignone
A volta da reza
Em 2013 escrevi sobre o ''Poder da Reza''. Hoje volto com ela, pois rezar, orar, falar com Deus, meditar, seja como for, nunca é demais
Caetano Roque
Briga desleal
Com a mídia na mão, o capital consegue fazer com que o cidadão acredite nas mentiras que eles querem
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

pelas beiras!
Flânerie

Manuela Neves

Carmélia, um pouco mais dela
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Deputado vai propor CPI para apurar crime da Samarco
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Entre sustos e suspresas
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Choque

Ferraço afirma que contrato de antecipação de royalties foi 'malfeito'

Presos do semiaberto vão trabalhar em obras e serviços públicos da Prefeitura de Colatina

Dúvida sobre relator do Caso Alexandre pode adiar julgamento de recurso no TJES

Da Vitória faz discurso apaziguador, mas mantém posição independente na Assembleia