Seculo

 

Fórum de Lutas contrapõe crise na segurança e política de ajuste fiscal de Hartung


14/03/2017 às 16:52
O Comitê Pró-Fórum de Lutas Sociais, do Fórum Capixaba de Lutas Sociais contra a Austeridade, produziu um vídeo sobre a crise na segurança pública no Espírito Santo. Durante 22 dias, mulheres e familiares de policiais militares bloquearam os acessos dos quartéis e batalhões, impedindo que a PM fosse para as ruas, o que deixou a segurança em colapso.
O vídeo de 20 minutos reúne relatos de professores e lideranças sociais, apontando que o caos na segurança é consequência da política de ajuste fiscal do governador Paulo Hartung (PMDB). 
As leituras sobre os fatos, segundo os produtores, foram gravadas em meio aos acontecimentos e buscam ressaltar a importância de registrar as mortes (cerca de 200, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública), e a luta contra as políticas de austeridade do governo do Estado. 
Na abertura do vídeo, a professora do Departamento de Ciências Sociais da Ufes, Lívia Moraes, lembra que entre as vítimas dos homicídios predominam jovens negros moradores das periferias. Para a professora, a política de austeridade gera piores condições de trabalho, o sucateamento do serviço público, além de ratificar o extermínio de jovens negros das áreas menos favorecidas.
Para o professor Humberto Ribeiro Júnior, do Observatório de Direitos Humanos e Justiça Criminal do Estado (Odhes), o governador Paulo Hartung pôs o Espírito Santo no trilho da política neoliberal, desde que assumiu seu primeiro mandato, em 2003. Política que daria as bases para o atual ajuste fiscal que é a marca deste terceiro mandato de Paulo Hartung. Ribeiro Júnior adverte que essa política trouxe efeitos sociais terríveis para os segmentos menos favorecidos da população, sobretudo para os jovens e negros. 
Ele também critica a política de encarceramento do governo, que fez crescer a população prisional capixaba nos últimos anos. Para o mestre em Segurança Pública, as pessoas excluídas da sociedade de consumo são controladas por meio de uma política criminal. Ribeiro Júnior diz que em vez de ter uma política pública voltado para os excluídos, o governo tem uma política criminal que prioriza o encarceramento.
Confira a seguir o vídeo “Quanto vale uma vida? Política de segurança e a crise da austeridade no Espírito Santo”, do Fórum Capixaba de Lutas Sociais contra a Austeridade
 

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

Mais um desvario de PH

Não é ainda desta vez que o galo vai cantar no terreiro dos postulantes ao governo em 2018

OPINIÃO
Renata Oliveira
Tempos de incerteza
A classe política hoje tem pouca condição de vislumbrar o cenário político de 2018
JR Mignone
Globo X futebol
Você está assistindo os últimos minutos do derby capixaba e de repente...Boom! O Faustão invade sua TV
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

pelas beiras!
Flânerie

Manuela Neves

Carmélia, um pouco mais dela
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Deputado vai propor CPI para apurar crime da Samarco
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Entre sustos e suspresas
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Ministério Público vai investigar prefeito de Santa Maria de Jetibá

Eucaliptais são pontes para a febre amarela

Mais um desvario de PH

Com 'toque de recolher', Luciano mexe com o principal lazer dos moradores: os bares

'Digitalzona' de Hartung na disputa pela Amunes causou desgaste político a Rose