Seculo

 

Euclério critica novo reajuste na 'Terceira bem paga Ponte'


14/03/2017 às 17:13
Crítico da cobrança de pedágio na Terceira Ponte, o deputado estadual Euclério Sampaio (PDT) subiu à tribuna da Assembleia na sessão desta terça-feira (14) para disparar contra a decisão da Justiça estadual que autorizou novo reajuste na ponte. “Fiquei perplexo que a Justiça liberou o reajuste na ‘Terceira bem paga Ponte’. É um consórcio que espolia o cidadão do Espírito Santo há anos”, criticou, empunhando uma tira de pano preto para representar “o luto do cidadão capixaba com mais esse aumento”.
 
Nesta semana, decisão do juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública Estadual, Felippe Monteiro Morgado Horta autorizou a concessionária Rodosol, que administra a Terceira Ponte, a reajustar a tarifa do pedágio. O último reajuste ocorreu em janeiro do ano passado, quando o valor saltou de R$ 0,80 para R$ 0,95. 
 
O deputado lembrou ainda que o Ministério Público Estadual (MPES) denunciou obras e serviços não realizados pela concessionária que, no entanto, de acordo com a ação, cobraria o valor dos usuários. O órgão cobra o ressarcimento dos valores cobrados pela “conservação especial” – tipo de manutenção mais complexa com vistas a recuperar o tempo de vida útil da rodovia. 
 
Para Euclério, portanto, não é lógico reajustar o pedágio. “Tenho que reconhecer que o poder de persuasão dessa empresa é muito grande”.
 
Euclério também solicitou à Raquel Lessa (SD), que presidia a sessão, que seu decreto legislativo que anula os efeitos do contrato de concessão da Rodosol entre na pauta de votação já a partir da próxima segunda-feira (14). “Essa Casa tem que enfrentar esse problema”, disse.
 
O deputado Enivaldo dos Anjos (PSD) também criticou a decisão. “Espero que o Ministério Público Estadual recorra dessa decisão da Justiça”.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

'Tem boi na linha'

Metendo-se no meio da disputa caseira entre Hartung e Casagrande, Rose de Freitas tem realmente alguma chance?

OPINIÃO
Editorial
As novas roupagens da censura
Os resquícios da ditadura militar ainda assombram a liberdade de expressão no País, estendendo seus tentáculos para o trabalho da imprensa
Bruno Toledo
Estado sem PIEDADE!
As tragédias que se sucedem no Morro da Piedade sintetizam as contradições mais evidentes e brutais do modelo de sociedade e de Estado que estamos mergulhados
Eliza Bartolozzi Ferreira
A raposa cuidando do galinheiro
Na lógica do custo-benefício, governo Hartung entende que deve ofertar um ensino pasteurizado, de baixo custo e restrito a quem podem estudar em período integral
JR Mignone
A cobertura da Copa
No mês que antecedeu a Copa e no mês do desenrolar da competição, a Globo abusou da cobertura a ponto de cansar até o telespectador que gosta de esportes
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Entre a salada e o vinho
MAIS LIDAS

Atlas da Violência: Serra e São Mateus registraram o maior índice de homicídios

Sicoob em Cariacica é processado por falta de acessibilidade

Governo escolhe local para base da PM sem consultar moradores da Piedade

Moradores impedem devastação ainda maior da Aracruz Celulose (Fibria) em Lagoa de Coqueiral

A raposa cuidando do galinheiro