Seculo

 

Bancada e direção do PDT debatem ida para a oposição na próxima quinta-feira


16/03/2017 às 12:49
A bancada do PDT na Assembleia Legislativa se reúne com a Executiva do partido na próxima quinta-feira (23) para debater o posicionamento em relação ao governo do Estado. Os deputados cobram uma postura unificada no plenário. O PDT tem três deputados: Rodrigo Coelho, Josias da Vitória e Euclério Sampaio, e os dois últimos já estão no grupo de deputados que vem fazendo oposição ao governo do Estado.
 
Rodrigo Coelho teria resistência em aderir ao grupo pelo fato de ter deixado recentemente a equipe de governo. Ele ocupava a Secretaria de Assistência Social, mas para convencer o parlamentar a aderir ao grupo de oposição, o PDT recorre ao pacto de unidade da bancada.
 
Na Assembleia, o grupo de oposição formou uma Frente Parlamentar que conta com a participação dos deputados Theodorico Ferraço (DEM), Sérgio Majeski (PSDB), Bruno Lamas e Freitas (PSB), Marcos Bruno (Rede), além de Da Vitória e Euclério, que já adotaram o discurso oposicionista.
 
Nos meios políticos, circulou a informação de que o presidente do partido, o deputado federal, Sérgio Vidigal, teria tentado enquadrar os parlamentares, mas essa movimentação não se confirma. Vidigal, aliás, é uma das lideranças esperadas para o encontro da próxima segunda. A pressão no partido é grande, já que, assim como no PT e no PSDB, a base do partido defende a saída do PDT do governo do Estado.
 
Em entrevista recente ao jornal A Tribuna, Vidigal chegou a dizer que o apoio a Hartung em 2018, vai depender das articulações nacionais. Isso porque o partido tem como presidenciável Ciro Gomes, que admite desistir da disputa em favor de uma composição preferencial com o PT, caso o ex-presidente Lula venha a se candidatar.
 
Em 2014, o PDT do Estado fez uma aliança proporcional com o PT, que teve uma fraca candidatura ao governo do Estado, com o deputado estadual Roberto Carlos (que deixou o partido recentemente). Vidigal e seu grupo apoiaram a candidatura de Hartung. O partido ficou com a Secretaria de Ação Social, inicialmente ocupada pela ex-deputada federal Sueli Vidigal.
 
Ela foi substituída por Coelho, que até então estava filiado ao PT e foi levado para o PDT por uma movimentação do próprio governador. Nos meios políticos comenta-se que, depois da migração, Hartung não estaria privilegiando o secretário, por entender que ele não teria a capilaridade imaginada pelo governador no sul do Estado.
 
Os nomes do partido que fazem parte da equipe hoje não foram indicações do partido e sim do candidato a prefeito de Vitória, o deputado estadual Amaro Neto (SD), aliado do governador Paulo Hartung (PMDB). O cargo de maior destaque é a Secretaria de Esportes, comandada por Max Da Mata. Caso o partido feche questão sobre a saída da base, a perda para o grupo do governador vai ser bem dura.
 
O PDT capixaba foi o partido com o melhor desempenho na proporcional nas eleições de 2016. Diante da ameaça, o Palácio Anchieta já se movimenta para tentar recuperar o partido e pressiona os prefeitos eleitos pela legenda e outras lideranças pedetistas, mas a resistência da base é grande.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Choque

Como diz o ditado, dois bicudos não se beijam. É isso mesmo, Fabrício Gandini?

OPINIÃO
Editorial
Política de encarceramento
Não adianta construir novos presídios. É preciso investir em políticas públicas que sejam capazes de prevenir a criminalidade
Renata Oliveira
Fica, gente!
Hartung tem se esforçado para manter ao seu lado os três grandes partidos do Estado: PT, PSDB e PDT
Ivana Medeiros Zon
Mude de vida
Pensar na influência do comportamento e dos hábitos individuais, incluindo os de consumo, vai muito além do que podemos imaginar.
Nerter Samora
Um novo Ministério Público
Renovação no quadro de procuradores de Justiça é oportunidade para novos grupos politicos
JR Mignone
A volta da reza
Em 2013 escrevi sobre o ''Poder da Reza''. Hoje volto com ela, pois rezar, orar, falar com Deus, meditar, seja como for, nunca é demais
Caetano Roque
Briga desleal
Com a mídia na mão, o capital consegue fazer com que o cidadão acredite nas mentiras que eles querem
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

pelas beiras!
Flânerie

Manuela Neves

Carmélia, um pouco mais dela
Panorama Atual

Roberto Junquilho

Deputado vai propor CPI para apurar crime da Samarco
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Entre sustos e suspresas
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Choque

Ferraço afirma que contrato de antecipação de royalties foi 'malfeito'

Presos do semiaberto vão trabalhar em obras e serviços públicos da Prefeitura de Colatina

Dúvida sobre relator do Caso Alexandre pode adiar julgamento de recurso no TJES

Da Vitória faz discurso apaziguador, mas mantém posição independente na Assembleia