Seculo


  • Lava Jato no ES

 

Termo de Compromisso Ambiental exclui organizações sociais do debate


16/03/2017 às 17:03
Depois de anos denunciando o Passivo Ambiental da Vale - toneladas de minério de ferro lançados irregularmente no mar entre 1969 e 1984 e que continuam se acumulando na região devido à ineficiência de seu controle ambiental, principalmente no Porto de Tubarão – entidades da sociedade civil organizadas foram terminantemente excluídas do processo de construção do Termo de Compromisso Ambiental (TCA), assinado nesta quinta-feira (16) entre a Vale, a Prefeitura de Vitória e os Ministérios Públicos Estadual e Federal (MPES e MPF-ES).

Uma das ONGs mais atuantes no movimento de exigência de medidas reparadoras do dano, a Associação dos Amigos da Praia de Camburi (AAPC) considerou o aparente desfecho do caso uma afronta. “É o TCA da vergonha”, resume Paulo Pedrosa.

“É um TCA com objetivos políticos e econômicos, e não ambientais ou sociais”, afirma. “A gente só pede a Deus que tenha piedade de nós, porque se depender dos gestores, nada vai ser resolvido”, avalia. “Muita compaixão por essas pessoas que estão tomando as decisões e pedir a Deus que proteja o meio ambiente”, roga Paulo.

Associações protestam

Da mesma opinião são as associações de moradores dos arredores da Praia de Camburi. Convidados na véspera para assistir à assinatura do TCA, nenhuma se fez representar, em protesto à falta de respeito.

Nenhuma das promessas anunciadas pela Prefeitura e Vale, no dia 21 de dezembro passado, foram cumpridas, com relação à participação da sociedade civil no processo. Na data, foi feita a apresentação da minuta do TCA, no Parque Botânico da Vale, na presença da prefeitura, da empresa e de representantes de três associações de moradores convidadas: Jardim da Penha, Mata da Praia e Jardim Camburi.

Os líderes representantes reclamaram a ausência de associações de outros moradores, visto que o Passivo afeta uma parcela muito maior da região metropolitana, que frequenta a Praia de Camburi, bem como de coletivos que representassem o município inteiro, como a ONG Juntos SOS ES Ambiental, o Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Comdema) e o Conselho Popular de Vitória (CPV).

Passivo continuará no fundo do mar

Em resposta, ouviram a promessa de que elas passariam a integrar um certo Comitê de Acompanhamento do TCA e que receberiam o texto da minuta do Termo, para que pudessem fazer suas críticas e sugestões, por escrito, em prazo a ser estipulado. A minuta, porém, nunca foi enviada e, menos de três meses depois, o TCA é assinado sem qualquer participação da sociedade civil.

“Estamos estudando formas de contestar legalmente o descumprimento de tudo o que foi prometido”, anuncia Paulo Vitor Aquino Dal´Col, da Associação de Moradores de Mata da Praia.

A principal reivindicação das ONGs é pela retirada das toneladas de minério que estão depositadas no fundo do mar, além de medidas de controle ambiental que interrompam a contínua deposição de minério de ferro na região.

O TCA, no entanto, tratará de dois pontos principais: a retirada do minério de ferro depositada na areia da praia não banhada pelo mar e da construção de dois parques, sendo um de educação ambiental e outro para práticas de esporte e de lazer.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
No divã

PDT e PSDB, alvos de ingerência de Hartung, estão em turbulência interna. Que o diga Euclério e Majeski...

OPINIÃO
Renata Oliveira
No rastro
Quando o governador Paulo Hartung retornar de Paris, vai enfrentar um Sérgio Majeski ainda mais incômodo
Caetano Roque
Venceu o pragmatismo
Ao reeleger o grupo que se perpetua na direção, PT perde um pouco mais de sua ideologia
Geraldo Hasse
Seremos todos boias-frias?
A palavra reforma, sempre associada a avanços, está sendo aplicada a um retrocesso
JR Mignone
Sérgio Bermudes, sempre atual
''Existe uma crise no Judiciário, que vai da falta de juízes, da infraestrutura adequada, até a postulação e prestação precárias''
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Um homem nu.
Flânerie

Manuela Neves

Nenna – parte II: early years na ilha
Panorama Atual

Roberto Junquilho

A Odebrecht quebrou a "Omertá", e agora?
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

A sombra
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Euclério Sampaio abre fogo contra presidente regional do PDT

Embate entre Majeski e Colnago ainda repercute na Assembleia

Violações no sistema socioeducativo do Estado são novamente denunciadas à OEA

Justiça condena ex-deputado federal e ex-prefeito de Marilândia

Colibris desaparecem na cidade e no Estado que os têm como símbolos