Seculo

 

'É injustificável permanecer no governo, até porque é um governo que sequer está bem'


18/03/2017 às 18:49

Rogério Medeiros e Renata Oliveira
Imagens: Leonardo Sá / Porã


O deputado federal Givaldo Vieira lançou na última segunda-feira (9) a chapa “Pra voltar a sonhar”, uma composição com várias lideranças do PT. Givaldo disputa a eleição interna do partido, que acontece no próximo dia 9 de abril. O grupo busca uma reaproximação do PT com a base e, para isso, defende a saída do partido do governo Paulo Hartung (PMDB), além da construção de um projeto político para o Espírito Santo.

Nesta entrevista, o deputado fala dos motivos que o levaram a romper com o grupo do ex-prefeito de Vitória e atual presidente do partido, João Coser, da influência do resultado do processo eleitoral de 2016 no processo de eleição interna e a busca de um envolvimento com a mudança de postura do PT, que pode ter reflexos na eleição de 2018.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

Revoada tucana

Que a saída de Majeski do PSDB é iminente, não há dúvida. Mas circula que os tucanos contrários ao projeto de Colnago pensam em bater asas com ele

OPINIÃO
Renata Oliveira
Solidão sem fim
A oposição de Majeski na Assembleia não encontra coro entre os pares, nem no grupo arredio
JR Mignone
Rádio bandeira
A trajetória deste segmento de rádio em capitais é grande
Geraldo Hasse
Os golpes se sucedem
Em plena era do GPS, a reforma trabalhista sugere multiplicar os ''chapas''
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Quem me ensinou a nadar
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Fuga do Paraíso
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Ministério Público vai destinar mais R$ 700 mil a gastos com terceirizados

Prefeitura de Vitória perde mais uma contra ocupantes do Santa Cecília

Movimento nacional para ser vice abre nova janela de oportunidade para Hartung

Seminário debate formas de erradicar o trabalho infantil

Eleição da nacional alimenta divisão no PSDB capixaba