Seculo


  • Lava Jato no ES

 

Hartung adota investida agressiva para manter controle da Amunes


20/03/2017 às 15:15
Chamou atenção dos meios políticos, o tom dado pelo governador Paulo Hartung (PMDB) à disputa pela presidência da Associação dos Municípios do Estado (Amunes), na entrevista publicada pelo jornal A Tribuna neste domingo (19). Isso porque a estratégia mais agressiva não combina com o perfil do governador, que sempre atuou mais nos bastidores, evitando confrontos diretos.
 
“Nós nunca aceitamos que a Amunes fosse trampolim de interesse político para projeto de A, B ou C. É a mesma postura que temos hoje, está claro?”, disse. Como a disputa está polarizada na entidade e a candidatura do prefeito de Linhares, Guerino Zanon (PMDB), é identificada como uma candidatura palaciana, o recado foi entendido no grupo do prefeito de Viana, Gilson Daniel (PV).
 
Segundo interlocutores, o governo teria convicção de que o lançamento da candidatura de Zanon causaria, automaticamente, o esvaziamento do palanque do prefeito de Viana, o que não aconteceu. 
 
Desde o registro das duas chapas, Hartung tem encontrado dificuldades em conseguir a maioria dos votos para a candidatura de Zanon. Pelas contas dos observadores, Gilson Daniel teria uma vantagem de oito votos sobre o peemedebista.
 
A chapa de Gilson Daniel vem sendo identificada como ligada ao grupo do ex-governador Renato Casagrande (PSB). Isso porque, em 2014, ele liderou um movimento de prefeitos de apoio à reeleição do socialista. Após a eleição de Hartung, o prefeito de Viana buscou aproximação com o governador Paulo Hartung. Mas ele não teria a confiança do peemedebista.
 
A preocupação palaciana, porém, está voltada para outra liderança com capilaridade histórica no interior, Rose de Freitas (PMDB). A senadora já sinalizou disponibilidade para a disputa ao governo em 2018 e tem um perfil municipalista, que sairia muito fortalecido caso seu candidato vença a disputa da entidade.
 
Ainda na entrevista, Hartung afirma a parceria com a Amunes desde 2003, quando chegou ao governo pela primeira vez. Hartung destacou que a entidade não tem perfil político, e seu papel tem sido de mediação entre os municípios e o Estado.
 
Isso aconteceu até aqui, porém, porque o governo não recebeu cobranças da Amunes, que funcionou como anteparo dos municípios. O cenário de unanimidade inibiu as entidades de buscarem confronto com o governo. Com a falta de apoio e a situação econômica calamitosa dos municípios, a tendência é a busca de fortalecimento da entidade como instrumento de articulação dos prefeitos. Com um aliado na entidade, o governador conseguiria manter o controle dessa classe.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Descompasso

Hartung priorizou tanto lotear a gestão com quadros políticos, que os embates ocorrem na contramão de sua própria estratégia. Rodney Miranda que o diga...

OPINIÃO
Editorial
Esgoto veio à tona
Manietada pelo governo, CPI para investigar Cesan se torna obrigatória após denúncias envolvendo a companhia
Piero Ruschi
O desmanche do Museu Mello Leitão
Um ato de desrespeito à população que foi camuflado e conta com o apoio da própria diretoria e sua associação de amigos
Renata Oliveira
Vai liberar?
Rodrigo Janot pode criar um precedente muito ruim para a política brasileira ao anistiar quem recebeu o “caixa dois do bem”
Caetano Roque
Desmonte em curso
Enquanto o movimento sindical dorme , o capital segue a passos largos a retirada de direitas
Nerter Samora
#SomosTodosBaianinho
Causa espécie um encontro às portas fechadas entre o governo e parte do empresariado capixaba logo após a “delação do fim do mundo”
Geraldo Hasse
O despudor do poder
O marqueteiro-mór pagou multa de R$ 30 milhões à Justiça, deu depoimento e saiu rindo
JR Mignone
Inquietudes políticas
O ''Fica, temer'' de Gaspari e a pesquisa que confirma a memória curta do eleitor
Caetano Roque
Greve na rua
É hora de o trabalhador dar a resposta as ações antidemocrática do governo golpista
BLOGS
Blog do Phil

Phil Palma

Um homem nu.
Flânerie

Manuela Neves

Nenna, em transição
Panorama Atual

Roberto Junquilho

A Odebrecht quebrou a "Omertá", e agora?
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Nossa Terra, nossa gente
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

CPI da Odebrecht quer investigar contratos de empreiteiras com setor público

Descompasso

Sindicato quer que Nestlé preste esclarecimentos sobre possível venda da marca Serenata de Amor

Empresa de informática nega irregularidades em contratos com a Sesa

Assembleia barra projeto que acaba com exclusividade da Cesan na região metropolitana